Presidente mundial da Volkswagen renuncia

martin_winterkorn.jpg24/09/2015 - O presidente mundial da Volkswagen, Martin Winterkorn, renunciou nesta quarta-feira (23) ao cargo. A montadora está envolvida em um escândalo mundial por ter utilizado um dispositivo para fraudar os resultados dos controles de dados de emissões poluentes propositalmente.

A montadora admitiu que vendeu carros movidos à diesel equipados com um aplicativo que disponibilizava resultados falsos nos testes de emissões de combustíveis, burlando as normas de emissões para reduzir a poluição atmosférica.

A confissão da fabricante deixou muitos de seus proprietários - que pensavam estar comprando veículos ecológicos e eficientes em termos de combustível - com raiva e sentindo-se enganados. A montadora só admitiu sua culpa após a Agência de Proteção Ambiental se recusar a aprovar os modelos 2016 à diesel da Volkswagen e Audi.

A fraude revela uma ameaça para a reputação da Volkswagen nos Estados Unidos e quebra a confiança que a montadora alemã havia cultivado com os proprietários de carro ao longo dos anos. Além disso, altera o futuro da tecnologia à diesel defendido pela Volkswagen, que tem se esforçado em aumentar sua participação no mercado americano.

Martin Winterkorn discursa durante o XIX Encontro Esade Alumni em Barcelona, Espanha, em maio de 2014

Crédito: Wikipedia

Matéria completa e atualizada dia 24/09/2015 (em inglês) no link: http://www.nytimes.com/2015/09/22/business/the-wrath-of-volkswagens-drivers.html?hp&action=click&pgtype=Homepage&module=first-column-region®ion=top-news&WT.nav=top-news&_r=0

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton