Um smartwatch que também é um smartphone

samsung_gear_s.jpg19/11/2014 - Veja a avaliação do smartwatch Samsung Gear S, feita pelo site americano CNET:

O melhor - O Samsung Gear S tem uma tela grande, curva e brilhante, vida útil de bateria decente, vem com bateria bônus e pode ficar conectado longe de um telefone com seus próprios dados 3G ou Wi-Fi. É atraente, embora bastante grande.

O pior - Ele ainda requer um recente telefone Samsung para compartilhar e instalar aplicativos, suas características autônomas são bastante limitadas e não funcionam com todos os aplicativos. A biblioteca de apps ainda é fraca em comparação com o Android Wear.

Conclusão - O ambicioso smartwatch Samsung Gear S funciona como um smartphone completamente independente, mas o software e aplicativos disponíveis não dispõem de muitos recursos.

Veja a avaliação completa no link: http://www.cnet.com/products/samsung-gear-s/

 

 

 

Comentário (0) Hits: 486

Trocafone chega ao Brasil com aporte de US$ 1,1 milhão

12/11/2014 – A startup Trocafone, que atua na compra e venda de celulares usados, acaba de anunciar aporte de US$ 1,1 milhão por meio de um grupo de investidores estratégicos, incluindo a Wayra (no Brasil e na Argentina) e NXTP Labs. Já em operação na Argentina, a empresa destinará parte do investimento para o lançamento no Brasil e para sua expansão na América Latina. Com isso, torna-se o principal e-commerce da região a atuar no segmento de celulares usados.

Pertencente à Quasar Ventures, companhia de investimento com foco em empresas tecnológicas, a startup tem como principal negócio a compra de celulares usados, para reformá-los e revendê-los. O preço de revenda chega a ser 40% menor em relação a um equivalente novo. Para as duas partes, é uma forma simples de compra e venda de um celular, evitando os riscos da troca com desconhecidos. Dessa forma, a Trocafone posiciona-se como principal player em um mercado com grande potencial de crescimento. Estima-se que, até 2017, existirão 225 milhões de celulares nos Estados Unidos e 241 milhões na América Latina.

Nos países latinos, o valor de um aparelho costuma ser até cinco vezes maior em relação aos EUA.

Com grande apelo sustentável, a Trocafone contribui de forma expressiva para reduzir o lixo eletrônico, uma das principais ameaças mundiais ao meio ambiente. Dados internacionais mostram que devem ser gerados, até 2017, cerca 65,4 milhões de toneladas de lixo eletrônico ao ano. Só o Brasil, cerca de 1,1 milhão de toneladas de eletrônicos sem uso devem ser descartadas em 2014.

Para Guillermo Freire, empreendedor e CEO da Trocafone, a empresa permite não apenas dar oportunidade a quem hoje não tem acesso aos devices de alto valor, como também promover o consumo responsável. Segundo o executivo, 70% dos aparelhos descartados acabam sendo inutilizados. "Buscamos melhorar a experiência de compra e venda de eletrônicos usados, oferecendo facilidade de pagamento, garantindo qualidade dos produtos com a experiência técnica, garantia e serviço pós-venda," diz Guillermo Arslanian, seu parceiro e COO da Trocafone.

Sobre Wayra

Iniciativa global do Grupo Telefônica, a Wayra conta com 13 academias em 12 países.

Comentário (0) Hits: 1015

Apple Pay já é um enorme sucesso, diz Cook

apple_6_pay2.jpg30/10/2014 - A nova carteira móvel da Apple, está operando há apenas uma semana, e já cresceu enormemente, de acordo com Tim Cook, presidente-executivo da empresa. Segundo matéria publicada no New York Times, Cook disse (em uma conferência de tecnologia em Laguna Beach, Califórnia), que um milhão de cartões de crédito haviam sido ativados na Apple Pay nos três primeiros dias em que o sistema de pagamento móvel começou a operar.

Isto é um feito notável, avalia Brian X. Chen do NYT. O aplicativo móvel oferecido pela Starbucks Coffee, que permite aos clientes fazerem pagamentos em suas lojas, há muito tempo tem sido considerado o sistema de pagamento móvel mais amplamente adotado nos Estados Unidos, com mais de 12 milhões de usuários ativos. Mas ele pode ser usado apenas em lojas da Starbucks.

cook-apple_pay.jpgPara viabilizar o sistema de pagamento, a Apple fez parcerias com empresas de grande porte, incluindo Whole Foods, Walgreens, McDonald, Macy e Nike. Mas alguns varejistas estão recusando o pagamento via Apple Pay, porque também desenvolveram um sistema próprio de pagamento.

Tim Cook, presidente-executivo da Apple, segunda-feira, 29, em Laguna Beach, Califórnia
Foto: Lucy Nicholson/Reuters

Matéria completa no link: http://bits.blogs.nytimes.com/2014/10/28/apple-pay-already-a-huge-hit-cook-says/?_php=true&_type=blogs&ref=technology&_r=0

 

 

 

 

 

 

 

Comentário (0) Hits: 472

Microsoft e DOC Galeria lançam o #FotoClubeLumia

lumia_doc.jpg29/10/2014 - Mais do que oferecer a tecnologia necessária para fazer as melhores fotos com smartphones, a Microsoft pretende reunir um grupo seleto de profissionais e entusiastas da fotografia para trocar experiências e informações, além de auxiliá-los na prazerosa tarefa de produzir muito mais cliques incríveis. Com esse objetivo, a empresa lança, com a curadoria da DOC Galeria, o 1º Clube de Fotografia com Smartphones do Brasil, o #FotoClubeLumia, e abre inscrições, a partir de hoje, exclusivamente para jornalistas e fotógrafos.

Os participantes do clube terão direito a benefícios exclusivos, como a oportunidade de testar novos smartphones antes mesmo da chegada ao mercado brasileiro, além de participação em eventos temáticos como exposições, palestras, workshops e saídas fotográficas, além de descontos (na loja online da Nokia até o dia 20 de dezembro) na compra de aparelhos e acessórios.

Sobre a DOC Galeria

A DOC Galeria é um escritório para criação e produção de projetos ligados a fotografia e galeria especializada na imagem mais voltada a linha documental.

Comentário (0) Hits: 399

Claro assina acordo com Apple para venda de iPhones

claro_apple.jpg29/10/2014 - A Claro anunciou nesta terça-feira, (28), um acordo exclusivo com a Apple para o programa chamado Claro Up (de upgrade). A parceria, que deverá ser iniciada até o final de novembro, é uma forma de fidelização dos clientes à operadora e à fabricante de aparelhos: o usuário pode adquirir um iPhone e parcelar em 24 meses, com seguro embutido.

A cada 12 meses, o cliente pode trocar o modelo do smartphone pelo mais recente, assinando contrato para estender por mais 24 meses, que substitui o contrato anterior. "É (um acordo) exclusivo da Claro que vamos lançar já com o iPhone 5S com plano de 200 minutos e, assim que tiver o novo, vamos ter oferta exclusiva", disse o diretor de marketing da tele, Rodrigo Vidigal, referindo-se aos modelos 6 e 6 Plus, ainda sem data para lançamento (e preço) no País.

"O lançamento já faz parte da mudança da marca (estratégia de marketing anunciada nesta terça), com um benefício diferenciado, que permite às pessoas ter um jeito diferente para ter sempre o modelo mais novo", disse o presidente da operadora, Carlos Zenteno.

 

 

 

 

Comentário (0) Hits: 763

iPhone ainda demora para chegar por aqui

apple6.jpgTechTudo
17/10/2014 - O iPhone 6 está mais próximo, mas, ainda assim, o Brasil não tem data prevista para recebê-lo. A Apple divulgou uma lista de 36 novos países que receberão os celulares até o final de outubro. A relação inclui o México, que faz parte da América Latina, mas, infelizmente, ainda não constam informações sobre a chegada dos modelos por aqui.

Os novos lançamentos acontecem entre os dias 17 e 31 de outubro em países como China, Índia, Polônia, África do Sul, Bahrain, Grécia, Coreia do Sul, Tailândia e Romênia, apenas para citar alguns.

No comunicado oficial, a Apple reforçou seu compromisso de disponibilizar o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus, em 115 territórios até o final deste ano.
Lançamentos regionais também precisam passar pela aprovação de órgãos competentes (como a nossa Anatel, por exemplo), além de envolver toda uma questão logística relacionada a estoque e disponibilização dos produtos nas prateleiras das lojas.

Principais diferenças entre iPhone 6 e o iPhone 6 Plus

Tela - O foblet iPhone 6 Plus é o primeiro da companhia a alcançar a resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) na tela, resultando em densidade de 401 ppi, a maior até hoje em um iPhone. Já o iPhone 6, com tela de 4,7 polegadas, tem resolução e densidade de pixels menores: 1134×750 e 326 ppi.

Design - Os novos dispositivos ficaram ainda mais finos que o antecessor 5S, mas o iPhone 6 é o campeão. Ele mede somente 6,9 mm de espessura, contra 7,1 mm do iPhone 6 Plus, o que o torna o iPhone mais fino da história. Mesmo assim, por ser consideravelmente maior, o Plus pode até dar a impressão de ter espessura mais fina, já que a diferença é mínima. De resto, os dois são exatamente os mesmos.

Câmera - Os dois trazem sensores de 8 megapixels iSight, mas a diferença fundamental está no sistema de estabilização de imagem, que finalmente chegou ao smartphone, ou seja, as imagens capturadas no iPhone 6 Plus deverão sofrer menos tremidas, o que deve agradar principalmente a quem fotografa em movimento.

Bateria - Segundo o CEO da Apple, Tim Cook, o iPhone maior deve ter rendimento "igual ou melhor" ao 5S na maioria das tarefas, se destacando somente em algumas atividades, como reprodução de áudio, que passa de 40 horas para 50 horas de um modelo para o outro.

O iPhone 6 Plus, por outro lado, promete rendimento um pouco melhor. Apesar da tela FullHD, a bateria de capacidade maior equipada no gadget promete até 80 horas de reprodução de áudio, 14 de vídeo (11 no iPhone 6) e 24 horas de conversação via 3G (14 no iPhone 6). Isso quer dizer que, por mais que não haja melhora em aspectos importantes como navegação no 4G ou Wi-Fi, o foblet é o que oferece mais autonomia.

Preço - É claro que, com diferenças em termos de recursos, há também disparidade de preço entre os modelos. Não foram anunciados ainda o valor dos aparelhos desbloqueados, mas os valores para celulares atrelados a contratos de dois anos mostram uma diferença de US$ 100 (cerca de R$ 230) entre os iPhones 6 e 6 Plus. O menor ficará entre US$ 199 e US$ 399 (R$ 454 e R$ 910), enquanto o de tela grande sairá nos Estados Unidos por US$ 299 a US$ 499 (cerca de R$ 682 e R$ 1.140 em conversão direta), dependendo sempre da opção de armazenamento escolhida (16 GB, 62 GB e 128 GB).

Ainda não se sabe quando os aparelhos irão chegar ao Brasil, muito menos seu preço. Porém, levando em conta os preços do iPhone 5S, o iPhone 6 deverá custar em torno de R$ 2,8 mil, e o iPhone 6 Plus ainda mais caro que isso.

http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/09/qual-e-diferenca-entre-o-iphone-6-e-o-iphone-6-plus.html

Comentário (0) Hits: 383

newsletter buton