Espectro é peça chave para implementações 5G

5G_b.jpg10/11/2017 - A 5G Americas, a associação setorial e voz da 5G e LTE nas Américas, anunciou hoje a divulgação de seu relatório Cenário de Espectro para Serviços Móveis, um relatório abrangente que descreve o atual cenário em termos de espectro e as necessidades futuras de serviços móveis acima e abaixo de 6 GHz.

"Os países e regiões que pretendem ser os líderes dessa nova era 5G precisam disponibilizar um volume maior de espectro licenciado para o setor de mobilidade sem fio. O momento para planejar e alocar o espectro harmonizado em bandas baixas, médias e altas e apoiar o desenvolvimento da tecnologia 5G é agora", disse Chris Pearson, Presidente da 5G Americas.

O relatório da 5G Americas avalia o espectro que será necessário para a prestação de vários serviços móveis em distintos casos de uso. O relatório também analisa as opções de Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos EUA para alocação de espectro 5G e examina questões como compartilhamento, integração e alocação, que serão determinantes para o desenvolvimento de um mundo conectado. Além disso, o relatório destaca quais atitudes as agências públicas e organizações de padronização devem adotar para disponibilizar bandas específicas de espectro para serviços 5G.

A harmonização global de espectro não precisa se limitar à alocação do mesmo espectro para a tecnologia 5G em cada região. Os benefícios da harmonização também podem surgir através de soluções como a "faixa de sintonia", onde bandas próximas ou adjacentes podem ser consideradas harmonizadas se os equipamentos que utilizam essas bandas podem ser reconfigurados para operar em múltiplas frequências. Desta maneira, a 5G Americas sugere que, durante a alocação de espectro, os legisladores consideram não somente as frequências nacionais que podem ser alocadas, mas também as possibilidades criadas por essas soluções globais de sintonia de faixas. De acordo com os planos estratégicos inicialmente desenvolvidos para a 5G, que também são abordados no relatório, já existem várias possibilidades para a harmonização global considerando a "faixa de sintonia" das bandas 3.3-4.2 GHz, 24.25-29.5 GHz e 37-43.5 GHz.

"A 5G será implementada em bandas existentes e futuras. Por isso, as agências governamentais devem agir agora e avaliar as medidas necessárias para disponibilizar um volume razoável de espectro licenciado para a implementação dessa tecnologia", explicou Pearson.

O relatório Cenário de Espectro para Serviços Móveis aborda algumas das questões mais importantes de espectro 5G:

• Necessidades de Espectro para Aplicativos 5G
• O Cenário de Espectro para Serviços Móveis
• Ações Necessárias: Regulamentação, Padronização, Setorial, etc.
• Harmonização Internacional de Espectro
• Oportunidades de Harmonização
• Ações Necessárias

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton