IMEC Tech Forum homenageia Irwin Jacobs

jacobs_etc-.jpgPor Ethevaldo Siqueira - Com a contribuição de Rick Merritt, do EEtimes, e do IMEC Tech Forum, de Antuérpia

07/06/2018 - Irwin Jacobs, da Qualcomm é uma personalidade respeitada em todo o mundo por sua contribuição aos setores de microeletrônica e de comunicações móveis.

Nesta foto, feita em janeiro passado, eu o cumprimentava, durante o CES de Las Vegas. Conheço-o há mais de 20 anos e com ele aprendi muito sobre os avanços da tecnologia digital.

À esquerda o jornalista Ethevaldo Siqueira e à direita Irwin Jacobs, o fundador da Qualcomm, durante o CES de Las Vegas em 2018

 Ao ser homenageado pelo conjunto de sua obra pelo IMEC Tech Forum, em Antuérpia, Bélgica, nos dias 23 e 24 de maio de 2018, o fundador da Qualcomm, Irwin Jacobs, compartilhou seus pontos de vista sobre as perspectivas da empresa que ele fundou e o estado atual da indústria de semicondutores.
Luc Van den Hove, presidente e CEO do IMEC, resumiu o perfil do fundador da Qualcomm, com as seguintes palavras:

“Irwin Jacobs tem dado muitas contribuições tecnológicas e estabelecido os fundamentos para a criação das comunicações móveis e dos mercados que conhecemos hoje. A Qualcomm desenvolveu duas vias de comunicação: a) via satélite móvel e b) sistemas de rastreamento, que são considerados os mais avançados do mundo.

Jacobs foi pioneiro em tecnologia de propagação do espectro e de sistemas que utilizam a tecnologia CDMA, hoje um padrão digital para as comunicações de telefonia celular. Juntas, essas tecnologias trouxeram novas perspectivas para as comunicações móveis e para o mercado consumidor global. "

Irwin Jacobs começou sua carreira primeiro como assistente e, em seguida, professor adjunto de Engenharia Elétrica no MIT (Massachusetts Institute of Technology) e, mais tarde, como professor de Ciências da Computação e Engenharia na Universidade da Califórnia, em San Diego. No MIT, ele foi coautor dos Princípios de Engenharia de Comunicação, um livro didático ainda em uso. Irwin Jacobs começou sua vida corporativa como cofundador da Linkabit, que desenvolveu dispositivos de criptografia por satélite.

Em 1985, ele foi um dos fundadores da Qualcomm, da qual foi CEO até 2005 e Presidente até 2009. Seus inúmeros prêmios incluem a Medalha Nacional de Tecnologia, o Prêmio Marconi, e a medalha Carnegie de filantropia. Suas honras incluem nove graus honorários, incluindo Doutor em Engenharia pela Universidade Nacional de Tsing Hua, Taiwan.

Opiniões sobre o quadro atual da Qualcomm

Em sua entrevista no IMEC Tech Forum, Jacobs foi bombardeado de perguntas sobre as mudanças ocorridas na Qualcomm, a começar da venda da Centriq, empresa que ele criou, e cuja venda o desagradou profundamente.

Na realidade, a venda da Centriq foi parte de uma estratégia de redução de custos de bilhões de dólares que provavelmente poderá ser a característica dominante da empresa se sua fusão com a NXP, anunciada em outubro de 2016, se concretizar, como agora se espera. A decisão de venda da Centriq ocorreu apenas algumas semanas após a Qualcomm ter escapado de uma oferta hostil da Broadcom, que teria feito cortes semelhantes.

Como se sabe, o governo norte-americano vetou a aquisição da Qualcomm pela gigantesca Broadcom, de Cingapura.

Surpreendentemente, a administração também demitiu seu presidente e ex-diretor executivo, Paul Jacobs, filho de Irwin. Dado todo o drama, Irwin tinha todos os motivos para reagir negativamente e discordar da medida, mas não o fez, na entrevista concedida no Imec Tech Forum,

Embora aposentado em tempo integral, Jacobs é tão otimista quanto enérgico, como sempre. "Você tem que recuar e deixar as pessoas administrarem as coisas", disse.

Saiba mais aqui:

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton