Carreiras valorizadas

Luiz Gonzaga Bertelli*

27/05/2013 - Um grande número de novas carreiras surge a cada ano, em decorrência da complexidade do mercado de trabalho e da própria evolução da sociedade. Algumas profissões tradicionais podem entrar em declínio e outras novas tornarem-se as carreiras da moda. Por causa dessa variação e da quantidade enorme de opções, boa parte dos jovens carregam muitas dúvidas sobre qual profissão devem seguir. Uma boa dica é analisar seu próprio perfil, imaginar-se desenvolvendo atividades naquelas profissões em que existe maior finalidade e, sempre, analisar o mercado.

Atualmente, uma das profissões mais valorizadas no país é a engenharia. Segundo especialistas, existe um déficit grande de engenheiros para uma nação que precisa ainda de muitos investimentos na área de infraestrutura. No entanto, nem sempre foi assim. Nos anos 80 e 90, com a estagnação econômica, a engenharia ficou em baixa no mercado. Muitos profissionais perderam seus empregos e foram deslocados para outras áreas como a financeira. Hoje a situação é bem diferente. A necessidade dessa mão de obra qualificada reflete-se nas boas ofertas de trabalho. Quem faz estágio na área, sai na frente e, praticamente, assegura o desenvolvimento na carreira.

Google Glass, um debate tecnológico, mercadológico e ético

glass.jpgMarcos Hiller (*)

09/05/2013 - O ecossistema digital que habitamos é um solo fértil no qual, a cada dia, surge uma miríade de produtos tecnológicos desenvolvidos para atrair e magnetizar ávidos consumidores. A Samsung que, há poucos anos, era simplesmente mais uma das marcas de artigos eletroeletrônicos, fez um superevento no fim de abril para mostrar ao mercado o sensacional Galaxy S IV.

Adeus, Newsweek

news_week.jpg24/012/2012 - A última edição impressa da Newsweek está circulando esta semana, de 24 a 31 de dezembro de 2012. Relembro que essa revista foi uma das maiores do mundo nos anos 1970 e chegou a ter a incrível tiragem de 7 milhões de exemplares por semana, enquanto a Time alcançava a marca de 5 milhões. O jornalismo impresso está morrendo, meus amigos. É algo triste? Sim. Mas, por mais ligações pessoais e afetivas que eu ainda tenha com livros de papel, com revistas e jornais impressos, começo a perceber que há mais vantagens na imprensa digital do que na tradicional. Mesmo com muita saudade das publicações em papel, que folheamos, acariciamos e cheiramos, acho que teremos muito mais a ganhar do que a perder.

Como avaliar o CES 2013?

ces_1.jpg20/01/2013 - Para alguns jornalistas brasileiros, o International Consumer Electronics Show (CES) é hoje "um evento decadente e sem importância". Discordo radicalmente dessa avaliação e, como resposta, faço a seguir um balanço do CES 2013, realizado em Las Vegas de 6 a 11 de janeiro.

A morte da internet

13/03/2013 - Acabo de ler um livro lançado nos Estados Unidos na metade de 2012: The Death of the Internet, de Markus Jakobsson, publicado por quatro instituições de prestígio: o renomado Instituto para a Engenharia Elétrica e Eletrônica (IEEE), as editoras Wiley e Higher Education Press e a IEEE Computer Society.

Ao deparar com o livro há três semanas, num evento mundial sobre segurança da informação, minha primeira impressão era de que fosse mais uma obra sensacionalista ou catastrofista, como dizemos entre os jornalistas. Estava enganado. Depois de lê-lo, me convenci de que Markus Jakobsson, o autor, tem argumentos sólidos para defender sua tese.

Despedida, após 45 anos

adeus_estadao.jpg21/10/2012 - Esta é minha última coluna neste Estadão.

Escrevo-a com emoção porque este jornal faz parte de minha vida. Aqui comecei a trabalhar no dia 10 de março de 1967. Quando olho para trás, fico espantado ao perceber quanta coisa mudou no mundo, no Brasil e na tecnologia. Quase tudo que aprendi em meu ofício aprendi aqui. E ainda tive o privilégio de conviver com jornalistas como Júlio de Mesquita Filho, Júlio de Mesquita Neto, Ruy Mesquita, Fernando Pedreira, Oliveiros Ferreira e uma lista de companheiros cujos nomes não caberiam neste espaço.

newsletter buton