Exposição sobre a história da TV é inaugurada em SP

vila_digital_2.jpg09/03/2017 - A Seja Digital, entidade responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, inaugura, neste sábado (11/03), a “Vila Digital”. No espaço, localizado no centro de São Paulo, os visitantes viajarão no tempo, desde o início da TV brasileira, com transmissões em preto e branco, até os dias de hoje, com a qualidade de som e imagem da TV digital. Além da exposição, a Vila Digital também conta com um ambiente interativo que oferece atividades, experiências e jogos para todas as idades.

A iniciativa, com curadoria da PRÓ-TV, faz parte do trabalho desenvolvido pela Seja Digital para informar e conscientizar a população da região metropolitana de São Paulo sobre o desligamento do sinal analógico de TV, que ocorre no dia 29 deste mês. Após essa data, o sinal digital será a única forma de assistir à programação da TV aberta nessas localidades.

Logo na entrada da exposição, aparelhos de televisão antigos remontam cada uma das décadas desde a primeira transmissão televisiva no Brasil. Ali, é possível assistir aos comerciais dos anos 50, aos musicais e auditórios dos anos 60, aos programas de humor dos anos 70, aos clássicos infantis dos anos 80, aos flashes esportivos dos anos 90 e às cenas da dramaturgia dos anos 2000. Ao acompanhar essa evolução na programação da TV aberta, o visitante traça um caminho iluminado no chão - que começa preto e branco e vai ganhando cores, como a TV. No local, também há imagens dos principais artistas dessas épocas.

vila_digital_1.jpgEntre as atividades interativas, características da era da TV digital, a exposição oferece óculos 3D que permitem aos visitantes vivenciar a tecnologia de realidade virtual, um espaço para tirar fotos com montagens digitais de artistas da TV e um estúdio de TV digital, com direito a cenário e fundo em chroma key, onde é possível simular ao vivo a gravação de um programa televisivo.

Como forma de apresentar os benefícios trazidos pela banda larga móvel de 4ª geração, tecnologia que será expandida no Brasil com o desligamento do sinal analógico de TV, diversos jogos são oferecidos em uma mesa touch screen e em dispositivos móveis, como tablets e smartphones. O espaço cria um ambiente futurista, oferecendo ao público a experiência de um mundo conectado à internet de alta velocidade.

Papo de TV

Neste sábado (11), a partir das 15 horas, a PRÓ-TV organiza a mesa redonda “Papo de TV”, trazendo discussão sobre o futuro da televisão em São Paulo. As presenças de Antônio Carlos Martelletto (Seja Digital), André Dias (Abert) e Celso Teixeira (Abratel) estão confirmadas para o evento, também aberto ao público.

Vila Digital:

Endereço: Centro Cultural dos Correios, no Vale do Anhangabaú
Funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 17h, até 31 de março. Durante a semana, o espaço também receberá a visita de alunos de escolas públicas de São Paulo e das demais cidades da região metropolitana.
Entrada franca

Comentário (0) Hits: 266

Farfetch 2017 abordará o conceito "store of the future"

farfetch2.jpg08/03/2017 - A Farfetch, a plataforma online que faz seleção de compras de luxo, anuncia os palestrantes e parceiros de pesquisa da FarfetchOS; cujo próximo evento acontece no dia 12 de abril no Design Museum, em Londres.

José Neves, fundador, co-presidente e CEO da Farfetch, comentou: "Nós acreditamos que o futuro da moda de luxo envolverá a loja física e será ampliado por meio de plataformas digitais, tornando possível uma variedade de experiências exclusivas focadas no consumidor. FarfetchOS será o palco destas discussões que irão se aprofundar neste assunto e estamos muito felizes em anunciar alguns dos palestrantes do evento, juntamente com nosso parceiro de pesquisa Bain & Company, que irá explorar esta união entre varejo físico e digital.

Os palestrantes da FarfetchOS são líderes em suas áreas de atuação e farão discussões sobre como a tecnologia disruptiva está influenciando e moldando a indústria, o futuro do varejo de luxo e a interação com os avanços tecnológicos.

Segue abaixo os tópicos de discussão e palestrantes:

Painel: Como o digital está engolindo o mundo

Shakil Khan - Chefe de Projetos Especiais - Spotify

Gord Ray - Desenvolvimento de marca - Instagram

Tom Stafford - Sócio Gerente - DST Global

William Shu - Co-fundador e CEO - Deliveroo

Moderadora: Ashley Tolbert - Diretora de Estratégia de Clientes - L2

Bate-papo: Plataformas de tecnologia e a indústria de luxo

José Neves - Fundador, Co-Presidente e CEO - Farfetch

Dame Natalie Massenet – Co-Presidente (Não Executiva) da Farfetch e membro do conselho do British Fashion Council

Painel: Como a tecnologia está moldando o futuro da moda

will.i.am - Artista de música global, empresário e filantropo

Miroslava Duma - Fundadora do Buro 24/7, Empreendedora Digital e Investidora

William Kim – CEO - AllSaints

Maria McClay - Industry Head of Fashion - Google

Moderador: David Rowan - Editor-at-Large - Wired UK

A empresa de consultoria de Global Management Bain & Company é o parceiro de pesquisa oficial do evento. Claudia D'Arpizio e Federica Levato, ambas parceiras da empresa Luxury Practice, com sede em Milão, apresentarão a nova pesquisa - Fashion of The Future: The 3 C's of Change. A pesquisa tem como foco a evolução da relação entre o cliente da moda de luxo e a tecnologia, os novos padrões de comunicação e distribuição que isso cria e insights sobre os comportamentos dos novos consumidores "millennials".

José Neves, fundador e CEO da Farfetch, também irá revelar detalhes sobre a Store of the Future. Colocando o consumidor no centro da experiência de vendas, o Store of the Future é um conjunto único e adaptável de novas tecnologias que irá mudar a forma como as marcas e varejistas interagem com seus clientes on-line e off-line. Podendo ser por meio de interações físicas na loja ou conhecendo o cliente através de todos os seus canais, Store of the Future permitirá marcas e varejistas impulsionar o crescimento e defender a inovação.


Comentário (0) Hits: 261

Simpósio discute o futuro do carro conectado

networked_car2.jpg06/03/2017 - No dia 9 de março, a UIT e a UNECE promovem um simpósio sobre o futuro carro conectado no 87º Salão Internacional de Genebra

Os sistemas de transporte inteligentes e a condução automatizada estão se movendo rapidamente para a comercialização generalizada e a aceitação do mercado. Os elevados níveis de automação - o penúltimo passo para a condução totalmente automatizada - são esperados até 2020 e prometem melhorar a segurança rodoviária, reduzir o congestionamento e as emissões de gás carbonico e aumentar a acessibilidade da mobilidade pessoal aos idosos e às pessoas com deficiência.

Este simpósio internacional reunirá representantes dos fabricantes de veículos, das indústrias de tecnologia da informação e comunicação (TICs), dos governos e seus reguladores para discutir o status e o futuro das comunicações e a automação. O futuro do carro conectado irá analisar os avanços na área de veículos, a partir das perspectivas de negócios, tecnologia e política.

As sessões técnicas irão focar a importância dos sistemas 5G para a inovação automotiva; a relação entre as comunicações do veículo e a condução automatizada; segurança cibernética e protecção de dados; e o papel a ser desempenhado pela inteligência artificial e aprendizagem de máquinas nos sistemas de transporte. Os participantes debaterão também os modelos viáveis de colaboração para o desenvolvimento de normas técnicas para veículos e sistemas de transporte inteligentes (ITS).

Comentário (0) Hits: 209

Seminário no CPqD discutirá uso de IoT no agronegócio

agronecocio_iot2.jpg20/02/2017 - Com o tema Agronegócio Inteligente, evento é organizado pelo Fórum Brasileiro de IoT e acontece no dia 15 de março, em Campinas

As tecnologias e aplicações do conceito de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) na área de agronegócios serão tema de um seminário que será realizado nas instalações do CPqD, em Campinas, no dia 15 de março. Organizado pelo Fórum Brasileiro de IoT, o seminário Agronegócio Inteligente é o primeiro de uma série de eventos programada pela entidade para este ano, que contará com o apoio do CPqD.

"Uma das missões do Fórum Brasileiro de IoT é divulgar e promover o debate sobre o status da Internet das Coisas no cenário global e seu desenvolvimento no Brasil", afirma Gabriel Marão, presidente da entidade. "Com esse objetivo, todos os anos, realizamos diversos eventos, geralmente em São Paulo. Neste ano, com o apoio do CPqD, estamos programando também uma série de eventos em Campinas, que serão adicionados ao nosso calendário de 2017", acrescenta.

Para inaugurar essa série, foi escolhido o tema Agronegócio Inteligente, que será abordado no seminário de 15 de março. "O agronegócio é um dos segmentos mais importantes da economia brasileira, em volume de negócios e de exportação, e que investe bastante no desenvolvimento de tecnologia própria. As tecnologias de IoT, certamente, poderão revolucionar muitos aspectos do agronegócio", enfatiza Marão.

Com início marcado para as 9 horas, o seminário deverá reunir empresas e instituições de pesquisa e desenvolvimento que atuam nesse setor, bem como outros interessados no assunto. A programação inclui palestras de representantes do BNDES, do Grupo São Martinho, da Fibria, da McKinsey e do próprio CPqD - que abordará as aplicações das TICs no agronegócio. Estão previstos também dois painéis: As inovações no campo, com a participação da Embrapa, Qualcomm, Bayer e do Centro de Inovação no Agronegócio (CIAg), e As oportunidades e os desafios segundo a ótica dos fornecedores de produtos e serviços, que contará com a presença de representantes das empresas John Deere, Case, Jacto, Trópico e Agrosmart.

Mais informações e a programação completa do seminário Agronegócio Inteligente estão disponíveis no site www.iotbrasil.org.br - pelo qual os interessados também podem fazer suas inscrições no evento.


Comentário (0) Hits: 317

Intel vai investir em fábrica de semicondutores

fabrica_intel.jpg09/02/2017 - A Fab 42 da Intel focará na tecnologia avançada de 7nm e criará mais de 10 mil empregos

A Intel Corporation anunciou hoje planos para investir mais de US$ 7 bilhões para concluir a Fab 42, que deverá ser a fábrica de semicondutores mais avançada do mundo. A fábrica de alto volume fica em Chandler, Arizona, e utilizará o processo de manufatura de 7 nanômetros (nm). Ela produzirá microprocessadores para equipar data centers e centenas de milhões de dispositivos inteligentes e conectados em todo o mundo.

A conclusão da Fab 42 deverá ocorrer em três a quatro anos e criará diretamente cerca de 3 mil empregos para profissionais de engenharia e técnicos de equipamentos. Considerando o impacto indireto nas empresas que ajudarão a dar suporte para a operação da fábrica, a Fab 42 deverá gerar mais de 10 mil empregos de longo prazo no Arizona.

"Os negócios da Intel continuam crescendo e os investimentos em capacidade de manufatura e P&D garantem o ritmo da Lei de Moore, proporcionando avanços e inovações tecnológicas", disse Krzanich.

O processo de manufatura de 7nm para semicondutores que será usado na Fab 42 será o mais avançado processo tecnológico para semicondutores do mundo e representa o futuro da Lei de Moore. Em 1968, o cofundador da Intel, Gordon Moore, previu que o poderio computacional se tornará significativamente maior e, ainda assim, mais barato ano após ano.

Criar um chip computacional inovador representa o processo de manufatura mais complexo do mundo, projetando mágica que transforma areia em semicondutores, a base do conhecimento da empresa.

Os chips fabricados com o processo de 7nm equiparão os mais sofisticados computadores, data centers, sensores e outros dispositivos de alta tecnologia, e habilitarão coisas como inteligência artificial, carros e serviços de transporte mais avançados, inovações em pesquisa e tratamento médico, entre outras. Essas são as áreas que dependem de ter a maior quantidade de poderio computacional, acesso a redes mais rápidas, a uma maior quantidade de dados armazenados, aos menores chips e outros benefícios provenientes da lei de Moore.

Comentário (0) Hits: 280

Alesp corta verba de pesquisas da Fapesp

fapesp2.jpgEthevaldo Siqueira
08/02/2017 - A notícia do corte de mais de R$ 120 milhões em pesquisa da Fapesp é ruim e faz parte da proposta governamental de uma lei orçamentária com esta redução. A decisão dos deputados paulistas contraria a constituição estadual que determina o repasse de 1% da receita tributária do estado para o órgão.

Ouça o comentário de Ethevaldo Siqueira na CBN aqui

Comentário (0) Hits: 261

newsletter buton