Como formar cidadãos para a Sociedade 5.0?

  • Imprimir

brazil_lab.jpg07/11/2019 - Segundo dados do último levantamento realizado pelo Fórum Econômico Mundial, cerca de 65% das crianças que estão no ensino primário terão empregos que hoje nem sequer existem. Os avanços tecnológicos em inteligência artificial, internet das coisas e robótica têm acelerado o processo rumo à chamada Sociedade 5.0, uma sociedade preparada e capaz de utilizar a tecnologia em prol do equilíbrio entre avanços econômicos e a resolução de mazelas sociais.

No Brasil, o desafio da transformação digital também passa pela Educação e pela formação das competências necessárias para interagir com a tecnologia. Nesse sentido, startups vêm enxergando a oportunidade de criar produtos e ferramentas que se utilizam de inteligência artificial e que buscam resolver gargalos do setor público.

Destaque para o trabalho realizado pelas empresas Kriativar e FazGame - startups que participaram do Programa de Aceleração do BrazilLAB, hub de inovação que conecta startups ao poder público. Responsáveis pelo desenvolvimento de plataformas voltadas à criação de conteúdos, elas oferecem ferramentas capazes de ajudar alunos no desenvolvimento de habilidades como criatividade, pensamento crítico e resolução de problemas complexos.

O jogar e a brincadeira como ferramentas pedagógicas

Com o objetivo de proporcionar aos professores uma forma de ensinar inspiradora e criativa, em que os alunos aprendem ao criar games educacionais, a Faz Game desenvolveu um software que apresenta ambiente lúdico e intuitivo para criação de games educacionais. Além de interfaces com cenários, personagens e objetos, a ferramenta facilita a inserção de conteúdos pedagógicos. A ferramenta já foi testada no município do Rio de Janeiro e tem potencial de impactar milhões de alunos do ensino básico.

Voltada para a criação e compartilhamento de materiais como revistas, livros e histórias em quadrinhos, a Kriativar é uma startup que usa realidade aumentada, cultura maker, inteligência artificial e aprendizagem adaptativa para estimular o potencial criativo de crianças e jovens. Com orientação pedagógica, a empresa busca unir tecnologia, arte e informação, oferecendo uma plataforma digital completa para escolas e famílias.

Programa está com inscrições abertas

As inscrições para processo seletivo para o Programa de Aceleração do BrazilLAB podem ser realizadas pelo link http://inscricao.brazillab.org.br/ até o dia 18 de novembro. Para se inscrever, não é necessário que a startup tenha desenvolvido a solução especificamente para o setor público, basta que a solução tenha potencial de impacto e se enquadre em um dos três desafios propostos pelo BrazilLAB. Além de "Habilidades na Sociedade 5.0", também é possível inscrever soluções nas categorias "Smart Cities e Urban Techs" e "Eficiência na Gestão Pública"

No dia 13 de dezembro, o BrazilLAB anunciará as 25 startups selecionadas para participar do programa e, ao final dos três meses da aceleração, os empreendedores serão avaliados por uma banca composta por líderes públicos, parceiros e especialistas, que identificarão as melhores soluções.

Os três primeiros colocados ganharão horas de assessoria jurídica dedicada e poderão participar de eventos com gestores públicos. O grande vencedor ganhará um contrato de investimento de até 250.000 reais e uma missão ao Vale do Silício, nos Estados Unidos.

Sobre o BrazilLAB

O BrazilLAB é um hub de inovação que acelera soluções e conecta empreendedores com o Poder Público. A iniciativa fortalece empreendedores que estão engajados em buscar soluções para os desafios mais complexos vividos pela sociedade atual.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado