Cresce ataque de malware

  • Imprimir

24/07/2013 - As pequenas e medias empresas são vítimas de mais ataques de malware do que as grandes, mas os níveis de conscientização das PMEs quanto a segurança de TI são menores

Segundo pesquisas Kaspersky Lab, 68% das companhias na América Latina foram vítimas de vírus, spywares e outros programas maliciosos no último ano. Os números mostram que 63% das pequenas empresas e 60% das organizações de tamanho médio a nível global admitiram que sofreram algum tipo de ataque nos últimos 12 meses. As grandes companhias, ao contrario, são alvos de outros ataques, incluindo a cyber-espionagem, phishing e ataques de DDoS.

Os resultados do relatório mostram também que organizações menores implementaram menos medidas de segurança do que as grandes companhias. 19% das pequenas empresas e 15% das de médio porte são reativas ao enfrentar os ciberataques e se preocupam com a segurança de TI somente quando já foram vítimas de algum cibercriminoso. Apenas 25% das PME investem em segurança de TI de forma proativa.

Segundo o relatório, grandes empresas têm um maior nível de consciência das questões de segurança de TI. Metade dessas companhias pagou por suas soluções de segurança, enquanto 70% das pequenas empresas e 58% das de médio porte acreditam que os produtos não licenciados também podem fornecer a proteção necessária.

Proteção contra ameaças virtuais é uma das tarefas mais importantes enfrentadas por pequenas e grandes empresas. Vírus, cavalos de Tróia, spam, vulnerabilidades de software e o manuseio descuidado de informações confidenciais são apenas alguns dos problemas que profissionais de TI devem lidar a cada dia. As pequenas e médias empresas devem estar cientes do risco de não ter a proteção adequada. É essencial mudar essa atitude e melhorar os níveis de segurança de TI, a fim de manter a empresa segura.

A Kaspersky Lab revelou os resultados do seu Estudo Global sobre a Segurança na TI Empresarial, finalizado em julho de 2012 pela BSB International e realizado com empresas de 22 países. Mais de 3.300 profissionais de TI de alto nível de 22 países participaram da pesquisa realizada em julho de 2012, incluindo México e Brasil. Todos os entrevistados são responsáveis pela política de sua empresa de segurança de TI e têm amplo conhecimento de TI e de questões de segurança, assim como de outras áreas de negócio gerais (finanças, recursos humanos, etc.) Globalmente, as empresas entrevistadas eram de três tamanhos: pequeno, 10-99 estações de computador, Médio, de 100-999 estações e grandes corporações com mais de mil postos.
Para ter acesso ao relatório completo realizado pela BSB International em julho de 2012 acesse o link: http://www.kaspersky.com/downloads/pdf/kaspersky_global_it-security-risks-survey_report_eng_final.pdf.

Solução corporativa da Kaspersky Lab

A plataforma Kaspersky Endpoint Security for Business oferece proteção a todos os setores da infraestructura corporativa de TI, entre eles servidores, estações de trabalho e dispositivos móveis (incluindo dispositivos móveis pertencentes ao empregado). Segundo a empresa, a estrutura modular da plataforma possui a flexibilidade necessária, permitindo que os departamentos de TI utilizem somente as tecnologias de proteção relevantes, o que ajuda a reduzir os gastos com segurança.

JeffreyGroup

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado