Que virá depois das memórias pós flash?

grava-wilson.jpg*Por Wilson Grava
12/09/2017 - O meio físico de armazenamento, principalmente de disco, costumava ser o componente mais lento dentro da arquitetura de armazenamento. Agora, graças à tecnologia flash, é o item mais rápido. Enquanto o alto desempenho e a baixa latência do flash permitem que os data centers façam avanços significativos nas respostas às aplicações, o protocolo de armazenamento NVMe (Non-Volatile Memory Express) entra em cena e assume também uma função importante e complementar aos ambientes de data center, além de uma TI cada vez mais híbrida.

Este protocolo vem para substituir o SCSI e criar um novo caminho de comunicação para o armazenamento baseado em memória, incluindo recursos técnicos (profundidade de fila e contagens de comando) que aproveitam muito mais da tecnologia flash. Porém, é uma novidade e, portanto, leva um certo tempo para que ele seja adotado e esteja disponível, principalmente quando tratamos de Brasil.

O NVMe foi desenhado para atuar com base na baixa latência e suportar os dispositivos de armazenamento baseados em flash, que reproduzem o paralelismo de CPUs e os aplicativos modernos. Tanto a tecnologia de NVMe como o flash podem ser consideradas o alicerce da arquitetura moderna de armazenamento.

Mas o NVMe é um desenvolvimento importante na otimização de flash e outras tecnologias de armazenamento baseadas em memória. Sem ele, a indústria estava em direção a uma grande fragmentação, uma vez que cada fornecedor teria sido forçado a desenvolver seus próprios protocolos otimizados em flash. Ou seja, o NVMe estabelece um padrão que todos os fornecedores podem aderir, deixando espaço para o fornecedor também agregar mais eficiência por meio de softwares ou características técnicas específicas.

Apesar de ainda visto como uma tecnologia de nicho, o NVMe estará pronto para conduzir uma mudança em toda a indústria de armazenamento, não apenas preparado para desbloquear a próxima geração de desempenho e densidade em storage, mas também representar uma mudança que impactará sensivelmente o flash nos próximos anos. Institutos de pesquisa globais estão apontando que, até 2019, o principal protocolo para flash será o NVMe (Non-Volatile Memory Express).

Aquelas organizações que estiverem pensando na aquisição de um sistema de storage, verifique se sua escolha possui um caminho de atualização para NVMe completo, com objetivo de preservar seu investimento.

Tendências futuras como data centers definidos por software, a computação sem servidor, a hiperconvergência, conteiners, TI híbrida, entre outros, contribuirão também para a revolução na área de armazenamento e, consequentemente, junto à toda infraestrutura. Vejo que o papel do profissional de armazenamento também deverá sofrer muitas mudanças, adotando uma visão mais holística, flexível e generalista, e não mais focalizada unicamente no desempenho do armazenamento, uma vez que o flash e o NVMe já venceram uma das mais importantes barreiras da área: a latência.

Em relação aos data centers, o NVMe muito provavelmente será a escolha da maioria nos próximos anos. O caminho para o NVMe não exigirá uma revisão de infraestrutura; acredito muito mais num processo gradual, quase sem ruptura. Alguns data centers, como UOLDIVEO, TCU, Kalunga, Angeloni, entre outros, já estão desfrutando de um desempenho melhor graças à tecnologia flash em suas arquiteturas de armazenamento, mas com o aumento rápido de volume de dados e das cargas de trabalho, os estrangulamentos também poderão acontecer.

O armazenamento definido por software, o flash e o Non-Volatile Memory Express promoverão mudanças sensíveis no nicho de armazenamento e, consequentemente, em toda a infraestrutura tecnológica. A equipe de TI deve estar atenta a essas evoluções, preparando-se para estar cada vez mais alinhada aos negócios, atender novas demandas de capacidade e consumo de memória de aplicativos e cargas de trabalho e, acima de tudo, entender quais serão os novos desafios do profissional de armazenamento.

*Wilson Grava é vice-presidente da América Latina da Pure Storage

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton