Embratel desenvolve app de atendimento

mario_rachid_embratel_2.jpg21/08/2018 - A Embratel anuncia o fornecimento de soluções completas e integradas de Internet das Coisas (IoT), Cloud Computing, Fábrica de Software, Conectividade e Mobilidade para a UTN Nefrologia, empresa que atua há mais de 20 anos no atendimento móvel e descentralizado para pacientes de diálise. A UTN Nefrologia ampliou contrato com a Embratel, que passa a ser sua fornecedora de soluções convergentes de  TI, Telecom e Mobilidade.

A empresa desenvolveu um aplicativo (App) exclusivo para o atendimento da UTN Nefrologia que permite agilidade no auxílio aos pacientes. O aplicativo possibilitará um tratamento mais eficaz, uma vez que médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem passam a compartilhar as informações do processo de tratamento dos pacientes com qualquer dispositivo, como smartphones, tablets ou notebooks. Essa característica é fundamental para os trabalhos desenvolvidos, uma vez que os pacientes são atendidos por equipes diversas ao longo do tratamento.

No aplicativo são registrados dados importantes como a duração e frequência das visitas por meio do Check-In e Check-Out de médicos e enfermeiros durante os atendimentos, visitas para parecer médico e administração dos procedimentos dialíticos, fornecendo mais suporte aos pacientes e hospitais contratantes. As informações permitem uma análise do ciclo de atendimento, possibilitando que a equipe médica atue com uma medicina preventiva ou corretiva. O App também disponibiliza a assinatura digital dos profissionais.

Os dados coletados pela solução de IoT da Embratel, como tempo de utilização dos equipamentos e quilometragem das ambulâncias, por exemplo, permitirão o gerenciamento eficiente da manutenção das máquinas, reduzindo custos. “A Embratel seguirá investindo no desenvolvimento de soluções de IoT para diversas verticais em 2018, como a saúde”, afirma Luciano Alakija, Diretor de Vendas de Soluções IoT Cloud da Embratel.

O pacote de soluções Conecta Embratel também foi contratado. Com ele, o cliente tem à disposição soluções de Cloud, segurança, conectividade e mobilidade, de forma personalizada para as suas necessidades. A aplicação e a solução de IoT contratadas ficarão hospedadas no Data Center Embratel, armazenadas em Cloud. A UTN Nefrologia optou pelo Cloud Server, um servidor virtual dinâmico que permite o armazenamento e hospedagem de aplicações, arquivos e dados com flexibilidade para aumentar ou diminuir a capacidade do servidor de acordo com a demanda do cliente.

Também estão inclusos no Conecta Embratel um plano sob medida de telefonia móvel, cujo valor da franquia mensal contratada pode ser compartilhada entre todas as linhas, além da possibilidade de ser transferido para até dois meses seguintes o que não for consumido. A segurança das informações trocadas por meio dos dispositivos móveis dos colaboradores é suportada pela solução de MDM (Mobile Device Management). O serviço garante o controle de acesso, privacidade e proteção de dados de acordo com a política de segurança da empresa. O MDM da Embratel permite ainda que o aplicativo da UTN Nefrologia seja atualizado remotamente. A gestão dos dispositivos móveis é realizada via plataforma Gestor Online, que possui o perfil de cada usuário cadastrado, com informações referentes ao consumo do pacote contratado e aplicações disponíveis.


Comentário (0) Hits: 594

App do BB permite envio de recursos para o exterior

app_bb.jpg27/07/2018 - Clientes pessoa física do Banco do Brasil já podem enviar recursos para o exterior via App BB. A solução permite o envio de até quatro remessas em um período de 30 dias, cada uma de valor até USD 3 mil ou o equivalente em outras moedas. O recurso permite remessas via Swift e convênio Western Union - sendo que neste último o envio é permitido somente em dólar dos EUA com a finalidade de manutenção de residentes e de estudantes.

A novidade traz uma série de vantagens para o cliente como agilidade no envio de remessa para o exterior, transação com fluxo simples, débito direto na conta corrente e atendimento totalmente digital. O serviço já estava disponível para os clientes na internet desde 2015, e agora, migra também para o App.

O produto vem complementar as soluções de câmbio para mobile do BB. Em fevereiro deste ano, o BB disponibilizou a compra de dólar pelo App, dois meses depois expandiu o serviço, ofertando também a compra do Euro, de forma pioneira entre os Bancos.

As transferências financeiras para o exterior impactam nos limites diários e mensais de transferências por meio dos canais de autoatendimento, que podem ser personalizados pelo cliente.

Como funciona

Para emissão e recebimento de ordens de pagamento do exterior pelo celular, após acessar a área logada no App, basta acessar a opção Câmbio no menu e depois Ordens de Pagamento.

Comentário (0) Hits: 870

Metade dos brasileiros já teve um celular roubado

apple_ny.jpg16/07/2018 - Nova pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box revela também que 70% das vítimas aproveitam para trocar de aparelho por um melhor; menos da metade (48%) registrou B.O. e 39% dos brasileiros já compraram um celular usado

A segunda edição da pesquisa anual sobre roubo de celulares realizada por Mobile Time em parceria com Opinion Box revela um crescimento alarmante da proporção de internautas brasileiros que já tiveram um telefone móvel roubado ou furtado. Em 12 meses essa proporção subiu 10 pontos percentuais, passando de 39% para 49%. Ou seja, hoje, metade dos internautas brasileiros já teve um celular roubado ou furtado pelo menos uma vez na vida.

Na pesquisa anterior, 38% das vítimas haviam sido roubadas/furtadas em menos de um ano. Agora, o percentual subiu para 45%. A maioria (62%) foi vítima apenas uma vez na vida; também na nova pesquisa, 35% duas ou três vezes; enquanto que 4% de azarados ou descuidados perderam o aparelho quatro vezes ou mais. Em média cada vítima teve 1,55 celular roubado/furtado. O Panorama Mobile Time/Opinion Box também constatou que o roubo de celular é mais comum que o furto. 63% das vítimas informam que da última vez foram roubadas, enquanto 37% foram furtadas.

"Crise na segurança pública, alto índice de desemprego, smartphones a preços proibitivos e a facilidade de compra e venda de aparelhos usados em mercados clandestinos estão entre os fatores que contribuem para esse aumento", comenta Fernando Paiva, editor do Mobile Time e coordenador da pesquisa.

A pesquisa revela também o perfil das vítimas, por gênero, idade e classe social. E verifica qual costuma ser o seu comportamento após perder o aparelho (se faz ou não boletim de ocorrência, se compra um celular melhor ou pior que o anterior etc).

Outras descobertas

- 70% dos usuários que tiveram celulares roubados ou furtados aproveitaram a ocasião para adquirir um aparelho melhor;
- Pouco menos da metade, (48%) registrou boletim de ocorrência (B.O.) na última vez em que foram roubadas/furtadas;
- 39% dos brasileiros já compraram um celular de segunda mão. O percentual é maior (44%) entre os que já tiveram um aparelho roubado ou furtado. Ou seja, quem perde um celular tem mais chance de recorrer à compra de um usado para economizar dinheiro;
- Não há diferença entre classes sociais: tanto nas classes A e B quanto nas classes C,D e E a proporção de vítimas é de 49%;
- É comum o brasileiro tomar providências de segurança somente depois de sofrer com algum problema do gênero: apenas 7% possui seguro para os aparelhos.

 

Comentário (0) Hits: 901

Uber se esforça para continuar "vivo" em Londres

uber_londres.jpgPor Thais Sogayar - com Aliya Ram, do Financial Times
25/06/2018 - Uber luta para recuperar sua licença para voltar a operar em Londres nessa segunda-feira, (25) argumentando que realizou uma "mudança generalizada na maneira como conduzimos nossos negócios", em sua primeira grande tentativa de provar que realizou mundanças importantes na empresa desde a expulsão do seu fundador, Travis Kalanick.

A empresa apelou contra a proibição da licença em Londres – o maior mercado da Uber na Europa, com mais de 3,6 milhões de usuários e cerca de 45.000 motoristas – e continuou suas operações antes da audiência desta semana.

O aplicativo disse ao tribunal que reformulou sua diretoria no Reino Unido e realizou uma série de mudanças para atender às exigências do transporte em Londres, que decidiu não renovar a licença da empresa no ano passado, dizendo que a Uber não era uma “operadora adequada”."

A audiência, que deve durar três dias, é um teste para verificar se a reputação corporativa problemática da empresa sob o comando de Kalanick mostra sinais de melhora, antes de abrir o capital no ano que vem.

Saiba mais aqui

Comentário (0) Hits: 1024

O poder da tela “pequena”, o poder do smartphone

mobilidade.jpgPor Riza Soares
15/05/2018 - O smartphone se tornou um elemento quase orgânico que, com criatividade, podemos utilizá-lo para estratégias de comunicação e inteligência de marketing.

Dados do IBGE, na Pesquisa Nacional por amostra de domicílios contínua, mostram que o celular e o televisor, por meio dos aparelhos smart, se tornaram os principais meios de acesso à internet. Em 2017, em relação a 2016, cresceu em 800 mil o número de domicílios com celular, alcançando 92,7% do total de lares. Esses números mostram a importância de manter a comunicação com o consumidor pela tela que está à mão no dia a dia de grande parte das pessoas.

Antes de falarmos sobre estratégias para engajar melhor usuários desta pequena tela, faço uma pergunta simples e que você já deve ter ouvido várias vezes: Quanto tempo por dia você fica conectado à Internet através do celular? Certamente responderia: desde a hora que acordo até a hora de dormir. Prova disso está no estudo The Global Mobile Report, realizado pela comScore, que indica que o mobile representa 73% do tempo online do brasileiro. E a tendência é aumentar pois, ainda de acordo com o estudo, a audiência exclusivamente mobile no Brasil cresceu 7% em 2017 em relação ao ano anterior.

Se sua marca quiser criar um canal efetivo de comunicação com o seu público, através desta grande pequena tela, ela precisará estar inserida também nesta nova realidade. É importante pensar em ações que explorem este comportamento e aspectos, que garantirão que sua mensagem não só será vista, mas lembrada e que levará a algum tipo de ação, lançando mão de alguns recursos fundamentais: o uso de uma linguagem adequada e que seja coerente com todos os aspectos que envolvam o consumo desta mídia. Deve-se considerar a disponibilidade das redes de alta velocidade (WiFi, 4G, 5G), o formato e a duração - quando for vídeo - e também pensar em soluções criativas implícitas em qualquer ação de marketing de sucesso.

Se a sua companhia ainda está em fase inicial no mundo da mobilidade, o principal pensamento que deve ter é como encontrar seu público-alvo e engajar pessoas para dentro do seu universo por meio do celular.  Para isso, não é necessário criar ações isoladas e, sim, integradas a outras plataformas e outras telas. Ações de mobile marketing têm trazido muita oportunidade de campanhas criativas com geração de resultados positivos quando integradas às outras mídias.

A LG, por exemplo, inovou em sua campanha com uma estratégia 100% digital para o lançamento da OLED TV, utilizando um plano de comunicação que trouxe seu público mais próximo da marca. Uma das estratégias desta campanha no mobile foi aproveitar a geolocalização para enviar um mapa ao consumidor avisando que ele estaria perto de um dos revendedores da marca. Para a LG, essa aposta foi muito bem planejada, já que 70% das considerações de compra são realizadas pelo celular.

Os caminhos para conseguir alcançar esses resultados aconteceram devido a algumas boas práticas e aprendizados combinados com campanhas de vídeos online. Alguns exemplos que podem ser analisados:  

- É importante criar uma estratégia de vídeo especialmente para o universo online;
- Os flights (padrões de exposição) são diferenciados de acordo com o conteúdo e o público.
- A timeline do consumidor não é vertical, ela é perene e multidimensional;
- Importante manter uma DMP (Data Management Platform) na etapa do planejamento e execução;
- Seleção de veículos de mídia por objetivos, que irão contribuir com uma parte do KPI de uma campanha e essa distinção, deve ser feita no plano de mídia;
- Usar recursos de rede social para amplificar a cobertura.

Espectadores no mobile estão mais propensos a compartilhar e desenvolver uma conexão maior com as marcas. Quem conseguir responder às necessidades de forma estratégica ao mobile, conseguirá atingir - ou até mesmo superar - os resultados esperados.

*Riza Soares é diretora geral da smartclip Brasil, companhia global especializada na distribuição de publicidade em vídeo multi-telas

Comentário (0) Hits: 1170

Aplicativo incentiva parto normal entre as gestantes

10/05/2018 - O aplicativo Canguru Gravidez comemora este Dia das Mães inaugurando uma nova etapa. Além de superar a marca de 300 mil cadastros entre as gestantes brasileiras, a plataforma digital quer estar ainda mais perto das mulheres e dar maior protagonismo também ao parto normal. Para isso, o Canguru Gravidez acaba de lançar um portal de conteúdo com a missão de ser a principal fonte de informação confiável e segura sobre gestação, parto e puerpério. Os textos são escritos em linguagem acessível, revisados por jornalistas e aprovados por profissionais de saúde. O aplicativo também ganha uma identidade visual completamente nova para potencializar os resultados já alcançados.

Canguru Gravidez é o primeiro e mais completo aplicativo a acompanhar o pré-natal da gestante em todas as etapas. Além de garantir informações relevantes para a mamãe durante toda a gravidez, o app também foi desenvolvido com uma missão importante: dar mais segurança para que a gestante opte pelo parto normal, uma realidade ainda distante para muitas mulheres no Brasil. "Estamos com uma taxa de 60,8% de parto normal entre as nossas usuárias", comemora Landsberg. "Isso significa que as gestantes que usam o app têm 36% mais chances de ter um parto normal que a média nacional", completa.

No Brasil, o número de cesáreas realizadas ainda corresponde a 55% de todos os partos no País. O número é extremamente alto, quatro vezes a taxa considerada ideal pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de até 15%. A situação é ainda mais complicada nas maternidades particulares brasileiras, em que praticamente nove entre dez partos realizados são cesáreas. "Tinha esse ideal de desenvolver uma ferramenta que pudesse acompanhar e indicar para a gestante o quão seguro o parto normal é na maioria dos casos", lembra Landsberg.

A ferramenta é gratuita e funciona também como uma rede social de gestantes, um guia pré-natal e um cartão pré-natal digital — que permite à futura mamãe e ao médico o acompanhamento adequado da gestação, utilizando o histórico fornecido pela própria gestante e o profissional que a acompanha. Coletando informações em tempo real, permitindo a identificação precoce da gestante e analisando situações de risco de maneira dinâmica, o app funciona como uma ferramenta única para auxiliar médicos e pacientes. "O app pode ter uma conexão direta e integrada com o médico, contribuindo para melhorar os indicadores de saúde", diz Landsberg.

O aplicativo Canguru Gravidez faz parte também das startups que, atualmente, recebem investimentos do Hospital Israelita Albert Einstein. "Hoje, o Canguru permite à gestante criar uma carteirinha de pré-natal dentro do aplicativo; uma carteirinha digital que pode ser levada para todo lugar", complementa o ginecologista Eduardo Cordioli, gerente médico da área de Telemedicina do Hospital Israelita Albert Einstein. Segundo Cordioli, utilizando o histórico, baseado em informações fornecidas pela gestante, o aplicativo classifica o risco da gravidez (baixo, intermediário ou alto risco). O médico tem um dashboard de todas as suas pacientes, de forma organizada e estruturada. O app também serve de lembrete para as gestantes organizarem sua agenda de exames, consultas e vacinas. "No Einstein acreditamos que organizar as informaçõ es do pré-natal, lembrar a mulher de exames importantes e estruturar as informações de todas as gestantes atendidas pelo médico pode agregar segurança na assistência pré-natal e otimizar os nascimentos com melhores condições para mães e bebês", completa Cordioli.

Integração

Outra novidade é a integração do Canguru Gravidez com o IBM Watson, um sistema de inteligência artificial capaz de responder a perguntas. O robô será alimentado pelas mais de 15 mil respostas que a Equipe Canguru já ofereceu gratuitamente no app. Isso vai otimizar o trabalho das enfermeiras, que poderão se concentrar em tirar dúvidas de maior risco. "Nosso intuito com o Watson não é desenvolver um robô que tente substituir profissionais da saúde, e sim criar uma espécie de exoesqueleto que dê superpoderes a eles", comenta Landsberg.

Quem somos

O Canguru Gravidez é um canal de comunicação direta com a gestante, por meio de um aplicativo que permite a transmissão de conteúdo e o gerenciamento do seu percurso pela rede assistencial. Ao unir grávidas, médicos e gestores, a plataforma busca qualificar a atenção ao pré-natal e ao parto, contribuindo para melhores desfechos em saúde.

O Canguru possui uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiras, odontólogos e psicoterapeutas, entre outros profissionais. Entendemos que o acesso a informações clínicas confiáveis é a chave para que a mulher possa tomar as melhores decisões durante a gestação e o parto.

Parceiros

O Canguru foi recomendado como boa prática pelo projeto Parto Adequado, desenvolvido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) e o Institute for Healthcare Improvement (IHI), com o apoio do Ministério da Saúde. O Parto Adequado busca identificar modelos inovadores e viáveis de atenção ao parto e ao nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesarianas sem indicação clínica na saúde suplementar.

Comentário (0) Hits: 1614

newsletter buton