76% dos brasileiros usam internet banking

apple_ny.jpg24/06/2016 - Os aplicativos móveis estão remodelando a indústria financeira no Brasil, com 76% das pessoas utilizando serviços de Internet banking e que também esperam que todos os bancos se tornem digitais no futuro, de acordo com um novo estudo do Facebook IQ, realizado no Brasil e no México.

Com a tecnologia ficando cada vez mais acessível e a conectividade evoluindo, os bancos estão colocando os dispositivos móveis no centro da experiência de seus clientes, e o estudo "A ascensão dos bancos digitais", comissionado pelo Facebook e realizado pela Ipsos, mostrou que bancos tem uma interessante oportunidade para diminuir a distância entre a expectativa dos clientes e os serviços que oferecem.

Do total, 76% dos entrevistados afirmaram que Internet banking facilita suas vidas e 63% acreditam que ao invés de um cafézinho, em poucos anos todos vão interagir com seus gerentes via Internet.

Das pessoas que afirmaram usar a internet para transações bancárias, 90% disseram utilizar smartphones e 45% tablets. O estudo ainda mostra que 83% das pessoas já checam o saldo no celular, 61% transferem dinheiro e 59% utilizam os dispositivos móveis para pagar o cartão de crédito.

As pessoas que usam Internet banking tendem a usar outros serviços financeiros, como pensões, investimentos, seguros ou empréstimos em 74% dos casos. Mas enquanto a maioria acredita que sites e aplicativos móveis melhoraram, quase metade acredita que as pessoas são mais digitais que os bancos.

 


Comentário (0) Hits: 1535

Conheça o app de mapas off-line iGO Navigation

igo_navigation.jpg16/06/2016 - O iGO Navigation app disponibiliza mapas de mais de 100 países, serve como um copiloto para facilitar a mobilidade em viagens e também dentro de grandes centros urbanos, além de contar com modo off-line e atualizar dados em tempo real.

Mais de 100 países

Ao baixar o iGO Navigation app, os mapas estão separados por regiões. Por exemplo, ao escolher a América do Sul, o usuário pode fazer o download apenas dos países que vai utilizar no momento em o seu dispositivo móvel. Além do Brasil, o aplicativo oferece mapas dos EUA, Canadá, México, Argentina, Alemanha, Itália, França, Austrália, Rússia, Turquia, Tailândia, entre outros. Os preços dos mapas variam de acordo com a região escolhida. Baixar somente o mapa necessário contribui para mais espaço de armazenamento.

Cálculo de rota acelerado

Ao entrar no carro, acionar o iGO Navigation no seu smartphone e escolher um destino, o aplicativo vai encontraro melhor caminho e calculá-lo no menor tempo possível. A rapidez do sistema é uma demanda específica para quem está ao volante, pois muitas vezes é necessário mudar o destino de repente durante um trajeto.

Confiabilidade off-line

Em modo off-line, o iGO Navigation app serve como um GPS de fato. O usuário pode planejar sua viagem, marcando seus pontos de interesse, e seguir sua rota pelas regiões mais remotas do mundo. Ao detectar sinal de internet, ele entra em modo online e atualiza informações adicionais como as de trânsito.

Mapeamento do trânsito

Em grandes centros urbanos as informações sobre o tráfego são fundamentais para efetuar um trajeto. O iGO Navigation app disponibiliza informações sobre a velocidade do carro, limite de velocidade das vias, a intensidade do trânsito, e outros. Ao identificar uma rota com movimento intenso, o aplicativo alerta a situação e oferece cálculo para rotas alternativas.

Pontos de interesse

Cada cidade nos mais de 100 países possui seus pontos de interesse para auxiliar na busca de restaurantes, bares, monumentos, shoppings, lojas, pontos turísticos, entre outros. É possível marcar e adicionar os seus locais favoritos. A NNG coloca à disposição pacotes de conteúdo extras, que são pagos, com cidades em 3D, a geografia das regiões, opções de vozes, mais mapas e outras novidades.

Visualização de interseções

É comum o motorista perder uma saída em estradas ou uma bifurcação em ruas movimentadas, mesmo equipado com um GPS. Pensando nessa situação, o app da NNG conta com visualização especial para estes momentos decisivos ao volante. Isso economiza tempo e até dinheiro se o usuário tiver de fazer um retorno com um pedágio no meio do caminho.

Mais informações em http://www.igonavigation.com

www.youtube.com/watch?v=zyU6CgFErVs&feature=youtu.be

 


Comentário (0) Hits: 1637

App multiplica por 7 o armazenamento de fotos

13/06/2016 - A Avast Software, produtora de segurança de computadores pessoais no mundo, anunciou hoje o mais novo componente de sua iOS suite: o Photo Space. Projetado para resolver o problema de quem está constantemente precisando de mais espaço para fotos no iPhone, o novo aplicativo promete otimizar os arquivos, reduzindo em sete vezes o total de espaço ocupado, e desse modo aumentando a capacidade de armazenamento para os usuários de iPhones.

"Numa época em que uma infinidade de aplicativos usa fotos obtidas com as câmeras dos usuários, o armazenamento no dispositivo móvel pode rapidamente ficar sobrecarregado com centenas ou milhares de vídeos, fotos e gráficos. Com o valor que dão às fotos, os usuários não deviam ter de escolher entre liberar espaço ou conservar as fotos mais antigas", disse Gagan Singh, presidente de Mobile da Avast. "Resultados de pesquisa da Avast mostram que mais da metade dos usuários de iOS têm 16GB ou menos de armazenamento disponível nos seus dispositivos, o que pode rapidamente ser consumido pelas fotos e novos apps. Com o Avast Photo Space, os usuários podem liberar espaço de armazenamento em seus dispositivos sem terem de se angustiar com a decisão sobre o que guardar ou deletar."

À medida em que o espaço de armazenamento se reduz, os usuários se defrontam com a perspectiva frustrante de escolher entre deletar suas fotos ou pagar por armazenamento extra em nuvem, criando assim espaço para novas fotos e recordações.

Para evitar essa frustração, o Avast Photo Space tira fotos de alta qualidade para os usuários de iPhone e automaticamente otimiza o arquivo, reduzindo a quantidade de espaço que cada um ocupa no dispositivo. Para conseguir isso, a resolução da foto é diminuída para a resolução de tela do dispositivo, enquanto o original, em alta resolução, é enviado para a conta em nuvem do usuário, como Dropbox ou Google Drive. Assim, a qualidade da foto é preservada, enquanto uma versão em 'qualidade de tela' fica facilmente acessível, mesmo quando o dispositivo está offline. O Avast Photo Space traz seu próprio aplicativo de câmera, que automaticamente transfere, otimiza e faz a sincronização do dispositivo com a conta pessoal na nuvem - um método que pode fazer 7GBs de fotos oroiginais ocuparem apenas 1GB.

O Avast Photo Space está disponível gratuitamente para todos os usuários de iOS e pode ser encontrado na iTunes app store.


Comentário (0) Hits: 1498

App Globo Play chega às Smart TVs da Philips

app_globo_pay.jpg08/06/2016 - A Philips disponibiliza, a partir de junho, o aplicativo Globo Play nos aparelhos Smart TV da marca lançados em 2014, 2015 e 2016, inclusive para a linha Android TV. Para utilizar o app, basta os consumidores acessarem a App Gallery e instalarem o aplicativo. A programação do canal também está disponível em alta resolução Ultra HD 4K.

De acordo com a empresa, com este aplicativo, é possível gratuitamente acompanhar os programas favoritos da Globo: assistir às cenas do capítulo de ontem da novela, ver as últimas notícias sobre o seu time e ficar por dentro do que aconteceu de mais importante no Brasil e no mundo. Além dos programas que estão na grade, a sessão 'Replay' conta com mais de 80 títulos, com grandes sucessos da emissora. Os assinantes da Globo.com podem rever na íntegra todos os capítulos das novelas, séries e programas de humor.

"Com o lançamento do App Globo Play, reforçamos a oferta de conteúdo premium aos nossos consumidores, além de confirmar nosso compromisso de buscar sempre o melhor conteúdo Over The Top (OTT) para nossos produtos", afirma Luis Bianchi, Business Development Latam da TPV, empresa responsável pela produção das TVs da Philips.

Comentário (0) Hits: 1446

Pesquisa mostra avanço do mobile banking

mibile_banking.jpg01/06/2016 - O uso dos canais digitais no setor bancário segue em consolidação no Brasil, com destaque para a forte expansão registrada no ano passado pelo mobile banking, que registrou 11,2 bilhões de transações bancárias, um crescimento de 138% em relação a 2014, quando 4,7 bilhões de operações foram feitas pelos clientes. Os dados são da Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2015, divulgada pela Federação Brasileira de Bancos.

Realizado pela Deloitte, o estudo contou com a participação de 17 bancos, que representam 93% dos ativos dessa indústria no País, e revela que o mobile banking é o segundo canal preferido pelos clientes para transações bancárias: sua participação no total das operações passou de 10%, em 2014, para 21% no ano passado. Em 2015, o Brasil já contabilizava 33 milhões de contas ativas com o recurso mobile, um crescimento significativo de 32% em relação ao ano anterior.

"O número de transações via mobile banking cresceu mais de 100 vezes desde 2011. É um avanço expressivo", afirma Gustavo Fosse, diretor Setorial de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN – naquele ano, foram registradas cerca de 100 milhões de operações por este canal.

De acordo com a pesquisa, as transações bancárias feitas por internet banking e mobile banking ultrapassaram mais da metade do total, atingindo 54%. O internet banking foi o canal responsável pelo maior número de transações no ano passado, com 33% do total - o equivalente a 17,7 bilhões de operações bancárias. As contas com internet banking saltaram de 56 milhões, em 2014, para 62 milhões, em 2015, segundo o levantamento.

"O crescimento do uso de canais digitais tem sido impulsionado por alguns fatores. O primeiro deles está relacionado à indústria, já que os bancos têm funcionado como um importante indutor em inovações tecnológicas, preocupando-se cada vez mais em trazer comodidade aos seus clientes", afirma Gustavo Fosse. "Outro fator diz respeito ao acesso à internet no Brasil, que cresceu nesse último ano e já está acessível para 56% da população", complementa. "O uso de smartphones também tem alavancado esse aumento; se olharmos o cenário global, estamos acima da média mundial, que é de 37%.".

Investimentos

O estudo trouxe ainda importantes dados sobre investimentos em tecnologia. Mesmo em um cenário econômico desafiador, os bancos brasileiros continuam investindo maciçamente em TI. Em relação às 10 maiores economias, o Brasil ocupa, com base na proporção do PIB (Produto Interno Bruto), o 7º lugar em gastos com tecnologia da informação no setor bancário, e é o país entre os BRICs que mais investe em TI proporcionalmente ao tamanho da economia.

De acordo com a pesquisa, os investimentos e as despesas em TI somaram R$ 19,2 bilhões em 2015. Desse total, 44% foram destinados a software, 35% a hardware, e 20% a telecom. No Brasil, o setor bancário é responsável por 13% dos investimentos e despesas feitas em tecnologia da informação, mesmo percentual que a estatística mundial.

Pontos físicos

Apesar do franco crescimento dos canais digitais, os pontos físicos e outros canais de atendimento continuam desempenhando um papel importante no atendimento aos clientes bancários. Segundo o estudo, o total de transações realizadas em agências bancárias, POS (pontos de venda no comércio), ATM (autoatendimento) e correspondentes foi de 23,6 bilhões, o que representa 45% do total.

O estudo revelou também que, em 2015, o universo de agências físicas sofreu uma ligeira queda, também verificada, de forma mais acentuada, nos correspondentes bancários, PABs e PAEs. No caso das agências, o total registrado em 2015 foi de 22,9 mil, contra 23,1 mil no ano anterior. O total de PABs (postos de atendimento bancário) e PAEs (postos de atendimento eletrônico) registrado pela pesquisa foi de 45,5 mil, em 2015, ante 51 mil, em 2014. Já os correspondentes passaram de 346,5 mil, em 2014, para 293,8 mil em 2015.

"Esses ajustes estão relacionados a três principais fatores: à conjuntura econômica vivida pelo País, que culminou no fechamento de uma série de estabelecimentos; à política de eficiência operacional de alguns bancos, que optaram em realizar uma revisão para solucionar sobreposições de pontos de atendimento existentes; e à própria diversificação dos canais de atendimento", completa Fosse.

"Conseguimos reunir ­– por meio de dados informados pelas instituições financeiras, entrevistas com especialistas, consolidação de dados públicos e de pesquisas da Deloitte – informações e análises que nos mostraram como o Brasil está posicionado mundialmente em relação à tecnologia bancária, evidenciando, mais uma vez, o perfil vanguardista que o país historicamente ocupa nos grandes movimentos de transformação do setor", comenta Paschoal Pipolo Baptista, sócio da Deloitte e especialista na indústria de serviços financeiros.

Crédito: Maliha Mannan

Comentário (0) Hits: 1331

Ericsson: IoT ultrapassará os celulares até 2018

iot_2.jpg07/06/2016 - A edição mais recente do Relatório de Mobilidade da Ericsson, publicada no dia 01 de junho, revela que a Internet das Coisas (IoT) irá superar os celulares como a maior categoria de dispositivos conectados até 2018.

Entre 2015 e 2021, a expectativa é que o número de dispositivos conectados de IoT cresça 23% anualmente – os aparelhos celulares que utilizam IoT tem a maior previsão de crescimento. Dentre os 28 bilhões de dispositivos totais que estarão conectados até 2021, aproximadamente 16 bilhões serão dispositivos de IoT.

A Europa Ocidental será a líder na adição de conexões de IoT – o número de dispositivos neste setor está projetado para crescer 400% até 2021. Isso será impulsionado principalmente pelos requisitos regulamentares – como, por exemplo, para medidores inteligentes de utilities – e pela crescente demanda por carros conectados, incluindo a orientação de e-call da União Europeia, que tem a sua implementação planejada para 2018.

carla.jpgCarla Belitardo, (foto ao lado) vice- presidente de Estratégia e Sustentabilidade da Ericsson na America Latina e Caribe, diz: "A IoT está crescendo conforme os custos de dispositivos caem e os aplicativos inovadores surgem. A partir de 2020, a implantação comercial das redes 5G oferecerá recursos adicionais essenciais para a IoT, tais como divisão de rede e a capacidade de conectar exponencialmente mais dispositivos do que é possível hoje."

As assinaturas de smartphones continuam a aumentar e prevê-se que elas ultrapassem as de telefones básicos no terceiro trimestre deste ano. Em 2021, as assinaturas de smartphones praticamente dobrarão, passando de 3,4 bilhões para 6,3 bilhões. Segundo o relatório, o número de assinaturas móveis únicas é de 5 bilhões hoje, o que mostra essa o rápido crescimento da tecnologia móvel em um curto período de tempo.

O material também apresenta uma visão detalhada da mudança dos hábitos dos jovens: o uso de dados móveis de vídeos em smartphones cresceu 127% em 15 meses, considerando 2014 e 2015. Em um período de quatro anos (2011-2015), o tempo gasto assistindo TV e filmes em um aparelho de TV caiu pela metade e o de consumo de TV e vídeo em smartphones cresceu 85%. Essa tendência e o fato que essa geração de usuários são os maiores consumidores de dados para streaming de vídeo em smartphone – somando as conexões wi-fi e as celulares -, torna-os o grupo mais importante a ser analisado pelas operadoras.

Os dispositivos que suportam 1 Gbps estão previstos para a segunda metade de 2016 e inicialmente para mercados como Japão, EUA, Coreia do Sul e China, mas rapidamente se espalharão para outras regiões. Com esse lançamento, os usuários móveis poderão consumir conteúdo de uma forma mais rápida graças a esta tecnologia avançada, o que permitirá velocidades até dois terços mais rápidas de download em comparação com a tecnologia mais rápida disponível hoje.

Confira outros destaques do Relatório de Mobilidade da Ericsson:

Cenário de crescimento global: as assinaturas de banda larga móvel crescerão quatro vezes mais no Oriente Médio e África, entre 2015 e 2021; o tráfego de dados na Índia crescerá quinze vezes até 2021; e apesar de ser o mercado mais maduro, o tráfego móvel dos EUA crescerá 50% só em 2016.

Tráfego de dados continua com o crescimento inabalável: o tráfego de dados móveis global cresceu 60% entre o primeiro trimestre de 2015 e o primeiro trimestre de 2016, devido ao aumento do número de assinaturas de smartphones e do aumento do consumo de dados por assinante. Até o final de 2021, cerca de 90% do tráfego de dados móveis será de smartphones.

Assinaturas de LTE crescem a uma maior taxa durante o primeiro trimestre de 2016: havia 150 milhões de novas assinaturas durante o trimestre – impulsionadas pela demanda por uma melhor experiência do usuário e redes mais rápidas – atingindo um total de 1,2 bilhão ao redor do mundo. As velocidades de dados de pico de LTE de 1 Gbps são antecipadas para estarem comercialmente disponíveis em 2016.

Harmonização de espectro adicional necessária entre os países que planejam uma implantação antecipada do 5G: Espera-se que o 5G comece mais rapidamente do que o previsto, e a harmonização de espectro é necessária entre os países que planejam lançamentos antecipados. Esta é uma adição ao processo atual para WRC-19, que foca no espectro para implantações de 5G comerciais depois de 2020.

Comentário (0) Hits: 1237

newsletter buton