Os ataques cibernéticos estão na mira da UPX

upx_bruno_prado_1.jpg*Por Bruno Prado
03/02/2020 - Quando o assunto é segurança digital, é preciso estar de olho na evolução tecnológica e nas demandas de mercado e, principalmente, expandir a atuação em diferentes regiões para conseguir atender quem precisa com qualidade. É o que a UPX, especialista em soluções de monitoramento, identificação, tratamento e prevenção de incidentes e mitigação de ataques DDoS, está fazendo desde 2019.

A empresa está ampliando sua conectividade, principalmente no território nacional. Antes presente apenas no IX de São Paulo (Internet Exchange ou Ponto de Troca de Tráfego entre Sistemas Autônomos) e no data center privado da Equinix, em 2019 passou a atuar nos IX de Sergipe, Rio de Janeiro e Bahia. Neste início deste ano, a meta é expandir para os IX do Distrito Federal, Paraná, Ceará e Rio Grande do Sul.

Dessa forma, podemos atender a Sistemas Autônomos nessas localidades, demanda crescente, aumentando a atuação do seu produto DDoS Defense (focado na mitigação de ataques DDoS) em quase todo o território nacional. Além disso, investiu em roteadores e elevou a capacidade dos links para melhorar o serviço de mitigação de ataques.

Nosso foco de mercado é muito sensível, o que requer cuidado redobrado. As empresas que nos contratam precisam ter confiança no nosso trabalho e ter certeza de que somos os parceiros certos para ajudá-las em momentos de vulnerabilidade.

Por conta disso, a companhia aposta continuamente, não só em infraestrutura, mas também em iniciativas de atendimento ao cliente. Em 2019, por exemplo, inaugurou uma área de customer experience justamente para estreitar ainda mais o relacionamento com os parceiros e consolidar a imagem nesse segmento.  

Criada em 2002, a UPX nasceu como fornecedora de serviços de streaming para transmissão audiovisual na web. Ao longo do tempo, focou no desenvolvimento de soluções para mitigação de ataques DDoS em nuvem no Brasil, após desenvolver uma solução para proteger a própria rede que passou a ser vendida para outras empresas do ramo.

*Bruno Prado,  é CEO e presidente da UPX.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton