Oi confirma Rodrigo Abreu como novo presidente

Rodrigo Abreu_3.jpgPor Mobile Time
13/12/2019 - A Oi confirmou que Rodrigo Abreu, atualmente COO da companhia, assumirá o cargo de diretor-presidente a partir de 31 de janeiro de 2020, no lugar de Eurico Teles. O nome do executivo foi aprovado por unanimidade pelo conselho de administração em reunião realizada no dia 10 de dezembro.

Abreu chegou à Oi em setembro do ano passado como membro do conselho de administração. Foi também coordenador do comitê de transformação, estratégia e investimentos. Ele passou a ser o COO da operadora em setembro de 2019.

Comentário (0) Hits: 1735

Cade aprova operação Claro/Nextel

sinal_verde.jpgPor Bruno do Amaral
13/12/2019 - O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) não acatou os argumentos contrários da TIM e aprovou sem restrições a compra da Nextel pela Claro. Segundo informou a autarquia nesta quarta-feira, 11, o voto do conselheiro relator Sérgio Ravagnani apresentado durante a sessão de julgamento analisou a eventual probabilidade de exercício de poder de mercado no SMP e concluiu que "as condições de rivalidade observadas nesse mercado se mostraram suficientes para afastar possíveis preocupações concorrenciais, mesmo nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, onde a atuação da Nextel é mais relevante". Assim, o entendimento foi seguido por unanimidade do Tribunal.

Ravagnani adicionou ainda que o Cade deverá acompanhar de forma atenta as movimentações do setor. "O mercado de SMP brasileiro apresenta grau de concentração significativo e o mercado de telecomunicações como um todo deverá passar por diversas alterações decorrentes dos constantes avanços tecnológicos e da implementação da tecnologia 5G. O Cade está e estará atento aos movimentos desse mercado, atuando preventivamente por meio da análise de atos de concentração e, caso necessário, de forma repressiva na apuração de eventuais condutas anticompetitivas", declarou, segundo a assessoria do órgão.

A superintendência-geral do Cade já havia aprovado a o ato de concentração, mas o processo foi submetido à análise do Tribunal devido à interposição de recurso pela TIM, habilitada como terceira interessada no processo, em outubro. A operadora do grupo Telecom Italia argumentava que a operação geraria potenciais efeitos anticompetitivos e consequente desequilíbrio do espectro que, na visão da operadora, chega a alcançar aproximadamente 70% entre a primeira e a terceira colocada no mercado de dotação de frequência. Argumentava ainda que haveria "formas alternativas de ampliação de capacidade operacional", e não só o acúmulo de espectro.

Pouco depois, no final de outubro, a Anatel foi convocada a prestar esclarecimentos sobre a transação. A agência baseou em sua justificativa de anuência uma nota técnica apresentada pela Procuradoria-Geral Especializada do órgão, no qual especifica o mecanismo de controle de concentração de espectro com limitações por grupo econômico e por subfaixas específicas, com definições de teto em regulamento. A compra da Nextel pela Claro também havia sido submetida à avaliação da própria Anatel, que concedeu anuência no final de setembro.

Comentário (0) Hits: 1304

Eurico Teles deixa o comando da Oi em 30 de janeiro

Por Ana Paula Lobo, Convergência Digital
11/12/2019 - Agora é oficial. Eurico Teles, que comandou a Oi no período da Recuperação Judicial - que agora teve um pedido de prorrogação ainda não definido pela Justiça por mais dois anos - deixará a presidência da operadora no dia 30 de janeiro de 2020. Segundo comunicado da Oi, encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários nesta terça-feira, 10/12, a renúncia de Eurico Teles foi homologada pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro (“Juízo da Recuperação Judicial”).

O comunicado da saída não tem qualquer relação com a operação deflgarada pela Polícia Federal também nesta terça-feira, 10/12, na Oi por supostos repasses de dinheiro para a GameCorp, empresa do filho do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. O informe é um trâmite obrigatório do processo da recuperação judicial.

O informe diz ainda que, "nos termos do referido Termo, o Conselho de Administração da Oi deverá indicar o nome do substituto para o cargo, a ser prévia e formalmente informado ao Juízo da Recuperação Judicial e ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, no âmbito de incidente que corre em segredo de justiça. A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados acerca de qualquer desenvolvimento relevante no assunto objeto do presente Fato Relevante". A Oi não oficializa o COO, Rodrigo Abreu, como o novo diretor Presidente a partir do dia 30 de janeiro.

Teles conduziu a Oi em um dos seus mais delicados momentos: o da 'arrumação da casa' para fazer a recuperação judicial, a maior já feita no Brasil, e aprovada em dezembro de 2017. Os rumores da saída de Teles começaram em feveireiro deste ano nos corredores do Mobile World Congress, em Barcelona. Em maio, no Painel Telebrasil, Teles desabafou: A Oi não está morta. Em agosto, os boatos da saída dele aumentaram com a nomeação de Rodrigo Abreu, ex- TIM, para a presidência do Conselho de Administração.

Em setembro, com a aprovação da Justiça, a Oi anunciou Rodrigo Abreu como COO (Chief Operation Officer) responsável pela operação de core business da operadora. Em outubro, em primeira entrevista à imprensa de Rodrigo Abreu na Oi, Eurico Teles disse ao Convergência Digital:"Será uma honra ser sucedido pelo Rodrigo", mas a saída dele não era confirmada ou desmentida.

*Com informações da CVM

Comentário (0) Hits: 1612

Entenda o papel das antenas na economia digital

fique_antenado.jpgPor Agência Telebrasil
09/12/2019 - Reunir conteúdos e dicas sobre a instalação de antenas de celular e internet móvel em um portal para mostrar a importância da tecnologia no desenvolvimento da economia digital é o intuito do portal Fique Antenado!, lançado pelo SindiTelebrasil. O Fique Antenado! concentra estudos, entrevistas, vídeos, cartilha, gráficos, legislação, o Mapa de Antenas e os rankings Cidades Amigas da Internet e Serviços das Cidades Inteligentes.

Lançado no Fórum Cidades Amigas da Internet e os Desafios para a Conectividade, realizado no dia 03/12, em Brasília, o portal Fique Antenado! contém o estudo completo do ranking Cidades Amigas da Internet, com a classificação dos 100 maiores municípios brasileiros em número de habitantes.

Nas primeiras posições do ranking, estão as cidades consideradas mais amigas da internet, ou seja, aquelas que mais estimulam a conectividade e que têm leis modernas e menos burocracia nos processos de licenciamento. Nessas cidades, a expansão das redes pode ser feita na mesma velocidade do aumento da demanda por novos serviços. Assim, ganham todos, especialmente o município e a população.

Entre as últimas colocadas, aparecem as cidades que ainda precisam atualizar a legislação e diminuir a burocracia para a instalação de antenas, para que, com processos mais ágeis e leis mais modernas, possam mudar a sua realidade.

Essas leis desatualizadas têm dificultado a expansão da cobertura no mesmo ritmo acelerado da demanda por novos serviços. Temos hoje cerca de 100 mil antenas no Brasil, mas precisamos pelo menos dobrar esse número. Com a tecnologia 5G, que será implantada no País nos próximos anos, será necessário um número 5 vezes maior de antenas que o 4G.

Para auxiliar nessa modernização, o SindiTelebrasil coloca à disposição para consulta no portal a legislação atual sobre o tema – como a Lei Geral das Antenas aprovada pelo Congresso Nacional em 2015 – e uma sugestão de projeto de lei padrão, que pode ser utilizado pelas legislaturas municipais.

O portal traz ainda outros conteúdos para embasar a discussão do tema pelas prefeituras e câmaras municipais, como vídeos explicativos sobre o funcionamento e importância das antenas e uma cartilha com respostas às principais dúvidas sobre o assunto. Entrevistas com especialistas e autoridades também oferecem uma visão de como as antenas são tratadas no País do ponto de vista técnico, legal, regulatório e urbanístico, entre outros, e derrubam teses infundadas de que antenas e celulares façam mal à saúde.

O portal Fique Antenado! permite ainda acesso ao Mapa de Antenas, no qual pode ser consultada a cobertura das redes por município, em todo o País. Também disponibiliza o ranking Serviços das Cidades Inteligentes, com a avaliação dos 100 maiores municípios, sob a perspectiva de oferta de serviços digitais pela administração municipal.

Comentário (0) Hits: 1542

SindiTelebrasil lança página Fique antenado!

fique_antenado.jpg03/12/19 – Página reúne conteúdos e dicas para esclarecer a população, prefeituras e vereadores sobre a instalação de antenas de celular e internet móvel e contribuir com o processo de atualização das leis municipais

O SindiTelebrasil lança hoje, 03 a página Fique antenado! (http://www.agenciatelebrasil.org.br/fiqueantenado ), que reúne conteúdos e dicas sobre a instalação de antenas de celular e internet móvel, incluindo estudos, entrevistas, vídeos, cartilha, gráficos, legislação, mapa de antenas e os rankings das Cidades Amigas da Internet e de Serviços de Cidades Inteligentes. O objetivo é concentrar, num único site, informações para esclarecer a população e colaborar com o processo de atualização das leis municipais de instalação de antenas.

A página contém o estudo completo do Ranking das Cidades Amigas da Internet, com a posição dos 100 maiores municípios brasileiros em população. Nos primeiros lugares, estão as cidades consideradas amigas da internet, aquelas que mais estimulam a conectividade e que possuem leis modernas e sem burocracia nos processos de licenciamento. Nessas cidades, a expansão das redes pode ser feita na mesma velocidade do aumento da demanda por novos serviços. Assim, ganham todos, especialmente o município e a população.

Entre as últimas colocadas, aparecem aquelas cidades que ainda precisam atualizar a legislação municipal e eliminar a burocracia para a instalação de antenas, para que, com processos mais ágeis e leis mais modernas, a cidade possa mudar a sua realidade. Para auxiliar nessa modernização, o SindiTelebrasil coloca à disposição para consulta as leis atuais sobre o tema – como a Lei Geral Antenas aprovada pelo Congresso Nacional em 2015 – e uma sugestão de projeto de lei padrão, que pode ser utilizado na elaboração da nova legislação municipal.

A página traz ainda outros conteúdos para auxiliar na discussão do tema pelas Prefeituras e Câmaras Municipais, como vídeos explicativos sobre o funcionamento e importância das antenas e uma cartilha, com respostas às principais dúvidas sobre o assunto.

Entrevistas com especialistas e autoridades também oferecem uma visão de como as antenas são tratadas no País do ponto de vista técnico, legal, regulatório, urbanístico, entre outros, e derrubam teses infundadas de que as antenas e os celulares façam mal à saúde.

A página dará acesso ainda ao Mapa de Antenas, onde pode ser consultada a cobertura das redes por município, em todo o País. Também temos disponível o Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes, com a avaliação dos 100 maiores municípios, sob a perspectiva de oferta de serviços digitais pela administração municipal.

O objetivo com o site é facilitar a modernização das leis e o desenvolvimento da economia digital dos municípios, permitindo que os benefícios da evolução tecnológica cheguem às cidades e seus cidadãos.

Comentário (0) Hits: 1586

Telefônica Brasil integra ISE 2020 da B3

vivo_exterior.jpg02/12/2019 - A Telefônica Brasil, com a marca Vivo, integra pela oitava vez consecutiva a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), promovido pela B3. Em sua 15ª edição, o índice aponta as 30 empresas de 15 diferentes setores com destaque em iniciativas socioambientais e de governança corporativa. A carteira fica em vigor até 1º de janeiro de 2021.

A avaliação é considerada uma ferramenta para análise comparativa da performance das empresas listadas na B3 sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança. "A presença no ISE destaca o alto nível de governança, a transparência, a sustentabilidade do negócio e o forte cuidado com o meio ambiente que a da Telefônica possui", revela a executiva de Sustentabilidade da Vivo, Joanes Ribas.

A Telefônica possui um Plano de Negócios Responsável baseado nos pilares de Gestão de Talentos e Diversidade; Meio Ambiente; Gestão da Sustentabilidade na Cadeia de Fornecedores; Contribuição ao Progresso, Inovação Sustentável e Promessa ao Cliente e Confiança Digital. Atualmente 54 indicadores compõem o programa.

Em 2019, a empresa inovou ao incluir no pool de bônus dos executivos metas com indicadores de satisfação dos clientes (NetPromoterScore 15%) e sustentabilidade (5%) relacionados à reputação, avanço nas iniciativas para a redução de emissões dos gases causadores do efeito estufa e ao cumprimento das metas de diversidade de gênero. A empresa possui 25% de mulheres em seu Conselho de Administração, composto por 12 executivos. "Queremos seguir crescendo de forma sustentável e inclusiva, gerando impacto positivo no meio ambiente e na sociedade", completa a executiva.

Comentário (0) Hits: 1723

newsletter buton