Show de estrela de nêutrons na galáxia de Andrômeda

andromeda.jpgPor Ethevaldo Siqueira
22/06/2016 - Esta foto mostra uma estrela de nêutrons que gira (spinning star) na galáxia de Andrômeda. Para quem não tem muito conhecimento de astronomia, estrelas de nêutrons são corpos celestes ultracompactos – algumas até do tamanho de uma cidade como São Paulo – com gravidade extremamente alta. No centro delas, a gravidade pode alcançar 1 quatrilhão (10 elevado à 15ª potência) de gramas por centímetro cúbico.

Em decorrência da elevada gravidade superficial, os feixes de luz que passam nas proximidades dessas estrelas de nêutrons são desviados, ocasionando distorções visuais, muitas vezes aberrações cromáticas ou o efeito chamado de lente gravitacional.

Andrômeda, ou M3, é uma galáxia espiral, similar à Via Láctea e a mais próxima da Terra. Nessa imagem, a sonda XMM-Newton registrou pela primeira vez os dados espectrais de uma estrela de nêutrons. A fonte tem um período de 1,2 segundos.

A sonda de raios-X XMM (X-ray Multi-Mirror), gerenciada pela ESA (Agência Espacial Europeia) foi lançada em 10 de dezembro de 1999 por um foguete Ariane 5, da base de lançamento de Kourou.

Copyright: Andromeda: ESA/Herschel/PACS/SPIRE/J. Fritz, U. Gent/XMM-Newton/EPIC/W. Pietsch, MPE; data: P. Esposito et al (2016)

Saiba mais aqui

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton