TSIS-1, da NASA: de olho no poder do Sol sobre o ozônio

tsis_2.jpgPor Ethevaldo Siqueira
24/11/2017 - TSIS-1 é a missão científica da NASA definida pela própria sigla de: Total Solar Irradiance (TSI) Spectral Solar Irradiance (SSI), que mantém permanente vigilância sobre o possível poder do Sol sobre o ozônio da atmosfera terrestre.

Veja a foto do arco-íris. Como você sabe, a luz pode ser dividida em muitos comprimentos de onda e um arco-íris ilustra isso em luz visível. Cada cor é um comprimento de onda diferente da luz. A TSIS-1 é capaz de enxergar mais de 1.000 bandas de comprimento de onda de luz solar atingindo o topo da atmosfera, incluindo a luz que nossos olhos não podem detectar.

Seu diagnóstico nos mostra a concentração de ozônio na atmosfera em relação à Antártica em 10 de outubro de 2017. O buraco de ozônio antártico representado pelas cores era o seguinte: O roxo e o azul representam áreas de baixas concentrações de ozônio na atmosfera; Amarelo e vermelho são áreas de maior concentração.

Um dos gases que mais contribuíam para formar o buraco de ozônio da Antártida era o tetracloreto de carbono (CCl4), que era utilizado em aplicações como limpeza a seco e como agente extintor de incêndio, proibido ou regulamentado em 1987 no âmbito do Protocolo de Montreal, juntamente com outros clorofluorocarbonos que destroem o ozônio e contribuem para o buraco de ozônio sobre a Antártida.

O alto da atmosfera, acima dos sistemas meteorológicos, é na realidade uma camada de gás ozônio. O ozônio é o protetor solar natural da Terra, absorvendo a radiação ultravioleta mais prejudicial do Sol e protegendo os seres vivos abaixo. Mas o ozônio é vulnerável a certos gases produzidos por seres humanos que atingem a atmosfera superior. Uma vez lá, eles reagem na presença de luz solar para destruir moléculas de ozônio.

Depois de abrir o link abaixo, você poderá observar a foto do arco-íris. Como você sabe, a luz pode ser dividida em muitos comprimentos de onda e um arco-íris ilustra isso em luz visível.
Cada cor é um comprimento de onda diferente da luz. A TSIS-1 é capaz de enxergar mais de 1.000 bandas de comprimento de onda de luz solar atingindo o topo da atmosfera, incluindo a luz que nossos olhos não podem detectar.

Saiba mais aqui:

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton