Programa de Certificação digital para o TOEFL

duolingo2.jpg28/07/2014 - Duolingo, o serviço de aprendizagem de línguas gratuito, on-line e colaborativo, anunciou o lançamento do programa de certificação digital "Test Center". A empresa lança este serviço com um Exame de Proficiência em Inglês que irá avaliar suas habilidades de linguagem em uma escala de um a dez, e espera expandir para outras línguas também.

Testes como o TOEFL - Test of English as a Foreign Language são caros, e muitas vezes exigem longos deslocamentos para as cidades onde os testes são administrados, lembra fundador do Duolingo, Luis von Ahn. Ele próprio teve que viajar para para fazer o teste, quando veio pela primeira vez para os EUA para estudar.

Além das universidades, grandes corporações internacionais também exigem a apresentação do exame, e em alguns países como o Reino Unido, solicitam sua pontuação antes de liberar o visto de trabalho.

"É assim que começamos a olhar para como esta indústria funciona", disse von Ahn e, durante o processo, a equipe do Duolingo percebeu quantos problemas existem. A administração de um teste como o TOEFL, provavelmente custa apenas alguns dólares, mas como essas empresas são, essencialmente, monopólios, eles podem manter os custos altos. "Assim é a natureza dos monopólios", disse von Ahn.


Outro problema importante com os testes de hoje é que eles são propensos à fraude. Isso é algo que a equipe Duolingo levou muito a sério quando desenvolveu seu aplicativo. Quando você faz o teste, a câmera e o microfone do seu smartphone ou laptop registra tudo que você faz. Depois de ter completado o teste, o vídeo é então assistido por um inspetor Duolingo. O vídeo é anexado ao seu certificado digital, por isso, se alguém faz o teste para você, vai ser muito fácil de detectar por um administrador da universidade ou potencial empregador.


Duolingo também está trabalhando com o site freelancer oDesk, que irá mostrar os resultados dos testes em perfis no seu site e com o LinkedIn, o que permitirá aos alunos a publicar suas pontuações do TOEFEL com apenas alguns cliques. A empresa também está trabalha com o governo da Costa Rica para distribuir o exame em todas as escolas.


Por enquanto, o aplicativo está disponível apenos no Android e na web, mas o Duolingo está desenvolvendo o app para iOS e von Ahn espera que o lançamento seja em setembro.


http://techcrunch.com/2014/07/23/duolingo-launches-its-language-certification-program/

 

Comentário (0) Hits: 1532

Como melhorar a qualidade do ensino público?

lousa_onu.jpgONU
24/07/2014 - Representantes da educação pública e especialistas globais, entre eles a secretária nacional de educação básica do Brasil, Maria Beatriz Luce, se reúnem no dia 24 de julho no Fórum Regional Soluções em Educação: "Rumo à excelência do ensino", no Peru, para discutir como a melhoria da qualidade dos professores pode avançar os resultados de educação na região da América Latina e no Caribe.

Nesta ocasião, o Banco Mundial, em uma parceria com o jornal El País e a Pontifícia Universidade Católica no Peru, apresentará o relatório "Professores Excelentes: como Melhorar a Aprendizagem na América Latina e no Caribe", que defende que uma inversão séria na capacitação dos professores elevará os índices de aprendizagem na região. O documento ajudará os jovens a adquirir as qualidades necessárias para trabalhar em um mercado cada vez mais competitivo e globalizado.


Os organizadores do evento convidam a todos a participar através de contribuições online ou pelo Twitter respondendo, "que ideias você daria para melhorar o ensino no Brasil?"


As perguntas e sugestões podem ser envidas através de um formulário ou pelo Twitter, usando a hashtag #bonsprofessores. Aqueles que preferirem, podem apenas seguir o diálogo seguindo a hashtag a partir das 13h, horário de Brasília, do dia 24 de julho (quinta-feira).


Você pode acompanhar e participar, ao vivo, clique no link abaixo:
http://www.onu.org.br/forum-do-banco-mundial-pede-ideias-de-brasileiros-para-melhorar-a-capacitacao-de-seus-professores/

Foto: EBC

Comentário (0) Hits: 1737

Seu carro reconhece seu rosto?

face.jpgÉpoca negócios
27/06/2014 - A Ford anunciou nesta quarta-feira (25/06) que está desenvolvendo com a Intel um sistema que permitirá controlar de forma remota, (através de telefones celulares com câmeras de vídeo), o interior de seus veículos e que incorporará reconhecimento facial para autorizar a utilização do automóvel.

O sistema, denominado Mobii (Mobile Interior Imaging), está baseado na instalação de várias câmeras no interior do veículo para permitir ver seu interior à distância através de celulares e para captar os gestos dos ocupantes para ativar funções.


A Ford e a fabricante de circuitos integrados Intel apresentaram o projeto hoje durante a conferência Trend, que a montadora está realizando em sua sede em Dearborn, na região de Detroit, nos Estados Unidos.

Dan Butler, diretor-executivo de Veículos Conectados e Serviços da Ford, disse ao revelar o projeto que o Mobii é mais um passo da fabricante de automóveis para "personalizar a experiência" de seus clientes.

Segundo explicou Butler, entre outras funções, o sistema de reconhecimento facial de Mobii manda uma foto para o proprietário se a pessoa à frente do volante não for reconhecida como o motorista habitual. Além disso, o proprietário pode, através de um aplicativo, permitir ou impedir que essa pessoa utilize o carro.


As câmeras também permitem que o veículo saiba se o motorista está sozinho ou acompanhado no automóvel. Neste último caso, o Mobii ativa um modo de privacidade que limita a informação pessoal, como o calendário ou os contatos do celular, que normalmente serão visíveis nas telas. Combinando gestos com comandos de voz, o Mobii também pode ativar serviços como a abertura ou fechamento do teto solar.


"Nosso objetivo com o Mobii é explorar como os motoristas interagem com a tecnologia no automóvel e como podemos fazer essa interação mais intuitiva e previsível" disse em nota Paul Mascarenas, diretor técnico da Ford e vice-presidente de Pesquisa e Inovação da montadora. "A imagem no interior é puramente pesquisa neste momento, mas o que aprendemos nos ajudará a ajustar a experiência dos clientes no longo prazo", acrescentou.


Até agora, a Ford e outros fabricantes de automóveis utilizaram câmeras externas para auxiliar o motorista, como na detecção de veículos nos pontos mortos de visão ou para advertir do desvio do veículo com relação à pista de circulação.


Segundo Butler, a Ford respeita a privacidade de seus clientes e que "apesar dos rumores que existem", a montadora não controla os movimentos ou captura informação de seus veículos. "A informação sobre os clientes é dos proprietários. Não monitoraremos os veículos. E a única vez que a informação é transmitida é a pedido dos proprietários" explicou Butler. O alto executivo deu como exemplo o sistema 911 Assist com o qual estão equipado 7 milhões de veículos da Ford e que automaticamente contata os serviços de emergência em caso de acidente.


http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2014/06/ford-e-intel-desenvolvem-sistema-de-reconhecimento-facial-para-automoveis.html

 

 

Comentário (0) Hits: 943

Carro elétrico da Mitsubishi encara corrida nos EUA

mitsubishi_eletrico.jpg26/06/2014 - Neste fim de semana, a Mitsubishi encara uma das mais tradicionais competições do mundo: a corrida internacional de Pikes Peak, no Colorado, Estados Unidos. Serão dois MiEV Evolution III, carros elétricos com tração integral e potência de 603 cv.

O veículo foi construído com estrutura tubular, capô em fibra de carbono e é equipado com quatro motores elétricos. Toda a aerodinâmica foi aperfeiçoada com o auxílio de um túnel de vento, deixando o MiEV Evolution III ainda mais rápido para enfrentar as curvas da montanha.

O Pikes Peak é realizado anualmente no Colorado (EUA) e o grande desafio está no relevo e características da prova, já que a disputa é realizada nas estradas da montanha com uma série de ziguezagues e curvas de alta velocidade. A largada ocorre a 2.862 metros de altitude e a chegada é a 4.300m, em um percurso com pouco mais de 19 quilômetros e 156 curvas. A prova deste ano será realizada no domingo, dia 29 de junho.

Toda a tecnologia e aprendizado adquiridos pela equipe de engenheiros e mecânicos no Pikes Peaks são utilizados no aprimoramento dos carros elétricos e a criação de novas e modernas tecnologias para equipar os veículos Mitsubishi.

Esta será a terceira participação da Mitsubishi na competição. Com todo o know-how adquirido, os engenheiros puderam analisar com detalhes diversos dados de velocidade, aceleração em pista, além de consumo da bateria, temperatura, entre outros, que foram fundamentais no aperfeiçoamento do veículo.

O Mitsubishi MiEV é o primeiro veículo elétrico a ser produzido em grande escala no mundo, desde 2009. De lá para cá, mais de 30.000 unidades já foram vendidas em países da Europa, no Japão e Estados Unidos. No Brasil, algumas unidades do Mitsubishi MiEV já circulam por grande capitais, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Foto: divulgação

Comentário (0) Hits: 790

Nest Labs (do Google) adquire Dropcam

dropcam_nest2.jpgNick Statt, CNet
22/06/2014 - A
Nest Labs, empresa de automação doméstica (comprada pelo Google em janeiro deste ano por US$ 3,2 bilhões) vai adquirir a Dropcam, startup de vídeo monitoramento, incluindo cameras de segurança conectadas à internet, no valor de 555 milhões dólares em dinheiro.

O acordo, assinado sexta-feira, 21, ainda não foi fechado.
Os produtos da Dropcam vão se juntar aos da Nest, que atualmente incluem o detector de fumaça 'Protect smoke detector' e 'Learning Thermostat'.

http://www.cnet.com/news/googles-nest-labs-acquires-dropcam-for-555m/

Comentário (0) Hits: 896

HomeKit, plataforma para casas inteligentes

homekit.jpgOlhar digital
10/06/2014 - Conforme os rumores apontavam, a Apple tem planos para casas inteligentes. A empresa revelou uma nova plataforma chamada HomeKit, que criará uma central organizada para automação doméstica e controle de iluminação, trancas, sistemas de segurança, e etc.

Segundo a empresa, o motivo é que várias fabricantes já faziam objetos inteligentes, mas cada um dependia de seu próprio aplicativo. Conforme a coleção de aparelhos conectados crescia, aumentava a confusão no smartphone do usuário.

O recurso abre espaço para uma casa mais inteligente. Por exemplo: ao se aproximar da porta, ela reconhece seu iPhone e se abre automaticamente; ao entrar em casa, as lâmpadas se acendem e uma música começa a tocar no sistema de som.

Com o HomeKit, haverá um espaço organizado para que estas informações se concentrem, evitando confusão. A plataforma responderá ao Siri e permitirá a visualização de dados como a temperatura da casa, conferir se a porta está trancada, etc, se os dispositivos forem conectados ao iPhone.

A Apple diz também que criou um sistema de pareamento inteligente e seguro, que faz com que estes aparelhos sincronizem apenas com um iPhone, evitando que outras pessoas mal-intencionadas consigam acesso à porta da sua casa, por exemplo.

http://olhardigital.uol.com.br/noticia/42348/42348

 

Comentário (0) Hits: 801

newsletter buton