Incerto lançamento do Galaxy Note 7 no Brasil

galaxy-note7.jpgEthevaldo Siqueira
15/09/2016 - A Samsung deveria lançar o modelo este mês no país. A fabricante anunciou um recall mundial após problemas de explosões de baterias na hora do carregamento.

Existem defeitos de fabricação nas baterias de Íons de Lítio, que aumentam o risco de explosão, e o caso mais recente é o das baterias do Galaxy Note 7, da Samsung.

Aconselho quem, eventualmente, tenha comprado esse aparelho fora do País, que pare de usá-lo por uma questão de segurança, embora até agora, o número confirmado de explosões de baterias foi de 35, segundo a Samsung. A empresa estima que a probabilidade de explosão é de 24 em cada milhão de baterias (ou de um telefone em cada 41.666).

Nem todas as baterias de íon de lítio existentes no mercado também correm o risco de explodir. Segundo especialistas, apenas aquelas que não passaram por um controle de qualidade adequado, e apresentam defeitos de fabricação.

Foi divulgado um comunicado da Samsung na Europa e nos Estados Unidos na semana passada sobre o problema do smartphone. Segundo a BBC e o jornal Financial Times, a Samsung pediu aos proprietários do Galaxy Note 7 para que deixem de usá-lo e troquem o aparelho porque eles correm o risco de explodir.

E a empresa prometeu fazer o recall desse smartphone e começará a trocar os aparelhos vendidos por novos Galaxy Note 7 a partir do dia 19 de setembro.

No sábado, os Emirados Árabes Unidos proibiram o uso desse Galaxy Note 7 nas companhias aéreas Emirates e Etihad. Três companhias aéreas australianas também proibiram o uso desse aparelho.


Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton