HSM University lança TV com conteúdo gratuito

hsm_university.jpg31/03/2020 - A HSM University, plataforma de cursos livres e pós-graduação 100% online, passa a oferecer gratuitamente aos alunos e pessoas que tenham interesse, cursos voltados para gestão empresarial. São 24 horas com o conteúdo HSM University, além de transmissões ao vivo de aulas ministradas pelos professores renomados da instituição e de universidades parceiras. As inscrições podem ser realizadas na página da HSM University TV (http://hsmuniversity.com.br/tv/).

Sobre HSM University

A HSM University oferece cursos de especialização a distância em gestão, desenvolvidos a partir de histórias de sucessos dos maiores executivos e empreendedores globais. Cursos livres e de pós-graduação voltados ao aprimoramento das competências mais requisitadas pelo mercado de trabalho e constituídos por módulos de treinamento de habilidades que farão a diferença ao colocar em prática conceito e ferramentas extraídos dos grandes pensadores da gestão do país e do mundo.

Comentário (0) Hits: 1626

Figurinhas ajudam a previnir o coronavírus

whats_coronavius.jpg12/03/2020 – À medida que o coronavírus (COVID-19) avança no Brasil, o WhatsApp quer ajudar as autoridades de saúde brasileiras a criar consciência sobre como prevenir a doença e contribuir a combater falsas informações sobre o vírus.

Elaboradas em parceria com o Ministério da Saúde, as figurinhas trazem recomendações, alertas e incentivam a população a se informar sobre o vírus. O pacote com 11 figurinhas traz recomendações como “Lave bem as mãos”, “Desinfete os objetos usados”, “Evite tocar nariz, bocas e olhos”, “Fique informado”, entre outros. A ilustração é assinada pela designer paulistana Ana Cattini, 26 anos.

“A informação é fundamental para prevenir que o vírus se espalhe no Brasil. O WhatsApp tem uma enorme base de usuários no país e entendemos que o aplicativo pode ser um grande aliado do Ministério da Saúde, como já tem acontecido em outros países onde temos trabalhado com os órgãos de saúde para fornecer maneiras simples para os cidadãos receberem informações precisas sobre o vírus.”, afirmou Pablo Bello, diretor de Políticas Públicas de Mensageria Privada na América Latina.

Baixe as novas figurinhas aqui.

Comentário (0) Hits: 1731

Uber lança ferramenta de gravação de áudio

uber_audio_2.jpg11/02/2020 - Usuários e motoristas parceiros poderão gravar viagens e relatar um incidente compartilhando um arquivo de áudio

Com o objetivo de ajudar a promover a segurança por meio da tecnologia e incentivar interações adequadas ​​durante uma viagem, a Uber lança hoje a ferramenta U-Áudio em cinco cidades brasileiras: Salvador, Campo Grande, São Luís, Sorocaba e Uberlândia. O U-Áudio permitirá que usuários e motoristas parceiros gravem áudios durante viagens dentro da plataforma e usem o arquivo para reportar à Uber qualquer acontecimento em que tenham se sentido desconfortáveis.  

A ferramenta, pode ser acessada por meio dos recursos de segurança que aparecem no aplicativo durante uma viagem. Quando a viagem se encerra ou por meio do histórico de viagens, tanto o usuário quanto o motorista terão a opção de relatar um incidente de segurança e anexar o arquivo de gravação de áudio em apenas alguns toques. O áudio permanece criptografado e armazenado diretamente no dispositivo de quem fez a gravação e a Uber só poderá acessá-lo se o motorista ou usuário escolherem compartilhar o arquivo como parte do relato.

Depois que o arquivo de áudio criptografado for enviado aos agentes de atendimento ao cliente da Uber, o arquivo será aberto e usado para ajudar a entender melhor o relato do incidente e tomar as medidas apropriadas. Em algumas situações, uma gravação pode ser utilizada para apoiar os responsáveis pelo atendimento na decisão de desativação do motorista ou usuário, de acordo com o Código de Conduta da Uber. Durante o piloto, a ferramenta está sendo configurada para apagar os arquivos de áudio automaticamente após uma semana.

