Inovação e empreendedorismo

Vanderlei Bagnato (*)

22/08/2013 - A USP, por meio da Agência USP de Inovação, tem o grande desafio de aproximar o conhecimento e as pesquisas desenvolvidas pelas universidades dos setores produtivos da economia paulista (e brasileira), como a indústria e o comércio. A árdua tarefa envolve a quebra de antigos paradigmas, tal a distância que esses dois setores tomaram ao longo de muitos anos, com resultados negativos para o desenvolvimento de inovação no país. Diante dos novos desafios globais, a aproximação é irreversível e necessária para garantir um ambiente propício para o crescimento dos setores produtivos da economia brasileira.

O papel de gerador de inovação já é comum nas universidades de outros países. Na década de 1980, durante estudos no MIT (Massachusetts Institute of Technology), convivemos com os padrões norte-americanos de incentivo ao empreendedorismo. Desde o início dos estudos, os alunos da instituição tinham a responsabilidade de gerar emprego, muito mais do que procurar uma vaga de trabalho numa grande corporação.

Aliança do Pacífico preocupa o Brasil

Sergio Leo

Do jornal Valor Econômico

09/06/2013 - México, Peru, Colômbia e Chile estão constituindo a chamada Aliança do Pacífico. Vista como ameaça ao Mercosul, por sua capacidade de criar uma zona de livre comércio, voltada para o imenso mercado asiático, a Aliança do Pacífico nasce com uma população equivalente a do Brasil e 33% do comércio da região.

Embora seja, por enquanto, um projeto em fase de implantação, a Aliança já assusta os empresários brasileiros, que veem na iniciativa aspectos que faltam na política comercial brasileira. Enquanto o Mercosul empaca em uma agenda de acesso a mercados típica do século passado, andinos e o México buscam seu lugar nas cadeias globais de produção.

O caminho verde da TI

Fabio Costa, presidente da VMware no Brasil

06/06/2013 - Empresas e empreendedores que assumem o conceito 'verde' em seus processos de produção partilham os mesmos objetivos: melhorar a eficiência, reduzir custos, reduzir o consumo de energia, melhorar a ecologia do planeta e evitar a emissão de resíduos tóxicos.

A tecnologia da informação (TI) pode contribuir nesse desafio mundial. Considere-se que a adoção de um modelo de negócio "verde" envolve a implantação de uma 'cultura' de transformação em gestão de negócios a partir da própria área de TI e causa impacto em todas as soluções tecnológicas aplicadas ao negócio.

Carreiras valorizadas

Luiz Gonzaga Bertelli*

27/05/2013 - Um grande número de novas carreiras surge a cada ano, em decorrência da complexidade do mercado de trabalho e da própria evolução da sociedade. Algumas profissões tradicionais podem entrar em declínio e outras novas tornarem-se as carreiras da moda. Por causa dessa variação e da quantidade enorme de opções, boa parte dos jovens carregam muitas dúvidas sobre qual profissão devem seguir. Uma boa dica é analisar seu próprio perfil, imaginar-se desenvolvendo atividades naquelas profissões em que existe maior finalidade e, sempre, analisar o mercado.

Atualmente, uma das profissões mais valorizadas no país é a engenharia. Segundo especialistas, existe um déficit grande de engenheiros para uma nação que precisa ainda de muitos investimentos na área de infraestrutura. No entanto, nem sempre foi assim. Nos anos 80 e 90, com a estagnação econômica, a engenharia ficou em baixa no mercado. Muitos profissionais perderam seus empregos e foram deslocados para outras áreas como a financeira. Hoje a situação é bem diferente. A necessidade dessa mão de obra qualificada reflete-se nas boas ofertas de trabalho. Quem faz estágio na área, sai na frente e, praticamente, assegura o desenvolvimento na carreira.

Google Glass, um debate tecnológico, mercadológico e ético

glass.jpgMarcos Hiller (*)

09/05/2013 - O ecossistema digital que habitamos é um solo fértil no qual, a cada dia, surge uma miríade de produtos tecnológicos desenvolvidos para atrair e magnetizar ávidos consumidores. A Samsung que, há poucos anos, era simplesmente mais uma das marcas de artigos eletroeletrônicos, fez um superevento no fim de abril para mostrar ao mercado o sensacional Galaxy S IV.

Adeus, Newsweek

news_week.jpg24/012/2012 - A última edição impressa da Newsweek está circulando esta semana, de 24 a 31 de dezembro de 2012. Relembro que essa revista foi uma das maiores do mundo nos anos 1970 e chegou a ter a incrível tiragem de 7 milhões de exemplares por semana, enquanto a Time alcançava a marca de 5 milhões. O jornalismo impresso está morrendo, meus amigos. É algo triste? Sim. Mas, por mais ligações pessoais e afetivas que eu ainda tenha com livros de papel, com revistas e jornais impressos, começo a perceber que há mais vantagens na imprensa digital do que na tradicional. Mesmo com muita saudade das publicações em papel, que folheamos, acariciamos e cheiramos, acho que teremos muito mais a ganhar do que a perder.

newsletter buton