Tecnologia para Estádio de Brasília

mane.jpg11/06/2013 - A Siemens está fornecendo tecnologia para Estádio Nacional Mané Garrincha de Brasília, a arena esportiva mais moderna e sustentável a ser construída na América Latina. A empresa foi contratada para fornecer equipamentos de alta tecnologia, produtos e sistemas de automação para as áreas de segurança, construção e segurança do trabalho para o estádio que irá sediar a abertura da Copa das Confederações em 2013 e sete jogos da Copa do Mundo, em 2014.

Além de auxiliar o Mané Garrincha a se tornar ainda mais sustentável, os sistemas também contribuirão para que o estádio seja a primeira arena de esportes do mundo a receber a certificação de sustentabilidade LEED Platinum, um status alcançado apenas por edifícios que satisfazem os mais altos padrões ambientais.

O software de automação predial da Siemens, instalado no estádio, atende aos requisitos de certificação da LEED, uma vez que controla o consumo, a medição e utilização de água e energia, o uso de ar condicionado e a integração dos sistemas de detecção de incêndio, alarme e sistemas de segurança.

"Participar da construção do Estádio Nacional Mané Garrincha de Brasília é motivo de grande orgulho para nós, uma vez que o projeto será um importante legado à Capital Federal do Brasil ", afirma Guilherme Mendonça, diretor do Setor de Infraestrutura e Cidades (IC) da Siemens no Brasil.

Além das tecnologias de automação de construção, o projeto inclui sistemas de TI e som fornecidos juntamente com as demais empresas parceiras para o estádio que, com uma capacidade para 70.000 pessoas, é a segunda maior arena esportiva do Brasil. Essas tecnologias e soluções já estão presentes nas mais avançadas e rentáveis instalações desportivas da Europa, como a Allianz Arena, em Munique, na Alemanha.

A tecnologia de ponta garante maior segurança

Utilizando a tecnologia de câmeras de última geração, o sistema de CCTV fornecido pela Siemens é capaz de identificar espectadores em todas as arquibancadas do estádio. O sistema, gerido pelo software de alta capacidade de processamento, oferece o acesso hierárquico via senha, de modo que as organizações responsáveis pela segurança do estádio (polícia, bombeiros e segurança privada) podem identificar possíveis problemas e tomar as medidas adequadas.

Ao integrar o banco de dados com os mais diversos sistemas de venda de ingressos, o sistema de controle de acesso permitirá que os operadores da arena promovam uma ampla variedade de eventos. As catracas, nos pontos de entrada da arena, serão capazes de ler todas as tecnologias de identificação atualmente disponíveis, tais como códigos de barras 1D e 2D, mifare e smartcards. Os dados do sistema serão totalmente criptografados, tornando as operações mais seguras e impedindo a falsificação de bilhetes. O sistema também protegerá as áreas técnicas no estádio e os operadores não precisarão carregar chaves para abrir as inúmeras portas da arena.

Todas as tecnologias fornecidas serão integradas em um centro de comando e controle. Isso fará com que seja possível acessar os sistemas do estádio e operá-los por meio de uma única tela. As soluções da Siemens já foram utilizadas em mais de 150 instalações esportivas em todo o mundo - incluindo a Allianz Arena, na Alemanha, o Estádio Gdansk, na Polônia e oito arenas na África do Sul.

Para mais informações, visite http://www.siemens.com/infrastructure-cities.

CDI Public Relations

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton