TIM implantará small cells em 2014

  • Imprimir

small_cell.jpg25/10/2013 - Conforme publicou ontem (24) o portal Teletime, um dos pilares de investimentos em infraestrutura da TIM para 2014 são as small cells. As estratégias de redes heterogêneas (HetNet) – a operadora inclui nesse conceito as macrocélulas, microcélulas, picocélulas, femtocells e Wi-Fi – já estão com os testes técnicos finalizados. O presidente da empresa, Rodrigo Abreu, garante que a tele será a primeira a implementar a tecnologia no Brasil, a partir do "primeiro dia" do próximo ano, atribuindo-se o título de pioneiros no País. "É porque isso passa a ser um elemento fundamental do crescimento de nossa arquitetura, e vamos implantar as small cells com primeiro roll out já em 2014", declara.

Abreu garante que o problema de interferências do overlay e underlay (sobreposição do raio de cobertura das antenas macro com as pequenas células) não é mais um problema. "Existe uma série de medidas para (reduzir) a interferência, desde a utilização de som, onde você usa dinamicamente parâmetros de rádio, até mecanismos de gestão de interferência muito sofisticados", disse ele em conversa com jornalistas na Futurecom 2013 no Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 23.


Os testes foram feitos em ambientes densos e situações urbanas reais. "Já sabemos o que fazer, está tudo testado, esperando o governo para fazer as RFPs (request for proposal)", afirmou a este noticiário o diretor de inovação tecnológica da TIM, Janilson Bezerra. O quanto será investido nisso vai depender justamente das RFPs e se o governo vai desonerar a taxa de fiscalização dos equipamentos.


Quatro fornecedores participaram dos testes-piloto das pequenas células: Alcatel-Lucent, Ericsson, Nokia Solutions and Networks e Huawei. Para a TIM, as small cells se caracterizam por equipamentos com potência de irradiação de até 2 W, descendo até a casa do 1.100 mW em se tratando de femtocells. Além disso, segundo Bezerra, o planejamento das HetNets precisa ser assertivo, utilizando a premissa de redes auto-organizáveis (SON, na sigla em inglês), que é outro dos pilares de investimentos em infraestrutura da operadora para 2014.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado