Livro sobre a CEO do Yahoo é lançado no Brasil

marissa_yahoo2.jpg15/10/2015 - Título traz um perfil revelador da Marissa Mayer, uma das executivas mais reconhecidas do setor de tecnologia e internet, além de trazer os bastidores da ascensão e queda do Yahoo

Quando o Yahoo contratou a famosa executiva do Google para ser sua CEO em 2012, os empregados ficaram muito felizes. Porém, um ano depois, Mayer sentou-se na frente desses mesmos empregados numa grande cafeteria da sede da empresa e levou a maior surra da sua vida. Com o cabelo molhado e um tom defensivo, Mayer leu e respondeu a uma séria de perguntas sobre seu plano para a empresa. Havia raiva na sala e, atrás dela, a pergunta: Mayer seria realmente capaz de lidar com isso?

Uma narrativa divisora de águas sobre os esforços de Marissa Mayer para reformular o Yahoo. Bem como sua própria carreira – desde a sua vida como estudante em Stanford até se tornar CEO da uma empresa de 30 bilhões de dólares aos 38 anos.

Sobre o autor

Nicholas Carlson é correspondente-chefe do Business Insider. Por meio de suas reportagens investigativas, reescreveu a história de gigantes da internet, como Facebook, Twitter e Groupon. Sua cobertura sobre o Yahoo conferiu-lhe o prêmio Digiday de "Melhor realização editorial" de 2014.

Marissa Mayer – A CEO que revolucionou o Yahoo!
Autor: Nicholas Carlson
Editora Benvirá, 446 páginas, R$ 39,90

Comentário (0) Hits: 1352

Uso de soluções 'open source' deve dobrar até 2017

hed_hot.jpg14/10/2015 - A Red Hat, fornecedora mundial de software open source, realizou o Red Hat Forum São Paulo com o tema Energize Your Enterprise, que reuniu, no final da última semana, os principais líderes de TI do país em sessões ao vivo para discutir as últimas tendências em open source.
 


De acordo com o presidente da Red Hat no Brasil, Gilson Magalhães, o uso de soluções open source no país deve, no mínimo, dobrar nos próximos anos. "As inovações migraram de origem e agora são derivadas de novos esforços. São mais de 1 milhão de projetos espalhados em comunidades de open source pelo globo", explica. "É inimaginável pensar em tendências como internet das coisas, em que empresas precisam conectar mais de 20 milhões de dispositivos, sem o open source".




Em seguida, Jim Totton, vice-presidente mundial de Infraestrutura da Red Hat, disse que a TI tradicional de soluções fechadas não é capaz de atender às demandas crescentes do mundo digital. "A experiência na nuvem, por exemplo, depende diretamente dos data centers. O open source nos dá novas abordagens para desenvolver soluções mais rápidas para o negócio", explica. "O Heartbleed, por exemplo: criamos rapidamente uma solução que foi oferecida ao mercado para que os data centers pudessem verificar possíveis vulnerabilidades", conta. "Por meio de comunidades, podemos adaptar simples aplicações para que se tornem soluções empresariais robustas".

 


Apenas 20% dos orçamentos de TI são voltados para inovação


Boris Kuszka, Solution Architect Senior Manager da Red Hat explica que tendências como internet das coisas e o conflito entre TI empresarial e TI pessoal têm criado um grande gap tecnológico nas empresas.

 
"A TI vive o dilema de seguir funcionando normalmente e diminuir esse gap", explica. "Quase 80% do budget de TI é voltado apenas para manter os sistemas rodando, enquanto 20% é gasto em inovação". A ideia de adotar soluções de open source é uma das maneiras de preencher essa lacuna.



Bimodal é tendência
 


Atualmente, 50% das empresas do mundo já praticam TI bimodal. A informação é de Henrique Cecci, diretor de pesquisa do Gartner. De acordo com Cecci, 75% das empresas praticarão esse tipo de TI até 2017.

Segundo o diretor de pesquisa do Gartner, essa abordagem não é mais algo opcional, mas essencial para o mundo atual.

 
O modelo de TI bimodal consiste na adoção de dois modos de TI empresarial, um voltado para o uso tradicional do dia a dia, enquanto o outro é focado na transformação do negócio por meio da inovação.

 
"No Brasil, é comum ver empresas cortarem os custos em inovação para investir nas camadas mais básicas e tradicionais na esperança de 'sobreviver'. Mas não dá para viver de sobrevivência". Cecci destaca que tanto a TI tradicional quanto a TI não-linear devem trabalhar juntas. O diretor de pesquisa destaca que cada vez mais empresas estão vendo a necessidade de investir em inovação.
 
 


Uso das ferramenta Red Hat no mundo corporativo


Na parte da tarde, líderes da Red Hat deram exemplos do uso de ferramentas como o Red Hat Enterprise Linux Openstack Platform, o Red Hat Cloudforms e Openshift da Red Hat no mundo corporativo.

 
Entre eles, esteve Keith Basil, Principal Product Manager Openstack da Red Hat. O Openstack oferece uma ferramenta para operadores de nuvem. "Temos recebido muitas contribuições em Openstack. O importante é que quando você tem uma parceria com a Red Hat, você tem mais probabilidade de integração. Participamos fortemente ao longo de todas as áreas e nos comprometemos com todas as etapas do processo", afirmou Basil.

 
Leandro Sanches, Solution Architect da Red Hat, mostrou como o Cloudforms permite gerenciar todos os ambientes físicos e virtuais. Com ele, os usuários têm acesso ao status de criação de máquinas virtuais, identificam e corrigem problemas de performance e podem fazer o gerenciamento de aplicações. A solução ainda gera relatórios detalhados com aspectos da infraestrutura, como custos de operações e redes utilizadas e subutilizadas.
 


Saiba mais em www.redhat.com

 

 

 

Comentário (0) Hits: 1256

Cubo fomenta mercado de startups no Brasil

cubo2.jpg13/10/2015 - O Itaú Unibanco e a Redpoint e.ventures desenvolveram o projeto do Cubo, uma iniciativa sem fins lucrativos que tem como objetivo fomentar o mercado de startups no Brasil. O projeto é voltado para empreendedores, investidores, universidades, estudantes e grandes empresas.

Localizada na Vila Olímpia, em São Paulo, a sede do Cubo tem seis andares, cinco mil metros quadrados, espaço para coworking e workshops, capacidade para abrigar até 50 startups e um anfiteatro para 130 pessoas.

Existem três maneiras de participar: você pode ser membro (ainda não está disponível), ter acesso à comunidade, obter serviços e benefícios exclusivos; pode ser parceiro e contribuir com uma proposta; ou ser residente, usufruindo do espaço de cooworking com um novo formato de trabalho colaborativo e conectado.

 

Comentário (0) Hits: 1740

CGI anuncia novo executivo para o Brasil

ricardo_saltini.jpg07/10/2015 - A CGI, uma das maiores empresas de serviços de tecnologia da informação e processos de negócios do mundo, anuncia Ricardo Saltini como o novo Líder das operações da CGI no Brasil. O executivo assume a nova posição com o desafio de conduzir as operações no país.

"Estou muito entusiasmado com o novo desafio. Assumo a posição confiante e determinado para seguir com a contribuição e relação de parceria de longo prazo que mantemos com parceiros e clientes, contribuindo para o sucesso e crescimento sustentável de nosso negócio no país", afirma Ricardo Saltini, destacando que a nova posição surge após um ciclo bem-sucedido como Diretor de Clientes, cargo que ocupou por cinco anos.

Com mais de 32 anos de atuação no mercado de Tecnologia da Informação e ampla experiência em operações e relacionamento com cliente, Ricardo Saltini era responsável pela gestão dos principais clientes no Brasil, tendo colaborado ativamente para a expansão dos negócios do grupo.

"Nós somos uma das maiores Full IT Service Providers do mundo, oferecemos serviços de Outsourcing, Integração de Sistemas, Consultoria de Negócios além de mais de 100 soluções próprias. Estamos prontos para embarcar com o cliente na jornada da transformação digital atual, viabilizando economicamente os projetos transformacionais necessários para ter sucesso. Estou certo de que teremos muitos motivos de comemoração no futuro próximo", acrescenta Ricardo Saltini.


Comentário (0) Hits: 1188

Gartner contrata executivo para região sul do Brasil

rodrigo_mylius.jpg17/09/2015 - O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, anuncia a contratação de Rodrigo Mylius como Executivo de Desenvolvimento de Negócios. Mylius atuará nos três Estados da região sul do Brasil com o objetivo de estreitar o relacionamento com as empresas de tecnologia e telecomunicações da região para entender melhor suas ofertas e modelos de negócio.

"Esse posicionamento permitirá uma maior aproximação dos provedores com os nossos analistas e a utilização do conteúdo e aconselhamento do Gartner para a construção das suas estratégias de produto, mercado e Go-to-Market", afirma Rodrigo Mylius.

A contratação de um novo executivo reforça ainda mais o relacionamento do Gartner com as empresas do Sul, o que passa pela melhor compreensão de suas ofertas e modelos de negócios, e demonstra a importância crescente de empresas de alta tecnologia especializadas em software, serviços e hardware do sul do país.

"Desde o lançamento do primeiro Cool Vendors Brazil, em 2013, todos os anos temos a presença de destaque de pelos menos um provedor de tecnologia do Sul. Algumas dessas empresas são de nível internacional e estão em nossos Quadrantes Mágicos", diz Rodrigo Mylius.

Entre as empresas que apresentam bons resultados estão organizações de pequeno e médio porte em que o Gartner tem apostado, como startups, pela capacidade de oferecer soluções eficientes no contexto da digitalização dos negócios.

Em 2014, o Gartner contava com 30 clientes na região, com estimativa de dobrar a carteira até 2016. Atualmente, já são 55 organizações no Sul do país, provando a importância desse mercado e seu potencial de expansão. A contratação do executivo Rodrigo Mylius está alinhada com a abertura de um escritório oficial do Gartner em Porto Alegre, o primeiro na região Sul do Brasil, criado com o objetivo garantir maior integração entre colaboradores e clientes.

Rodrigo Mylius é formado em Administração de Empresas e trabalhou como Executivo de Desenvolvimento de Negócios do Gartner em São Paulo, quando foi responsável pelos provedores dos setores High-Tech e Telecom.

Para obter mais informações, visite www.gartner.com.

Comentário (0) Hits: 1022

Ericsson anuncia novo diretor técnico global

paulo_bernardocki.jpg11/09/2015 - A Ericsson acaba de anunciar Paulo Bernardocki como diretor técnico global (CTO) da empresa responsável pelo atendimento da Telefônica, diretamente em Madrid. Em sua nova posição, o executivo será responsável pelo portfólio de soluções da Ericsson perante a operadora, atuará no desenvolvimento e na implantação de novas plataformas e tecnologias, além de oferecer o suporte ao cliente sobre novos modelos de negócios, estratégias e tendências.

"A Ericsson tem o compromisso de tornar a Sociedade Conectada uma realidade e estou entusiasmado por agora poder trabalhar em escala global com a Telefônica no desenvolvimento de parcerias bem sucedidas, em linha com nossa tecnologia, serviços e liderança", diz o executivo.

A Ericsson é a impulsionadora da Sociedade Conectada – uma empresa focada em tecnologia da comunicação e serviços. O relacionamento a longo prazo com todas as maiores operadoras no mundo permite que pessoas, negócios e sociedades alcancem seu potencial e criem um futuro mais sustentável.


Comentário (0) Hits: 1098

newsletter buton