Esse recurso foi criado para ajudar a Uber a entender melhor o que ocorreu durante uma viagem. O arquivo poderá ser usado para ajudar em investigações ou ser compartilhado com as autoridades, de acordo com o devido processo legal. Ao mesmo tempo, a proteção da privacidade dos envolvidos é levada muito a sério em todo o processo. Todos os usuários e motoristas receberão um aviso informando que o recurso está disponível e que eles podem estar sujeitos à gravação de áudio. Somente a Uber tem a chave para descriptografar o arquivo e isto somente pode ser feito após a denúncia, com o envio do áudio. A gravação não pode ser ouvida no dispositivo do usuário ou motorista, nem compartilhada com terceiros, apenas com a Uber.

Outros recursos anunciados pela Uber para 2020:

U-Ajuda (Checagem de rota) - Potencializando o poder do GPS e de outros sensores no smartphone, a Uber pode identificar e sinalizar eventos raros, como uma parada longa e não prevista na rota. Se uma parada não prevista for sinalizada, a Uber pode iniciar uma checagem e enviar uma mensagem para o motorista parceiro e o usuário perguntando se é necessário algum suporte, indicando as ferramentas de segurança que podem ajudar a obter o apoio necessário.

Verificação de documentos - Com o objetivo de prevenir que pessoas mal intencionadas usem o aplicativo, a Uber começou a implementar um projeto-piloto do Doc Scan no Chile. Por meio dele, usuários que não adicionarem meios de pagamento digitais no cadastro ou antes de realizar uma viagem serão solicitados a submeter um documento de identificação, que terá dados e autenticidade verificados. O recurso chega ao Brasil ainda esse ano.

U-Selfie (Selfie com movimento) - Além da selfie que os motoristas parceiros já fazem de tempos em tempos para ficar online, o recurso para verificação de identidade do motorista em tempo real passa a solicitar que alguns movimentos sejam realizados - como piscar, sorrir, virar o rosto. Isso trará mais uma camada de segurança e permitirá verificar que o motorista é aquele que se cadastrou no aplicativo. É uma ferramenta voltada à prevenção de fraudes e à proteção da integridade da conta dos motoristas parceiros.

U-Código - Um avanço exclusivo na ferramenta que recomenda ao usuário conferir as informações para ter certeza de que está entrando no carro certo. O usuário pode optar por receber uma senha de quatro dígitos, que deve ser dita ao motorista para que ele consiga iniciar a viagem no aplicativo. Além disso, a Uber anunciou que está trabalhando com tecnologias avançadas que usam ultrassom para transmitir automaticamente a senha. No futuro, os números recebidos pelo usuário passarão automaticamente pelo aparelho do motorista, e o usuário vai receber uma confirmação no seu celular (como uma vibração).

Relato de problemas durante a viagem - Permite ao usuário denunciar um problema ainda durante o trajeto da viagem, tal como direção imprudente. Depois da viagem encerrada, ele receberá contato do time de suporte para mais informações e encaminhamento da reclamação. Caso o usuário e o motorista parceiro se avaliem com uma estrela, eles não farão mais viagens juntos na plataforma da Uber.

Comentário (0) Hits: 2101

Vídeo do TSE explica o que é "deepfake"

tse_deepkafe.jpg05/03/2020 - O quinto vídeo da série Minuto da Checagem já está no ar, e o tema da vez é deepfake. A tecnologia utiliza a inteligência artificial para criar vídeos falsos que parecem verdadeiros. Assim, a deepfake pode ser considerada uma nova forma de desinformação.

A coordenadora do Núcleo de Rádio e TV do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ana Paula Ergang, lembra que, principalmente em ano de eleições, o trabalho de esclarecimento é fundamental. “E o tema ‘deepfake’ não é por acaso. Essa tecnologia vai ser um desafio que teremos de enfrentar”, diz.

Segundo Ana Paula, a campanha – que tem como mote “Na dúvida, não compartilhe. Não faça parte da corrente da desinformação. Você é responsável pelo que compartilha” – tem tido resultados positivos. “Cada vídeo do Minuto da Checagem no YouTube já alcançou mais de 700 mil visualizações, o que mostra que o material está sendo muito bem aceito”, completa.

Programa

O programa é mais uma ação do TSE para combater a desinformação no âmbito do processo eleitoral brasileiro, que foi um dos grandes problemas enfrentados pelo Tribunal durante as Eleições Gerais de 2018, na medida em que levantou suspeições em relação à segurança do processo eleitoral e da urna eletrônica.

O Minuto da Checagem tem duração de aproximadamente um minuto e é veiculado uma vez por mês no canal da canal da Justiça Eleitoral no YouTube. Também estão sendo produzidos spots de rádio em duas versões: de 15 e 30 segundos.

A produção também vai ao ar no intervalo da programação da TV Justiça e das demais 500 emissoras parceiras que retransmitem a programação audiovisual da Assessoria de Comunicação (Ascom) do TSE. O Minuto da Checagem é divulgado ainda por mais de 40 parceiros do Programa de Enfrentamento à Desinformação.

Comentário (0) Hits: 1982

App identifica violência contra mulheres

app_violencia_mulher.jpg06/01/2020 - A cada minuto que passa, três mulheres são vítimas de violência no Brasil. Segundo levantamento realizado pela DataFolha, com a ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), 1,6 milhão de mulheres foram espancadas ou sofreram tentativa de estrangulamento no país em 2018. Mais da metade das mulheres agredidas (52%), contudo, não denunciou o agressor nem procurou ajuda. Esta triste realidade coloca o Brasil no 5º lugar do ranking mundial de feminicídio, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH).

Com o objetivo de proteger a vida das mulheres e contribuir para a reversão deste quadro de violência de gênero no país, um grupo de 28 pesquisadores liderados por Ana Paula Furtado, professora de pós-graduação da CESAR School e da UFRPE, desenvolveu uma inteligência artificial que identifica casos de agressão contra mulheres e aciona uma rede de proteção em tempo real, independentemente da ocorrência de denúncia formal por parte da vítima. O aluno Lincon Ademir, do mestrado do CESAR School, foi o idealizador do projeto.

Por meio do aplicativo, o celular capta e processa informações sonoras, detectando, por exemplo, palavras-chaves que indiquem ato de violência. Imediatamente, é acionada uma rede de mulheres cadastradas na plataforma, que estiverem mais próximas ao local da ocorrência, para que possam prestar ajuda à vítima e chamar as autoridades.

"A tecnologia pode ser utilizada como uma ferramenta poderosa para salvar a vida de muitas mulheres, constantemente vítimas de agressões – parte delas sequer é socorrida quando pede ajuda. A sociedade precisa se movimentar contra os casos de agressão, pois uma ajuda nesse momento crucial pode impedir que a vítima se torne mais uma mulher nas estatísticas de feminicídio no país", afirma Ana Paula.

A plataforma, que deve ser lançada gratuitamente para o público em fevereiro de 2020, foi um dos cinco projetos finalistas do EU-Brazil Innovation Pitch 2019, seminário organizado pela Euraxess Brasil, Confap e Enrich in Brazil, no último dia 10 de dezembro, na Finatec, em Brasília. O programa tem como objetivo fomentar a pesquisa e o desenvolvimento de soluções inovadoras para problemas sociais e recebeu mais de 80 projetos em sua edição brasileira.

Na foto acima, Ana Paula Furtado e Marcelo Morales, Secretário de Políticas para Formação e Ações Estratégicas do MCTIC, na Finatec, em Brasília, durante o EU-Brazil Innovation Pitch 2019.

Comentário (0) Hits: 2173

Rappi passa a oferecer serviços de táxi no Brasil

rappi_wappa.jpg19/12/2019 - Aplicativo se uniu a Wappa para ingressar no mercado de mobilidade

Rappi começa a oferecer táxis pela sua plataforma para pessoas físicas em parceria com o aplicativo de transportes Wappa. A funcionalidade estará disponível inicialmente em São Paulo e, em breve, deve estar em todas as cidades em que a Rappi atua no Brasil.

O botão "Táxi" estará na tela inicial da Rappi, onde os usuários poderão chamar um táxi cadastrado na Wappa. "Desenvolvemos a parceria pensando na melhor experiência dos usuários, que poderão solicitar o serviço diretamente na plataforma da Rappi”, afirma Armindo Mota, CEO da Wappa.

Com o acordo, a Rappi expande ainda mais seu portfólio, que já conta com as categorias Restaurantes, Supermercados, Farmácia 24h, Bebidas, Petz, além do aluguel de patinetes elétricos, a contratação de manicure ou de serviços em gerais.

 

Comentário (0) Hits: 2674

newsletter buton