Brasil cresce 55% em número de instalações de apps

apps_flyer.jpg03/07/2020 - De acordo com a AppsFlyer, em 2020 apps brasileiros representam 18% das instalações de apps em LATAM, contra 8% em 2018

Brasil cresce 55% em instalações de apps em dois anos, adota globalização e dobra seus investimentos fora do país em seus aplicativos. É o que mostra estudo da AppsFlyer, empresa que atua em análise de dados para aplicativos.

O mercado de apps na LATAM cresceu em investimento em publicidade para aquisição de usuários e em adoção. Aplicativos latino americanos gastaram na região em 2019, U$3,1 bilhões em campanhas para instalação de apps, e até 2022, esse gasto deve alcançar U$6,9 bilhões. Somente o Brasil foi responsável em 2019 por US$1,8 bilhão em gasto com instalações.

O Brasil assumiu a sua posição como um dos grandes mercados globais de apps, e lidera o mercado LATAM, não só como o maior mercado consumidor, mas também, como o mercado com maior e mais rápido crescimento na região, seguido por México e Colômbia.

Apps chineses perderam gás. Em 2018 chegaram a 48% dos apps presentes em LATAM, mas em 2020, vemos uma maior distribuição de apps globais. Apps Brasileiros aumentaram significativamente a sua parcela de participação no mercado latino americano, mostrando a força do ecossistema de apps brasileiros. De acordo com o estudo, em 2020 apps brasileiros representam 18% das instalações em LATAM, contra 8% em 2018.

Durante a pandemia, o crescimento da receita dos apps no Brasil com publicidade subiu 50%. Brasil lidera o mercado da região LATAM em todos os aspectos: em instalações, em uso e em receita. Aplicativos de games lideram a lista brasileira, seguido por compras e em terceiro lugar apps de finanças.

Dentre outros levantamentos, nota-se um aumento na adoção de retargeting para atrair usuários (18% no Brasil em 2020) e a permanência de fraudadores no mercado de publicidade mobile com bots mais sofisticados.

O estudo avaliou um total de 2,9 bilhões de instalações, com levantamentos de: investimentos em campanhas e investimento total, projeção até o fim do ano, instalações na região e no Brasil, representação de apps nacionais na região, entre outros.

Comentário (0) Hits: 181

Mercado de EAD cresce desde o início da pandemia

ead.jpg03/07/2020 - Com quase todas as instituições de ensino com aulas online, a educação a distância se tornou o meio mais utilizado para os estudos e consolida a previsão do crescimento da modalidade entre os brasileiros

O ano de 2020 sofre muitas mudanças por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e o mercado EAD também. Desde o início do isolamento social, mais de de 1,5 bilhões de estudantes foram impactados por instituições de ensino fechadas e 188 países com suspensão em nível nacional, segundo dados da Unesco. No Brasil, 56 milhões de estudantes estão matriculados em uma instituição de ensino e tendo que estudar em casa por conta da pandemia. Essa mudança fez com que todas as escolas e faculdades tivessem de se adaptar a aulas online e a produção de conteúdo digital. Isso reforça o crescimento constante desse setor e acelera o processo de transformação digital na educação. Uma pesquisa feita pelo Censo da Educação Superior, realizado pelo Inep/MEC, indica que em 2018 houve, pela primeira vez, mais vagas ofertadas a distância do que em cursos presenciais. Esse estudo confirma a previsão que o ensino a distância está conquistando o mercado brasileiro, consolidando sua importância, aceitação e eficácia para os estudantes.

Com a maioria das pessoas em casa por conta do isolamento social, a adaptação à nova rotina possibilitou que elas tenham mais "tempo livre", o que resultou no aumento do estudo online. Esse crescimento foi comprovado na P a s s e i D i r e t o , maior rede de estudos do País, em que registrou o aumento de dez vezes o número de acesso aos materiais da rede. Em janeiro, aproximadamente quatro milhões materiais eram vistos; em maio, esse número passou para mais de 50 milhões.

"A pandemia acelerou a necessidade da transformação digital em todos os mercados e na educação não foi diferente. Agora, praticamente de um dia para o outro, milhões de estudantes brasileiros precisaram passar a estudar de casa. Estamos vivendo o maior experimento mundial de educação a distância da história e entendo que isso deve servir de catalisador para a educação buscar soluções mais inovadoras", conta Rodrigo Salvador, CEO da Passei Direto.

Apesar de esperada, tal transformação traz desafios. É o que aponta uma pesquisa realizada com mais de mil usuários da rede, em abril. O estudo mostrou que o foco tem sido a maior dificuldade para estudar em casa. E mais: a maioria dos estudantes usou a palavra "preocupado" em relação à pandemia, o que também pode afetar os estudos.

Comentário (0) Hits: 169

Documento do veículo digital está disponível no país

cnh-digital.jpg02/07/2020 - Motoristas de todos os estados e do DF agora já podem portar a versão eletrônica do CRLV nos celulares por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito

Agora todos os motoristas e proprietários de veículos do país podem ter os documentos de porte obrigatório de trânsito no celular por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), desenvolvido pelo Serpro para o Ministério da Infraestrutura. O CRLV digital tem a mesma validade jurídica do documento impresso e pode ser compartilhado eletronicamente de forma segura.

"Essa é uma revolução de décadas, que permite que o cidadão possa ter, na palma da mão, documentos eletrônicos com o mesmo valor jurídico dos físicos", celebrou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. O ministro ressaltou ainda que a tecnologia traz a vantagem de desburocratizar processos e reduzir custos exigidos pela emissão dos documentos em papel. De acordo com a resolução nº 788 do Conselho Nacional de Trânsito, todas as 27 unidades da federação deveriam adotar o CRLV digital até o dia 31 de julho.

Para ter o CRLV digital, o cidadão deve fazer primeiro o download do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), disponível gratuitamente no Google Play e App Store. O cadastramento do veículo pode ser realizado no próprio aplicativo, mas o proprietário deve estar em dia com o licenciamento anual. Após serem baixadas, as versões eletrônicas dos documentos ficam disponíveis no dispositivo móvel mesmo sem internet.

Compartilhamento

O CRLV Digital também pode ser compartilhado para outra pessoa que utiliza o mesmo veículo, desde que ela também já tenha instalado, em seu dispositivo móvel, o aplicativo CDT. O compartilhamento pode ser realizado para até cinco pessoas ao mesmo tempo. Quem recebe o CRLV digital não consegue exportar ou compartilhar o documento, mas pode apresentá-lo às autoridades de trânsito. Quando o proprietário do veículo não quiser mais compartilhar o documento, é só cancelar a opção no aplicativo. A validade jurídica do documento fica garantida pelo QR Code desenvolvido pelo Serpro.

Segurança

Os documentos digitais são protegidos por uma senha de acesso de quatro dígitos, exigida para o login na CDT. O acesso ao aplicativo pode ser feito também com a impressão digital do usuário nos dispositivos móveis que já possuam leitor por biometria.

A autenticidade do documento é garantida pelo QR Code, que pode ser lido, por exemplo, durante uma fiscalização. Todo o procedimento de obtenção, cadastro e validação do CRLV e da CNH digitais são 100% online, não sendo necessário o comparecimento do proprietário ao Detran de seu estado.

Passo a passo

- Para obter os documentos eletrônicos, é preciso primeiro baixar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

- Fazer o cadastramento. O usuário cria login e senha, que também servirão para acessar o Portal Gov.br, podendo ser utilizado em diversos outros serviços públicos online. Se o usuário já for cadastrado no portal do governo, basta usar os mesmos login e senha.

-  Após a ativação, deve-se fazer login no aplicativo, clicar em "veículo" e "adicionar documento", que pode ser tanto a CNH quanto o CRLV digitais.

- Após o cadastro, para validar o CRLV digital, basta informar o número do Renavam e o código de segurança impresso no Certificado de Registro de Veículo – CRV (antigo DUT).

- Depois de confirmar a validação, será necessário informar o número de telefone celular. Neste momento, será disponibilizada a CRLV Digital no dispositivo móvel.

- O aplicativo vai pedir que o usuário crie uma senha de quatro dígitos, uma chave de acesso que deverá ser digitada toda vez que o documento digital for utilizado. O CRLV digital poderá ser acessado pelo dispositivo móvel mesmo off-line, ou seja, sem internet.

Comentário (0) Hits: 235

Cardápio digital ajuda restaurantes durante a pandemia

imenu.jpg29/06/2020 - Com diversos países superando a pandemia da Covid-19, chegou a vez do Brasil começar a experimentar a flexibilização do comércio. Neste cenário, empresas como OiMenu, startup de cardápios digitais, estão se tornando uma solução para os estabelecimentos que precisam se adaptar ao novo normal e seguir funcionando.

Com cardápios digitais, os restaurantes parceiros do OiMenu estão conseguindo manter o ritmo de trabalho e continuar funcionando mesmo com a equipe reduzida e também evita que os funcionários tenham contato com o consumidor, garantindo a segurança de todos durante o processo de atendimento.

Para usufruir as vantagens dessa tecnologia, é importante lembrar que todos os tablets devem ser higienizados logo após seu uso, evitando assim a propagação de doenças entre aqueles que posteriormente tenham contato com o aparelho. Além disso, é recomendável que eles possuam um apoio fixo nas mesas, evitando que o aparelho passe de mão em mão.

A melhor forma de higienizar os tablets é seguindo um simples passo a passo que pode ser realizado por qualquer um que esteja usando luvas de proteção:

- Desconecte o aparelho de cabos elétricos e, se for o caso, retire sua capinha;
- Passe levemente um pano desengordurante na tela - ou um pano de microfibra umedecido com água morna. Nos dois casos, é muito importante a utilização de álcool gel 70% e tomar cuidado com a entrada de carregador e outras aberturas do aparelho, evitando assim a sua danificação;
- Na hora de secar, tire o restante da umidade utilizando outro pano de microfibra ou papel toalha;
- Após a higienização, mantenha sempre o álcool gel à disposição dos clientes ao lado do cardápio digital. Isso aumenta a segurança de todos e ajuda a manter o aparelho limpo.

Comentário (0) Hits: 237

App disponibiliza ajuda a pequenos varejos

wabi_stella_ribeiro.jpg24/06/2020 - Aplicativo Wabi é uma ferramenta gratuita, que tem o objetivo de fortalecer e apoiar a aceleração do comércio de bairro no meio digital

Evitar aglomerações, passar o menor tempo possível em contato com outras pessoas e fortalecer o comércio de bairro são as principais buscas dos consumidores neste momento de pandemia. Uma pesquisa realizada pela consultoria Kantar mostra que mais de dois milhões de lares passaram a comprar em pequenos comércios e pouco mais de 1,2 milhão em varejos tradicionais, no primeiro trimestre de 2020, em comparação com o último de 2019.

Mesmo com essa alta, muitos pequenos negócios precisaram se reinventar. A digitalização foi a principal saída encontrada por eles para acompanhar as necessidades dos consumidores que optaram por não sair de casa para as compras. Como solução rápida e segura para esses pequenos, chega ao mercado a Wabi, uma ferramenta gratuita que tem o objetivo de fortalecer e apoiar a aceleração do comércio de bairro no meio digital. Com o aplicativo Wabi o lojista digitaliza seu estabelecimento sem custos ou taxas.  Já o consumidor compra do pequeno, incentiva o comércio do bairro e recebe o produto adquirido em apenas 15 minutos, sem qualquer taxa de entrega. Wabi já está disponível no Rio de Janeiro e em São Paulo. Para começar a vender por meio do aplicativo é preciso apenas entrar em www.eumecuidocomwabi.com e realizar o cadastro.

Na Wabi, o consumidor encontra bens de consumo, itens de primeira necessidade como alimentos, bebidas não alcoólicas e alcoólicas, produtos de limpeza, artigos de higiene, mantimentos, enlatados, doces, entre outros. A disponibilidade dependerá do estoque ativo dos estabelecimentos perto dos usuários. O pagamento poderá ser feito pelo próprio aplicativo com a ferramenta WabiPay, em dinheiro, ou em cartão de crédito ou débito diretamente com o lojista.

A plataforma nasceu na Argentina, desenvolvida pela startup de negócios YopDev e impulsionado pela Coca-Cola Argentina. Em poucos meses, ela conquistou espaço em oito países: Argentina, Chile, República Dominicana, Colômbia, México, Peru, Uruguai e Brasil - com mais de seis mil estabelecimentos conectados.

Crédito: Stella Ribeiro

Comentário (0) Hits: 249

Passaporte do Tinder faz sucesso em São Paulo

tinder_passaporte.jpg22/04/2020 - Embora as viagens físicas estejam limitadas no momento, os membros do Tinder estão aproveitando esses dias para se jogarem no recurso Passaporte, que está gratuito no app e permite que todos possam viajar virtualmente pelo mundo. A ação já trouxe recordes de swipes (deslizes): mais de 3 bilhões em um único dia.

Desde que o Tinder deixou a função Passaporte gratuita, no dia 27 de março, dados iniciais mostram que os membros do app estão muito engajados e se conectando com pessoas ao redor de todo o mundo, e os destinos mais populares se estendem por cidades dos EUA, Europa e Ásia. E, é claro, na lista de cidades mais engajadas e que mais "viajam" usando o recurso está uma brasileira. De todo o mundo, São Paulo é a metrópole que mais usa o recurso Passaporte.

Já falando só sobre o Brasil, na hora de escolher um destino para viajar, São Paulo é o destino mais escolhido pelos brasileiros, seguido de Nova Iorque e Los Angeles. Falando das cidades mais "visitadas" ao redor de todo o mundo, Los Angeles, Nova Iorque e Londres formam o top 3 mundial.

Veja abaixo os principais destinos e viagens entre cidades mais populares no Passaporte ao longo desses dias.

Top 5 - Cidades mais visitadas por brasileiros

1.São Paulo
2.Nova Iorque
3.Rio de Janeiro
4.Los Angeles
5.Londres

Top 10 - Cidades mais visitadas ao redor do mundo

1.Los Angeles
2.Nova Iorque
3.Londres
4.Paris
5.Amsterdã
6.Madrid
7.Tóquio
8.Barcelona
9.Seul
10.Estocolmo

Top 10 cidades que mais visitam a outra

1.São Paulo para Nova Iorque
2.Buenos Aires para Madrid
3.Nova Iorque para LA
4.Londres para Reino Unido
5.Cidade do México para Madrid
6.Nova Deli para Mumbai
7.Toronto para LA
8.Istanbul para Kiev
9.Bangkok para Seul
10.Lima para Madrid

O Passaporte do Tinder é um recurso disponível como parte das assinaturas do Tinder Plus e Tinder Gold — mas já liberou gratuitamente em outras situações. Os usuários podem alterar sua localização quantas vezes quiser no Passaporte. Os membros que você deu like ao usar o recurso do Passaporte podem ver seu perfil até um dia após a alteração dos seus locais.

Mais informações aqui:

 

 

Comentário (0) Hits: 894

newsletter buton