Para professor, "implante cerebral é um besteirol"

Ethevaldo Siqueira
03/06/2014 - Para o professor Valdemar Setzer, do Departamento de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística da USP, a notícia sobre a possibilidade de realização de implante de próteses neurais ou de chips no cérebro não tem fundamentação científica.

"A notícia me parece ser uma coleção de besteiróis. Ou propaganda de cientistas para convencer incautos a darem verbas para sus pesquisas, que muitas vezes não atingem os objetivos mirabolantes mas ninguém se importa com isso, pois a verba já tinha sido gasta, e seria incômodo para as agências financiadoras reconhecerem que financiaram um papo furado.

A formação em TI: o papel da universidade e do mercado

ti/TI2.jpgPor Maurício Pimentel*
25/04/2014 - A Tecnologia da Informação está presente em todas as áreas da economia, dando suporte a processos dos mais simples aos que gerem um incontável volume de dados. Entretanto, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), até 2020 o segmento precisará de 750 mil novos profissionais para alcançar a meta de elevar sua participação no PIB do país para 6,5%. Esse cenário é preocupante e comprova que a oferta de especialistas em TI crescem de modo muito mais lento do que a demanda, tornando esse gap cada vez maior. E como resolver isso? A formação acadêmica é o caminho para a solução?

Nanomateriais luminescentes têm aplicação ampliada

Por Aline Naoe, do USP Notícias
15/04/2014 - Novos materiais apresentam a chamada luminescência persistente

Uma das aplicações cotidianas mais conhecidas dos materiais com luminescência está na sinalização de rodovias e acessos de segurança. As propriedades de conversão de alguns tipos de energia em luz também são bastante utilizadas em exames médicos, na produção de equipamentos eletrônicos, e na conservação de alimentos, etc.

Em busca de novas formas de aproveitar o fenômeno, pesquisadores do Laboratório de Química Supramolecular e Nanotecnologia estudam o desenvolvimento de materiais luminescentes em escala nanométrica, ou seja, na ordem de milionésimos de milímetros. O Laboratório pertence ao Centro de Química e Meio Ambiente do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), autarquia associada à USP, e trabalha em parceria com o Laboratório de Elementos do Instituto de Química (IQ) da USP.

Cloud Computing é tendência para empresas de todos os portes

cloud_computer2.jpg*Por Eduardo Carvalho
10/04/2014 - O mercado torna-se cada vez mais competitivo e as corporações são pressionadas a conseguir mais resultados com menos recursos. Neste cenário, começamos a ouvir já há algum tempo sobre cloud computing. O conceito atraiu a curiosidade dos CIOs pela eficiência e economia e já tornou-se realidade para muitas organizações. De acordo com a IDC, somente em 2013, o setor de computação em nuvem movimentou cerca de US$ 257 milhões e a expectativa é de que este número chegue a US$ 798 milhões até o final deste ano. É interessante observar que este modelo atende as necessidades de empresas de todos os portes. As grandes vislumbram na computação em nuvem a oportunidade de conseguir mais eficiência, agilidade e, claro, redução de custos. Já para as pequenas e médias companhias, esta é uma chance para ter acesso a soluções robustas sem demandar altos investimentos – permitindo às PMEs ampliar a competitividade no ambiente em que atuam.

A revolução na computação empresarial

BYOD.jpg*Helcio Beninatto
10/04/2014 - Os aplicativos ganharam relevância em relação aos dispositivos. O que conhecemos como Bring Your Own Application (BYOA) é uma nova tendência que está ganhando força na computação empresarial.

Alguns fatores que estão impulsionando a rápida adoção do BYOA dentro da empresa são:

• App Stores para celulares - O centro de atendimento à comunidade de programadores está mudando com a criação de aplicativos de consumo para dispositivos móveis, graças à revolução dos smartphones e tablets. Os usuários estão a apenas um passo de escolher um aplicativo que satisfaça suas necessidades dentre os milhares de aplicativos gratuitos e por preços inimaginavelmente baixos, disponíveis nas App Stores para celulares.

O SMS está morrendo?

*Por Cássio Bobsin Machado
08/04/2014 - A morte do SMS foi anunciada ao mesmo tempo em que o Facebook comprava o WhatsApp por USD19 bilhões.

Notícia ruim vende. Mas é bom entender o que está por trás de tais afirmações bombásticas.

Dados do setor mostram que o SMS atingiu a maturidade. Antes o SMS era a única opção viável de mensagens instantâneas no celular. Agora os serviços de MIM – Mobile Instant Messaging – como WhatsApp, Line, KakaoTalk e WeChat ameaçam seu domínio.

newsletter buton