O que é tecnologia High Throughput Satellite?

voos_web.jpg17/01/2017 - Para quem gosta de checar redes sociais em voos ou cruzeiros ou usar a internet em qualquer lugar, vale saber que essa tecnologia é essencial para o desenvolvimento dessas aplicações e para atender às recentes demandas crescentes. Além de fornecer tudo isso, a tecnologia também permite um menor custo por bit transmitido, uma vez que a HTS se baseia no uso de múltiplos feixes e no reuso de frequência o que multiplica a banda disponível do satélite e, por conseguinte, um menor custo unitário por unidade de capacidade.

Esses benefícios fazem dessa tecnologia ideal para aplicações de tráfego intenso de dados como o fornecimento de conectividade para aviões ou navios, ou fornecendo banda larga de alta velocidade para áreas remotas.

Embora a cobertura dos satélites mais convencionais, que utilizam feixes de cobertura widebeam, já permita esses tipos de conexão, a tecnologia HTS leva isso para o próximo nível uma vez que é otimizada para serviços de próxima geração de dados e, portanto, melhor equipada para suportar a crescente demanda de conectividade em qualquer lugar, a qualquer momento. HTS é a tecnologia-chave do cenário de conectividade ao redor do mundo, entregando mais capacidade para mais pessoas em diversos lugares, com um melhor custo-benefício para a tecnologia.

Para a SES, a tecnologia HTS é parte fundamental da sua estratégia. A empresa começou com seu investimento na O3b Networks (hoje da SES), que oferece latência ultra-baixa, conectividade com velocidade de fibra para clientes de Empresa, Mobilidade e Governo graças à sua frota de 12 satélites HTS, localizados no sistema de Satélites em Órbita Média (MEO), cerca de 8.000 quilômetros acima da terra. Agora, além disso, a SES está se preparando para lançar satélites HTS em órbita geoestacionária, trazendo um grande ganho para os clientes da empresa.

Esses novos satélites (SES-12, SES-14 e SES-15, assim como o recém-anunciado SES-17) abordarão uma ampla gama de aplicações de comunicação de dados com vários perfis de tráfego e com uma distribuição geográfica ampla. A capacidade do SES-14, por exemplo, estará em uma posição Orbital Brasileira e trará uma grande quantidade de capacidade adicional a um menor custo para o Brasil e América Latina. E isso dará suporte completo para o crescimento do mercado local, oferecendo capacidade de alta potência e serviços gerenciados para os clientes de dados sobre a América Latina.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton