Senado veta a “Voz do Brasil” na televisão

voz_brasil.jpgPor Ethevaldo Siqueira
14/02/2020 - Alguns senadores pretendiam criar mais um programa chapa branca, obrigatório, agora na TV, nos moldes da Voz do Brasil, criada pelo governo Vargas em 1935. Se aprovado, esse projeto seria um retrocesso, um retorno ao Estado Novo.

Felizmente, a Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado Federal aprovou, por unanimidade, na quarta-feira (12), o relatório da senadora Eliziane Gama (PPS/MA), contrário ao PL 5833/2019, que tornava obrigatória a retransmissão diária de informações oficiais dos Poderes da República pelos canais de TV aberta.

Na prática, o projeto criaria um programa nos moldes do noticiário “A Voz do Brasil”, no horário nobre, de 18h às 22h, nas televisões abertas.

Ao apresentar o relatório, Eliziane Gama enfatizou ser inadequado estender a obrigatoriedade para as emissoras de TV, além de considerar que o PL provocaria uma queda na receita publicitária das emissoras.

"Os Poderes da República já contam com geradoras próprias de televisão em canais abertos e operadoras de TV paga.
A implantação do novo programa demandaria mais recursos, além de reduzir as receitas atuais, gerando desemprego no setor”, afirma a senadora.

Com a rejeição, o projeto será arquivado.

Agora vamos acabar com a “Voz do Brasil” no rádio?

Minha sugestão: precisamos agora acabar com a Voz do Brasil no rádio, anacronismo que vem dos anos 1930, que só foi adotado por ditaduras ao longo desses 90 anos...

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton