Titans Group cria laboratório de inovação

titans_group.jpg27/08/2013 - O Titans Group, desenvolvedor e distribuidor de serviços para operadoras e provedores de Internet, anuncia sua área exclusiva para pesquisa e desenvolvimento de novas soluções, o Titans Lab, uma incubadora de soluções para a vida digital. O Titans Lab foi criado com o objetivo de apontar tendências, pesquisar novas tecnologias e ajudar o Titans Group na missão de desenvolver produtos inovadores para seus parceiros,

Segundo a empresa, o Titans Lab trabalha de forma integrada com as equipes de desenvolvimento e produtos, com base em pesquisas de usabilidade, participação em congressos no Brasil e no exterior, relatórios de mercado e processos rápidos de prototipação e melhor experiência para o usuário.

Este ano, o Titans Lab já desenvolveu um cliente de Sync, único produto de armazenamento brasileiro, para smart TVs, dashboards para produtos digitais, protótipos de geladeiras com abertura por NFC, além de iniciar as pesquisas para uma interface de programação (API) para a 'Internet das Coisas'.

Para Carlos Freitas, diretor do Titans Lab, a união da criatividade de seu time e o foco em inovação do Titans Group são a fórmula perfeita para o processo de desenvolvimento de novos negócios e futuros produtos. "O Titans Lab trabalha em sintonia com outras áreas do Titans Group, mas com uma visão à frente. Buscamos tendências e novidades do mercado para nossos parceiros", diz Freitas.

PLANIN

Comentário (0) Hits: 729

Crescem acessos de banda larga

web_anatel.jpg27/08/2013 - Segundo levantamento da Telebrasil, o Brasil ultrapassou os 110 milhões de conexões banda larga ao final de julho, número 39% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado, considerando tanto acessos fixos quanto móveis. No acumulado de 2013, o País somou 24 milhões de novos acessos, o que representa um ritmo de 1,3 nova conexão em banda larga por segundo.

O desempenho das adições de acessos móveis continuou sendo o destaque da associação das operadoras. Segundo a Telebrasil, eram 88,7 milhões de acessos de banda larga móvel em julho (alta de 47,6% em relação a julho de 2012), das quais 73,8 milhões eram acessos de conexões de celulares, incluindo os smartphones, e 14,9 milhões eram terminais de dados, entre eles modems de acesso à Internet e chips de conexão máquina-máquina (M2M).

Nos últimos 12 meses, 374 municípios ganharam cobertura móvel 3G e agora essas redes de dados móveis chegam a 3.414 municípios e cobrem 89% do PIB brasileiro. A associação destaca ainda os mais de 250 mil acessos com tecnologia 4G e a cobertura LTE em 32 cidades.

Na banda larga fixa, o Brasil registrou ao final de julho 21,4 milhões de acessos. Foram 2,4 milhões de novos acessos apenas em 2013 e agora a banda larga fixa chega a cerca de 39% dos domicílios brasileiros urbanos.

Comentário (0) Hits: 667

Apple compra desenvolvedora de apps

embark.jpg27/08/2013 - A Apple comprou a Embark, desenvolvedora de aplicativos de navegação em transporte público. O valor da transação não foi divulgado, mas a fabricante confirmou a aquisição para o Wall Street Journal.

Os aplicativos da Embark têm informações sobre o sistema de trânsito e transporte público de algumas cidades do Estados Unidos, como Nova York, Chicago e São Francisco. Segundo o jornal, a tecnologia da empresa deve ser integrada diretamente aos mapas da Apple.

Neste ano, a Apple já realizou outras duas aquisições: a da HopStop, desenvolvedora de apps de navegação no trânsito, e a da Locationary, start-up colaborativa que fornece dados sobre estabelecimentos locais e pontos de interesse. Essas decisões confirmam os esforços da empresa em melhorar seu serviço de mapas e alcançar o rival Google Maps.

Comentário (0) Hits: 628

Facebook tem mensagens escondidas

facebook_2.jpg*Ronaldo Lemos
23/08/2013 - Milhões de usuários conectam-se ao Facebook várias vezes ao dia para ver se há novidades no seu painel de notificações.

Os pequenos números vermelhos são tão sedutores a ponto de serem imitados por outros sites para chamar a atenção do usuário.

Só que existe um tipo de mensagem que você recebe pelo Facebook e nenhum numerozinho vermelho acende.

São mensagens que ficam acumuladas em uma pasta "secreta", que pouquíssimos usuários já descobriram. Basta fazer o teste. Clique no tradicional ícone de mensagens. No topo aparecerá em negrito sua "caixa de entrada".

Ao lado dela haverá em cinza bem claro, quase imperceptível, um texto escrito "Outras". Ao clicar, lá vem a surpresa. Dependendo do usuário, pode haver dezenas de mensagens nunca lidas, entre as quais muitas inúteis, mas outras não (no meu caso, havia pelo menos cem mensagens).


Como apontado pelo jornalista David Pogue, do "New York Times", a pasta misteriosa tem explicação.
Ela faz parte do programa "US$ 1 por mensagem" que está sendo implementado pelo Facebook.

Funciona assim: se você quiser escrever para alguém que não faz parte dos seus amigos, há duas opções: pagar US$ 1 e a mensagem ir para a caixa de entrada usual da pessoa.


Ou decidir não pagar e a mensagem ir direto para a pasta "Outras", que pouquíssima gente lê.


Se por um lado isso evita "spam", por outro mostra o poder do design: é fácil conduzir a atenção dos usuários para um lugar e ocultar outro. Mesmo que você acesse o site várias vezes, todos os dias.

*Ronaldo Lemos é diretor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV e do Creative Commons no Brasil. É professor titular e coordenador da área de Propriedade Intelectual da Escola de Direito da FGV-RJ. Foi professor visitante da Universidade de Princeton. Mestre em direito por Harvard e doutor em direito pela USP, é autor de livros como "Tecnobrega: o Pará Reiventando o Negócio da Música" (Aeroplano).

Comentário (0) Hits: 795

Zuckerberg: internet acessível

face_internet.jpg22/08 – Nesta quarta-feira, 21 Mark Zuckerberg, o CEO do Facebook, anunciou um ambicioso plano para levar acesso à Internet a 60% da população da Terra. Zuckerberg reforça que vai trabalhar em direção à sua meta de acesso à Internet com a ajuda de fabricantes de hardware de smartphones - incluindo Nokia, Qualcomm e Samsung – cujo objetivo é desenvolver smartphones mais baratos e implementar e incentivar o acesso mais barato à internet.

Não foi detalhado custos ou tecnologias específicas para implementar o projeto "internet.org", disse apenas que deseja "oferecer a todas as pessoas ao redor do mundo o poder de se conectar", disponibilizando o acesso à internet para os 4,4 bilhões de pessoas.


Para promover internet.org, Zuckerberg fez um discurso pesadamente editado para dar seriedade a um vídeo de propaganda vazia. E disse o seguinte: "Por quase 10 anos, o Facebook tem tido a missão de tornar o mundo mais aberto e conectado ... Conectar o mundo é um dos maiores desafios de nossa geração. Este é apenas um pequeno passo para alcançar esse objetivo. "


Veja o vídeo em inglês, no youtube:

http://www.youtube.com/watch?v=NdWaZkvAJfM

Zuckerberg gosta de dizer coisas como "não é sobre o dinheiro", e hoje, o Facebook não fez um aceno para os seus próprios motivos de lucro na tentativa de conectar o mundo. Foi, reveladora, o cuidado de nunca se referir a "internet.org" como uma organização sem fins lucrativos, mas como um "projeto de tecnologia a longo prazo."

O fato é que "internet.org" pode ser crucial para ajudar Facebook a aumentar seus números nos próximos anos. O crescimento dos usuários do Facebook virá dos mercados internacionais no futuro, uma vez que a rede social americana está saturada. E o crescimento do uso de celular também está desacerelando nos EUA.


Por exemplo, o Facebook cresceu sua base de usuários ativos mensais de 6 por cento em os EUA no ano passado, contra 32 por cento na Ásia e 29 por cento na África, América do Sul e no resto do mundo fora os EUA, Canadá, Europa, e na Ásia. Enquanto a receita disparou 43% em relação ao mesmo período, subiu de 46 por cento na Ásia e 88 por cento na África, América do Sul, e os outros municípios mencionados.


Sim, os usuários do terceeiro mundo não são grandes fontes de receita no momento. Um usuário na África, América do Sul, por exemplo valiam apenas 63 centavos de dólar em receitas no último trimestre, contra 4,32 dólares para um usuário dos EUA ou do Canadá. Mas para uma empresa olhando para o futuro, essa discrepância se parece mais como uma oportunidade de negócio, especialmente se a referida empresa pode crescer através de um maior acesso à Internet nos países em desenvolvimento.


E sim, o terceiro mundo poderia usar mais acesso à internet. Também poderia usar mais água potável, as vacinas contra doenças como o HIV e a malária, controle de natalidade e serviços de saúde pré-natal e assistência alimentar e agricultura. Curiosamente, você não vai encontrar as palavras "internet", "net", ou "Wi-Fi" na lista de prioridades para os esforços filantrópicos de Bill Gates e sua esposa.


Veja mais em:

http://www.wired.com/business/2013/08/facebooks-selfish-gift/

Comentário (0) Hits: 699

Internet 4G da SKY chega a Franca

sky.jpg22/08/2013 - A SKY, operadora de TV por assinatura via satélite, está oferecendo desde o dia 1º de agosto aos habitantes de Franca, cidade do interior paulista, o SKY Banda Larga, serviço de internet sem fio de alta velocidade, que utiliza a tecnologia 4G TD-LTE (Time Division Duplex Long Term Evolution). A primeira cidade do País a receber esse serviço no Brasil foi Brasília, em dezembro de 201. Franca é, portanto, a segunda cidade a contar com o serviço internet 4G SKY Banda Larga.

O acesso à rede de quarta geração da SKY é feito através de um modem 4G, pequeno aparelho sem fio (wireless) que capta o sinal da internet e o redistribui, permitindo que o usuário baixe filmes, músicas e jogos por meio de uma conexão estável e para todos os aparelhos da residência como notebooks, PCs, tablets e celulares. "Embora transparente para o usuário, a tecnologia LTE se torna perceptível no extremo ganho de velocidade, robustez de sinal e na consistência e estabilidade da conexão", explica Luís Otavio Marchezetti, Diretor de Engenharia e Banda Larga da SKY.


O SKY Banda Larga oferece duas opções de velocidades – 2 MB e 4 MB – com instalação simples e rápida. Computadores e outros dispositivos poderão ser conectados sem fio, via WiFi, ou com cabo Ethernet. O cliente poderá optar por um combo de TV por assinatura mais banda larga ou apenas o serviço avulso. A lista completa com as opções de combinações do SKY Banda Larga está disponível em www.sky.com.br/banda-larga.

Comentário (0) Hits: 1805

newsletter buton