Vendas de PCs, tablets e celulares devem crescer

  • Imprimir

mobilidade.jpg06/11/2013 - Segundo o Gartner, as vendas mundiais acumuladas de dispositivos (PCs, tablets e celulares) deverão chegar a 2,32 bilhões de unidades, em 2013 – um aumento de 4,5% com relação a 2012. Durante o Symposium ITxpo, que acontece até amanhã, (7), no Sheraton São Paulo WTC Hotel, os analistas debatem este mercado, que está sendo impulsionado por uma mudança para dispositivos de baixo preço em quase todas as categorias.

As vendas mundiais de PCs tradicionais (desktops e notebooks) devem chegar a 303 milhões de unidades em 2013, um declínio de 11,2% com relação a 2012, e o mercado de PCs, incluindo ultrabooks, deverá ter um declínio de 8,4% em 2013 (ver Tabela 1). As vendas de celulares devem aumentar 3,7%, com um volume acima de 1,8 bilhões de unidades.

As vendas de tablets deverão crescer 53,4% este ano, chegando a 184 milhões de unidades. Os tablets premium enfrentam um declínio constante dos preços na categoria de sete polegadas, pois um grande número de consumidores prefere equipamentos menores quando se trata de conter o consumo. Um estudo recente sobre os consumidores, feito pelo Gartner no Brasil, China, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, EUA e Japão confirmou a hipótese de longo prazo, de que o tamanho médio das telas de tablets em uso nos países varia de 8,3 a 9,5 polegadas. Dos 21.500 consumidores pesquisados, 47% tinham um tablet de oito polegadas ou menos.

"À medida que a temporada de lucros do terceiro trimestre chega ao fim, fica claro que nossa cautela para 2013 foi bem colocada, pois os fornecedores estão mudando seus portfólios para os novos processadores da Intel, Bay Trail e Haswell, além de incrementar produtos baseados no Windows 8.1", diz Elia San Miguel, analista de pesquisa principal do Gartner.

"Embora os consumidores sejam bombardeados com anúncios de novos dispositivos ultrabooks, prevemos que sua atenção será atraída, mas não necessariamente o seu dinheiro", afirma Elia. "Continuando a tendência que observamos no ano passado, nossa expectativa é de que na época de férias o uso seja essencialmente de tablets pequenos, pois, mesmo na temporada de férias de longo prazo, o favorito – smartphone – perde seu apelo", diz a analista.

Tabela 1 - Vendas mundiais de dispositivos por segmento (milhares de unidades)

tabela_gartner_1.jpg
Fonte: Gartner (Outubro de 2013)

"Embora a preferência seja por dispositivos dedicados, vemos a oportunidade para que os ultrabooks híbridos combinem a funcionalidade de um PC e o formato do tablet. Os usuários que precisam equilibrar trabalho e diversão acharão que a vantagem de comprar e carregar um dispositivo supera a acomodação de uma experiência completa que os simples dispositivos podem oferecer", diz Ranjit Atwal, diretor de pesquisas do Gartner. "Os usuários que não estão limitados pela renda disponível vão preferir um tablet básico como um dispositivo associado aos seus ultrabooks, no qual vai ocorrer a maioria de suas atividades de consumo", afirma.

"O mercado de celulares continuará com um forte crescimento, mas a oportunidade de preço de venda média alta (ASP) para smartphones está acabando. Espera-se um crescimento para smartphones de preço médio em mercados maduros e para Android mais baratos em mercados emergentes", diz Atwal.

A compra da Nokia pela Microsoft não tem um grande impacto na previsão. Segundo o Gartner, a Nokia representa a grande maioria das partes do Windows Phone em toda a estimativa, com apenas volume mínimo vindo de outras fabricantes, como HTC ou Samsung.

"Os desafios do Windows Phone no mercado de smartphones continuam os mesmos, com necessidade de atrair mais desenvolvedores e enriquecer o ecossistema, assim como transformar a marca Windows Phone em uma marca de smartphone atraente. Embora existam benefícios claros para a aquisição, tais como a força do canal, o relacionamento com portadoras e conhecimento do mercado emergente, a marca e o ecossistema não se beneficiam diretamente com isso", diz Elia.

O fim do suporte para o Windows XP em 2014 não deverá impactar nas vendas de dispositivos, pois o Gartner diz que 90% das grandes empresas já migraram ou estão migrando para Windows 7 ou Windows 8.

O Android continuará sendo o principal sistema operacional dos dispositivos, pois está a caminho de ser responsável por 38% das vendas em 2013 (ver Tabela 2). Espera-se que o sistema operacional Windows tenha um declínio de 4,3% em 2013, em consequência do declínio das vendas de PCs tradicionais, mas voltará a crescer em 2014 com um aumento de 9,7% nas vendas de sistemas operacionais para dispositivos.

Tabela 2 - Vendas mundiais de carregamento por sistema operacional (milhares de unidades)
tabela_gartner_2.jpg
Fonte: Gartner (Outubro de 2013)

Os principais fornecedores de tecnologia veem os dispositivos "para vestir" como uma importante oportunidade de mercado. No entanto, o Gartner prevê que eles continuarão a ser associados aos telefones móveis. Menos de 1% dos consumidores vão substituir seus telefones móveis por uma combinação de dispositivo "vestível" e tablet até 2017.

"Para que os aparelhos "para vestir" tenham sucesso, precisam agregar à experiência do usuário, complementando ou melhorando o que os demais já oferecem. Eles também precisam ter estilo, mas ser práticos, e acima de tudo, ter o preço certo", diz Elia. "No curto prazo, prevemos que os consumidores vão achar interessante ter esses dispositivos, mas não algo que "se deve ter", deixando os smartphones a desempenhar o papel de ser nosso fiel companheiro o dia inteiro", afirma.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado