Tesla e SpaceX deixam o Facebook após escândalo

elon_musk_ai.jpgPor Redação Link - O Estado de S.Paulo
23/03/2018 - Em série de tuítes após o escândalo, Elon Musk foi desafiado por seguidores e tirou ambas as páginas do ar

O bilionário americano, dono da montadora Tesla e da companhia aeroespacial Space X, excluiu as páginas das duas empresas na rede social Facebook, após ser desafiado por seus seguidores no Twitter. A conversa começou com uma resposta de Musk ao tuíte de Brian Acton, cofundador do WhatsApp, que sugeriu aos seus seguidores para pararem de usar o Facebook, após a revelação que dados pessoais de 50 milhões de usuários caíram nas mãos da empresa de inteligência Cambridge Analytica. "O que é Facebook?", perguntou Musk a Acton, por meio do Twitter.

A declaração deixou os seguidores de Musk inquietos. Logo, eles começaram a desafiar o executivo a retirar as páginas de suas empresas da rede social. Ele respondeu aos seguidores que iria retirar a página do ar e, minutos depois, ambas não funcionavam mais.

Apesar de ter excluído as páginas das empresas no Facebook, Musk afirmou que vai continuar utilizando o aplicativo de compartilhamento de fotos Instagram. Atualmente, Musk tem mais de 6,9 milhões de seguidores na rede social.

Desafetos. Não é a primeira vez que Musk faz provocações relacionadas ao presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, usando sua conta no Twitter. Musk sempre defendeu que as pessoas devem ter cautela em apostar em tecnologias como inteligência artificial, porque, segundo ele, essas tecnologias podem se tornar tão poderosas que tratariam os humanos como "ratos". Zuckerberg, que afirma que a inteligência artificial deve ser abraçada pela humanidade, foi questionado sobre as opiniões de Musk, a quem ele chamou de "pessimista" e classificou as declarações como "irresponsáveis".

A resposta de Musk veio rápido, via Twitter. Ele afirmou que Zuckerberg não entendia as implicações da inteligência artificial. "Eu já conversei com Mark sobre isso e sua compreensão sobre o assunto é limitada."

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton