Nove ícones que nasceram numa garagem

garage_1.jpgPor Ethevaldo Siqueira
26/02/2018 - Com um faturamento de mais de US$ 14 bilhões, a HP é uma megacorporação. No ano de seu nascimento, em 1939, nessa garagem da foto, na Avenida Addison, em Palo Alto, na Califórnia, o faturamento da empresa não chegou a US$ 10 mil. As duas letras que a identificam, representam seus fundadores: Bill HEWLETT e David PACKARD, na época, estudantes de Stanford. Inteligentes, estudiosos e criativos, eles ganharam da Universidade de Stanford um financiamento cerca de US$ 5.000 para desenvolver e fabricar um oscilador de áudio – que seria utilizado por Walt Disney na produção do filme “Fantasia”.

A primeira "sede" da HP foi essa garagem, que permanece intacta até hoje

Os dois estudantes deram conta da missão e, com os serviços prestados a outras indústrias, nasceu Hewlett e Packard, que cresceu rapidamente. E, ao longo dos últimos 50 anos se tornou a megacorporação que é hoje. A garagem existe até hoje. E quem vai a Palo Alto pode ver ou visitá-la. O governo da Califórnia tombou-a como símbolo e como “marco do nascimento do Vale do Silício”. Visitei esta garagem e sugiro que você também o faça.

2. Microsoft, com Bill Gates e Paul Allen

Bill Gates e Paul Allen, estudantes de Harvard, criaram em 1975 uma nova versão de software para substituir a linguagem Basic, e criaram a Microsoft – que também nasceu numa garagem. Em 1981, ofuscaram totalmente o prestígio do PC-DOS dos primeiros microcomputadores da IBM, ao criar o sistema operacional MS-DOS (o MS, como iniciais da Microsoft) em 1981. Em 1985, eles assinaram um acordo com a IBM para o desenvolvimento do sistema operacional Windows.

Paul Allen, à esquerda e Bill Gates à direita criaram a Microsoft em 1975

3. A garagem da Apple

A Apple tem uma história muito conhecido, com dois jovens e uma garagem. Em 1976, seus fundadores, Steve Jobs e Stephen Wozniak, começar por vender uma Kombi e uma calculadora científica, seus bens mais valiosos, para conseguir o dinheiro para construir os primeiros computadores pessoais do mundo, numa garagem de Cupertino, no Vale do Silício.

Steve Jobs, à direita e seu amigo e co-fundador da Apple, Steve Wozniak / Crédito: Tony Avelar | Bloomberg | Getty Images

E tudo isso numa época em que os mainframes e outros computadores de grande porte ainda reinavam quase absolutos no mundo nascente da informática. Não é preciso dizer que os produtos da Apple revolucionaram a computação pessoal, não apenas com seus Macintoshes, mas com os smartphones iPhone, o iPod e o iTune.

4. A dupla japonesa cria a Sony

Os primeiros gravadores de fita – ainda grandes e pesados – foram os primeiros produtos da Sony, criados e fabricados numa oficina de fundo de quintal por uma dupla japonesa em 1947, em Tóquio: Akio Morita e Masaru Ibuka. A primeira empresas que criaram era uma companhia de telecomunicações, da qual se originou a Sony. Ibuka projetava e construía os primeiros gravadores de fita (que ainda não eram de plástico, mas de papel com tinta magnetizável).

O primeiro salto ocorreu quando Morita convenceu a americana Bell Laboratories a licenciar à sua minúscula companhia a tecnologia para fabricar transistores. Foi assim que a Sony fabricou o primeiro rádio transistorizado no Japão. A fixação por miniaturas fez Morita lançar em 1979 o primeiro Walkman. Nenhuma pesquisa indicava que as pessoas queriam um rádio-toca-fitas com fones de ouvido, mas Morita levou milhões de pessoas a acreditar que não podiam mais viver sem o aparelho.

5. Bezos: o gênio da Amazon

Outra megaempresa nascida numa garagem foi a Amazon, fundada em 1994, quando a internet ainda engatinhava, por Jeffrey Bezos, um analista financeiro então com 30 anos. acreditava que a web seria algo popular, que mudaria os paradigmas do mundo dos negócios. Seu sonho era transformar a internet em um poderoso canal de vendas para qualquer produto, inclusive livros. Bezos não teve dúvida: deixou um bom emprego em Wall Street e se transferiu para Seattle, nas proximidades de uma grande distribuidora de livros. Assim nasceu a Amazon, na garagem de casa. Hoje, a empresa fatura bilhões de dólares por ano.

6. Dell, o lobo solitário

Michael Dell fundou sua empresa em 1984, quando tinha 19 anos e míseros US$ 1.000 no bolso. Começou a vender os computadores que ele mesmo montava em seu dormitório na Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Depois foi para uma garagem, também. Era a semente do grande empresa de Austin, no Texas;

7. A dupla do YouTube

Eis outra garagem famosa, essa em São Francisco, nos Estados Unidos. Em fevereiro 2005, a dupla Chad Hurley e Steve Chen, então com 27 e 25 anos, criou um programa de computador para compartilhar vídeos com os amigos. Menos de dois anos depois, a invenção foi comprada por US$ 1,65 bilhão pelo Google.

8. Facebook, dois alunos em Harvard

Em 2004, Mark Zuckerberg, então estudante da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, criou um site para que seus colegas colocassem fotos e trocassem informações. O que parecia despretensioso em pouco tempo se tornou sensação. O Facebook, site montado no dormitório da faculdade, hoje é a rede social mais importante do mundo.

8. A dupla do Google: Sergey e Larry Page

A história do Google começa em 1995 com a criação de um sistema chamado BackRub por dois estudantes de doutorado de ciência da computação: Sergey Brin, russo, 23 anos, e Larry Page, americano, 24 anos. O BackRub ganhou aperfeiçoamentos e gerou, em 1998, o Google e a empresa Google Inc. Quando isso aconteceu, a dupla deixou os dormitórios da Universidade de Stanford e foi se alojar na casa de uma amiga. Meses depois, eles só viram seu negócio crescer e virar sinônimo de internet.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton