O papel do data center na Indústria 4.0

*Por Luiz Caloi
13/03/2018 - A quarta revolução industrial já começou e empresas de todo o mundo correm contra o tempo para entrar na era da chamada indústria 4.0. Na prática, o processo de digitalização da indústria envolve uma rede física com múltiplos dispositivos conectados, sistemas e plataformas com aplicações que contém tecnologia embarcada para comunicar e compartilhar inteligência uma com a outra, com o ambiente externo e com as pessoas. O que não é pouca coisa e vai exigir muito esforço de todos os envolvidos, inclusive dos data centers.

Sob uma demanda operacional crescente, os data centers são fundamentais dentro deste processo evolutivo. A chegada da Indústria 4.0 potencializa o uso de diversas plataformas para os quais os data centers já vem se preparando. Ele não será mais restrito ao departamento de TI no organograma da empresa. Por necessidade o data center servirá como a espinha dorsal da produção industrial.

O atual estágio apresenta oportunidades e enormes desafios aos centros de dados, uma vez que o data center passará a ver as aplicações como um todo, o que inclui a sua conexão com áreas como a de processos industriais e a de negócios. Este novo escopo de atendimento será o grande impacto sobre os data centers, implicando em uma nova fase de serviços gerenciados no portfólio de ofertas aos clientes.

Outro desafio, de grande relevância, é o de construir redes para lidar com novos dispositivos conectados. Não é apenas o requisito de largura de banda que vai aumentar, mas a internet industrial vai exigir melhor latência e determinismo dos provedores ao lidar com máquinas de precisão que não podem falhar.

Para acompanhar todas essas mudanças no cenário industrial, os data centers irão se beneficiar da sua própria evolução natural que eles já atravessam há alguns anos por meio da infraestrutura de servidores, redes e storage. As redes SDN (Software Defined Network) são bons exemplos com as quais os centros de dados deverão ganhar mais rapidez, flexibilidade e um sistema mais confiável para seus backbones.

A demanda pela Indústria 4.0 já começa a ser notada no Brasil. Apesar da caminhada ser longa, grandes indústrias por aqui já se movimentam a fim de encontrarem soluções tecnológicas que contribuam para o aumento de competitividade, a garantia de redução de custos e o ganho de eficiência, conectando várias plataformas sob a regência de um modelo digital.

Para competir globalmente, com potências como Estados Unidos e Alemanha, companhias e fornecedores precisam estar em sintonia para que estejam a postos para receberem a demanda de seus clientes e, com isso, atenderem esse processo evolutivo da indústria com mais assertividade.

*Luiz Caloi é diretor de Data Center e Cloud Computing da SONDA

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton