Estrelas próximas do buraco negro se despedaçam

estrelas_buraco_negro_2.jpgPor Ethevaldo Siqueira
27/11/2017 - Esta concepção artística mostra o evento de interrupção de maré denominado ASASSN-14li, em que uma estrela que vagou muito perto de um buraco negro de 3 milhões de massa solar foi despedaçada. Os detritos se juntaram para formar um disco ao redor do buraco negro. Os dados, do satélite Swift da NASA, mostram ainda que a formação inicial do disco foi moldada por interações entre fluxos de entrada e saída de detritos de maré.

Saiba mais aqui:

Comentário (0) Hits: 731

TSIS-1, da NASA: de olho no poder do Sol sobre o ozônio

tsis_2.jpgPor Ethevaldo Siqueira
24/11/2017 - TSIS-1 é a missão científica da NASA definida pela própria sigla de: Total Solar Irradiance (TSI) Spectral Solar Irradiance (SSI), que mantém permanente vigilância sobre o possível poder do Sol sobre o ozônio da atmosfera terrestre.

Veja a foto do arco-íris. Como você sabe, a luz pode ser dividida em muitos comprimentos de onda e um arco-íris ilustra isso em luz visível. Cada cor é um comprimento de onda diferente da luz. A TSIS-1 é capaz de enxergar mais de 1.000 bandas de comprimento de onda de luz solar atingindo o topo da atmosfera, incluindo a luz que nossos olhos não podem detectar.

Seu diagnóstico nos mostra a concentração de ozônio na atmosfera em relação à Antártica em 10 de outubro de 2017. O buraco de ozônio antártico representado pelas cores era o seguinte: O roxo e o azul representam áreas de baixas concentrações de ozônio na atmosfera; Amarelo e vermelho são áreas de maior concentração.

Um dos gases que mais contribuíam para formar o buraco de ozônio da Antártida era o tetracloreto de carbono (CCl4), que era utilizado em aplicações como limpeza a seco e como agente extintor de incêndio, proibido ou regulamentado em 1987 no âmbito do Protocolo de Montreal, juntamente com outros clorofluorocarbonos que destroem o ozônio e contribuem para o buraco de ozônio sobre a Antártida.

O alto da atmosfera, acima dos sistemas meteorológicos, é na realidade uma camada de gás ozônio. O ozônio é o protetor solar natural da Terra, absorvendo a radiação ultravioleta mais prejudicial do Sol e protegendo os seres vivos abaixo. Mas o ozônio é vulnerável a certos gases produzidos por seres humanos que atingem a atmosfera superior. Uma vez lá, eles reagem na presença de luz solar para destruir moléculas de ozônio.

Depois de abrir o link abaixo, você poderá observar a foto do arco-íris. Como você sabe, a luz pode ser dividida em muitos comprimentos de onda e um arco-íris ilustra isso em luz visível.
Cada cor é um comprimento de onda diferente da luz. A TSIS-1 é capaz de enxergar mais de 1.000 bandas de comprimento de onda de luz solar atingindo o topo da atmosfera, incluindo a luz que nossos olhos não podem detectar.

Saiba mais aqui:

 

Comentário (0) Hits: 940

Esta foi a imagem do adeus da sonda Cassini a Satuno

cassini.jpgPor Ethevaldo Siqueira
22/11/2017 - Depois de mais de 13 anos contornando Saturno e com seu destino selado, a nave espacial Cassini da NASA despediu-se do sistema Saturno "disparando as persianas de sua câmera grande angular" e capturando este último mosaico completo de Saturno e seus anéis dois dias antes da nave espacial mergulho dramático na atmosfera do planeta.

Em uma despedida adequada para o planeta, a espaçonave Cassini levou um último e persistente olhar para Saturno e seus anéis esplêndidos durante a etapa final da jornada e lançou uma série de imagens que foram montadas em um novo mosaico.

A câmera de grande angular da Cassini captou 42 imagens vermelhas, verdes e azuis, cobrindo o planeta e seus anéis principais de uma extremidade para outra, em 13 de setembro de 2017. Os cientistas de imagens combinaram esses quadros para criar uma visão de cor natural. A cena também inclui as luas Prometheus, Pandora, Janus, Epimetheus, Mimas e Enceladus.
Imagem completa e legenda

NASA / JPL-Caltech / Space Science Institute

Saiba mais aqui:

Comentário (0) Hits: 1085

ScanPyramids descobre vazio na Grande Pirâmide

scanpyramids_1.jpg21/11/2017 - De acordo com a Dassault Systèmes, o projeto egípcio-internacional ScanPyramids utiliza técnicas de detecção não-invasivas e não-destrutivas para escanear as pirâmides egípcias e, desta forma, tentar descobrir seus segredos por meio da tecnologia. O projeto é coordenado pelo Heritage Innovation Preservation Institute (HIP) – Instituto de Preservação da Inovação do Patrimônio – e pela Faculdade de Engenharia do Cairo a partir da continuação de uma pesquisa anterior feita pela Fundação Dassault Systèmes.

Após a descoberta do início de um corredor atrás de vigas em outubro de 2016, a ScanPyramids acabou de publicar na famosa revista científica Nature a presença de um grande vazio na Grande Pirâmide (Khufu Pyramid), batizado como "ScanPyramids Big Void" (Grande Vazio da ScanPyramids). Essa câmara de 30 metros de comprimento é comparável em tamanho ao que é conhecido como a "Grande Galeria". Essa é uma descoberta muito importante para a história da humanidade, já que nenhuma estrutura arquitetônica importante foi encontrada dentro da pirâmide Khufu desde a Idade Média.

scanpyramids_2.jpgA Fundação Dassault Systèmes e a Emissive fornecem apoio tecnológico e conhecimento ao Instituto HIP e à Universidade do Cairo, que planejaram e coordenaram essa aventura multidisciplinar excepcional com uma experiência de realidade virtual única para trazer essas descobertas à vida.

O ScanPyramids é um dos projetos selecionados pela Fundação Dassault Systèmes, que visa transformar o futuro da educação e da pesquisa, aproveitando os poderosos recursos de aprendizagem e descoberta da tecnologia 3D e dos universos virtuais para reunir equipes multidisciplinares em colaboração. Graças à poderosa experiência e configuração idealizada e desenvolvida pela Emissive, a imersão oferece uma melhor compreensão da realidade, neste caso, o interior da pirâmide, permitindo colaboração e impulsionando os limites do conhecimento. A descoberta de espaços inacessíveis torna-se possível para todos os estudantes, pesquisadores, público e pessoas com deficiência.

Um laboratório de pesquisa de realidade virtual para imaginar o futuro da imersão colaborativa nos campos culturais e educacionais do Museu da Arquitetura e do Patrimônio (Cité de l'architecture et du patrimoine) em Paris.

Foi desenvolvido um protótipo de uma experiência de realidade virtual para transportar grupos de pessoas dentro da Grande Pirâmide, onde podem se deslocar e explorar essas descobertas em um ambiente imersivo. Utilizando um equipamento de realidade virtual, eles têm acesso ao interior da Grande Pirâmide para um novo tipo de visita guiada virtual – uma experiência imersiva inovadora que mostra o futuro das atividades culturais e educacionais por meio de acesso sem precedentes aos monumentos famosos.

 

 

Comentário (0) Hits: 1180

Floresta Amazônia surpreende cientistas

amazonia_chuva.jpg22/08/2017 - Cientistas descobriram que na Amazônia, as árvores produzem nuvens de chuva.

“Tudo o que se observou eram nuvens em volta das árvores, mas não conseguíamos entender como isso poderia acontecer”, disse Rong Fu, da Universidade da Califórnia.

Eles descobriram que as árvores produziam vapor como resultado da fotossíntese, num processo chamado transpiração. E toda essa umidade cria nuvens baixas, que produzem chuva na floresta.

As chuvas por sua vez induzem a floresta a aquecer, favorecendo a circulação de ventos, atraindo mais umidade no oceano, fazendo chover ainda mais.

Conclusão dos cientistas: As árvores são mais inteligentes do que pensávamos!

Fonte: Science

Comentário (0) Hits: 1969

Pesquisas mostram como fazer dietas sem sofrimento

emagrecer.jpg*Por Bruno Cabrera
13/04/2017 - O segredo para o emagrecimento saudável e a manutenção do peso ideal está na adoção e continuidade de bons hábitos do dia-a-dia. Isso é o que comprovam descobertas científicas realizadas por pesquisadores da Inglaterra e posteriormente confirmadas por uma nova pesquisa na Austrália, que mudaram a forma como as pessoas encaram o controle da obesidade no mundo todo. Partiram da hipótese de que hábitos alimentares e não saudáveis estão totalmente ligados a todas as atividades automatizadas em nossa rotina diária. Os resultados mostraram reflexos diretos da quebra brusca dos rituais comportamentais na perda de peso dos participantes monitorados.

Dietas restritivas da moda, por exemplo, não se mostram tão eficientes quanto a mudança de comportamento, pois não incorporam no processo as estratégias necessárias para quebrar maus hábitos rotineiros e formar novos hábitos mais saudáveis. De acordo com as pesquisas, entre pessoas que buscam dietas convencionais, 40% recuperam o peso perdido ou engorda mais em até um ano e a grande maioria do restante desse grupo recupera o peso ou ganha ainda sobrepeso em até três anos.

Hábitos são comportamentos repetidos no dia-a-dia até que passam a ser automatizados pelo cérebro em maior ou menor intensidade. Criamos um atalho entre um contexto e uma resposta automática cerebral. E esses comportamentos representam aproximadamente 45% de nossas ações diárias. E isso está totalmente ligado ao nosso hábito alimentar. Por exemplo, uma pessoa pode ter o hábito de toda vez que entra em casa, assim que fecha a porta buscar algo para beliscar, estando ou não com fome.

Nossa rotina diária nada mais é do que uma sequência de decisões, no entanto, o que o estudo mostra é que aproximadamente 45% delas são feitas no “piloto automático”. E, entre estas decisões, 200 delas são opções alimentares. O oposto do “comportamento automatizado” é o que os estudos classificam como “comportamento flexível”. A quebra de hábitos indesejados criando novas respostas ao ambiente do indivíduo possibilitando que ele assuma o controle dessas decisões de forma mais racional.

“Quando temos como objetivo o controle da obesidade, se não formos capazes de quebrar os maus hábitos que a levaram ao sobrepeso, não existe dieta que fará com que alcancemos o emagrecimento de forma saudável e continuada. E essa é a causa do temido ‘efeito sanfona’”, explica Bruno Cabrera, educador físico e um dos idealizadores do Emagreça Sem Dieta.

Para assumir o controle de nossas decisões cria-se, então, uma ruptura da rotina já automatizada pelo cérebro. Uma série de tarefas diárias que envolvem atitudes diversas e nem sempre precisam estar condicionadas diretamente às questões alimentares. Um dia dedicado à organização de uma gaveta ou armário, ou uma noite de desintoxicação digital sem acesso a aparelhos eletrônicos são alguns exemplos.

Desafio da Transformação de A a Z

A partir das descobertas científicas, Bruno Cabrera organizou uma lista com 26 tarefas que podem comprovar os efeitos que tem ajudado muitas pessoas ao redor do mundo no combate à obesidade. Bastar organizar-se e definir a ordem que preferir. Para melhores resultados é importante apenas manter no foco que quanto mais tarefas forem realizadas, mais rápido será o emagrecimento. Escolha uma por dia, vá descartando as que já cumpriu e divirta-se perdendo peso.

A - Alongue-se / Gatos e cachorros não se espreguiçam à toa. Oxigene seus músculos com alongamentos.

B - Brinque c/ uma criança / Mergulhe no universo mágico de uma criança e brinque de verdade por 30 minutos.

C - Cozinhe / Se já cozinha, inove e arrisque um prato inédito. Se não cozinha, hoje é o dia de aprender.

D - Divirta-se /Saia da rotina e faça algo que goste. Mesmo que tenha que dormir mais tarde nesse dia.

E - Explore a Natureza/ Nós não somos meros espectadores da natureza, somos parte dela. Respire ar puro.

F - Feche a página/ Se livre de um problema antigo. Não importa quem estava errado, resolva a situação.

G - Ginástica Natural/ Sapo, aranha, tigre, macaco... Gaste alguns minutos imitando-os o mais precisamente.

H - Homenagem/ Faça um breve discurso de gratidão ou parabenize três pessoas importantes pra você.

I - Inicie um projeto/ Tire algum projeto da gaveta (ou da cabeça). Monte algo que o explique e peça opiniões.

J - Jogo de tabuleiro/ Diversão de crianças, jovens e (porque não?) adultos. Reúna uma turma e boa diversão.

K - Kkkkk/ Faça alguém gargalhar. Conte um fato engraçado, ou aprenda uma boa piada.

L - Limpeza geral/ Seu carro, sua casa, algum cômodo, ou até mesmo a casa de amigo ou parente.

M - Mudança de Móveis/ Mãos à obra, que tal curtir um novo ambiente sem precisar comprar nada de novo?

N - Narre si mesmo/ Narre cada uma de suas ações por 15 minutos. (“se levantou, escovou os dentes, sorriu...”).

O - Observe pessoas/ Vá à um lugar com bastante gente e apenas observe (óculos escuros podem cair bem ).

P - Praticar esporte/ Esporte diferenciado atividade física pela questão “competitividade”. Experimente um novo.

Q - Quebre um silêncio/ No trabalho, dentro do ônibus, ao lado de um estranho. Simplesmente diga alguma coisa.

R - Realize uma aula FIT/ Hora da atividade sem competitividade. Agende uma aula experimental e pratique atividade física.

S - Socialize/ Vá à um evento, museu, teatro, praça ou qualquer novo lugar. Se for sozinho, conheça alguém.

T - Trace o plano da folga/ O que você fará no próximo final de semana, feriado ou dia de folga? Planeje hoje esse dia.

U - Use a internet/ Procure a pessoa que more mais longe de você e tenha uma boa conversa com ela.

V - Viaje/ Nem que seja até a cidade vizinha pra tomar um café com leite e voltar antes do sol se por.

W - Wow/ Surpreenda alguém. Faça algo totalmente inesperado e observe a reação da pessoa.

X - Xisss.../ Treine seu sorriso. Expressões de felicidade genuína atraem mais que beleza.

Y - Yes!!!/ Faça sua lista de conquista. Não a de coisas à conquistar, e sim de conquistas realizadas.

Z - Zzzz/Durma 1 hora a mais. Reserve um dia que não tenha compromissos cedo e durma pouco mais.

Histórico de estudos e descobertas sobre o tema

Em 2007 foram divulgadas as primeiras descobertas por pesquisadores da Inglaterra: Ben Fletcher, Doutor em psicologia pela Universidade de Oxford, Diretor da Faculdade de psicologia da Universidade de Hertfordshire (Inglaterra) e autor do livro best seller mundial “Dieta sem Dieta”; Karen Pine, Phd em psicologia do desenvolvimento pela Universidade de Hertfordshire; e Danny Penman, PhD em Bioquímica e colunista do DailyNauk, e da rede BBC de jornalismo.

As pesquisas do Dr. Fletcher mostraram que o grupo de pessoas que adotaram o “comportamento flexível” emagreceu, em média, 2,6 kg por semana, além de continuar a perder peso ou mantê-lo durante um período após o término das pesquisas.

Com estes resultados, diversos profissionais ao redor do mundo passaram a adotar essa linha de trabalho criando programas de estímulo do “comportamento flexível”, com foco controle da obesidade, além de vários livros publicados.

Agora, em fevereiro de 2017, uma nova pesquisa realizada na Austrália foi divulgada. Para confirmar o efeito das descobertas do Dr. Fletcher eles decidiram acompanhar usuários de programas que usam metodologias diferentes mas baseados na mesma teoria: o DSD (criado pela própria equipe do Dr. Fletcher que iniciou o trabalho), o "10 Top Tips" e o "TYL - Transforming Your Life".

10 Top Tips - Estudo acompanhou 104 pessoas acima do peso ideal que perderam em média 2 kg em oito semanas. Nas entrevistas, a maioria dos participantes relatou um "sentimento estranho" ao não fazer o comportamento que era automatizado. Contudo, as alterações de comportamento que exigiam algum esforço no início se tornaram mais fáceis no decorrer do tempo.

Do Something Diferent - Foram monitorados 31 participantes que tiveram uma perda de peso ainda maior e em menos tempo, uma média de 2,6 kg em quatro semanas. Apesar desse programa ter uma duração de apenas quatro semanas, eles continuaram perdendo peso, sendo que em oito semanas a média do grupo foi de 5,18 kg. Isso suporta a hipótese de que a flexibilidade comportamental pode facilitar o enfraquecimento dos hábitos de vida precários e, portanto, contribuir para a perda de peso.

Transforming Your Life - No período do programa de 12 semanas, foram monitorados 59 participantes acima do peso. Neste período a perda de peso média chegou a 6,6 kg. O grupo também continuou perdendo peso após o programa e perderam mais 2,2 kg em média nos próximos seis meses após completarem o programa.

ESD (Emagreça Sem Dieta - Brasil) - Apesar de não ter feito parte dos estudos australianos, o histórico do ESD aqui no Brasil é de uma perda média de 1 kg por semana.

Link para download das publicações originais dos estudos: www.dropbox.com/sh/nxhkm55lazz80cq/AAAe42Hz4cgUSO2-SO0_gR-ea?dl=0

Conclusão dos estudos: Uma parte significativa dos hábitos alimentares diários consistem em hábitos automatizados. Por isso, assumir o controle de suas escolhas na rotina é uma das ferramentas mais poderosas na perda de peso. Apesar de utilizarem métodos diferentes, as intervenções analisadas baseadas no hábito mostraram todos resultados significativos de perda de peso com manutenção promissora de perda de peso e sua manutenção a longo prazo.

No Brasil

Com o propósito popularizar e conscientizar, no Brasil, estas descobertas e os riscos das dietas restritivas e ensinar um caminho saudável, seguro e prazeroso para o emagrecimento, Bruno Cabrera desenvolveu a plataforma Emagreça Sem Dieta. Um estímulo ao combate à obesidade e maus hábitos por meio de pequenas e gradativas atitudes no dia-a-dia.

Trata-se de um programa de orientações diárias que buscam criar uma ruptura da rotina já automatizada pelo cérebro. Um guia que envolve atitudes diversas que nem sempre precisam estar condicionadas a questões alimentares. Um dia dedicado à organização de uma gaveta ou armário, ou uma noite de desintoxicação digital sem acesso a aparelhos eletrônicos são alguns exemplos.

No momento, o educador e sua equipe de especialistas estão trabalhando em uma segunda fase do projeto Emagreça Sem Dieta. Seu próximo passo é conectar esse roteiro de ações originados em pesquisas da área da psicologia, a atividades físicas de diferentes intensidades e orientações para uma alimentação inteligente. Seu objetivo é potencializar ainda mais os resultados de saúde e bem-estar esperados pelo programa.

*Bruno Cabrera, um dos criadores do Emagreça Sem Dieta, lista ações de A a Z que permitem às pessoas testarem a perda de peso por meio da quebra da rotina e dos hábitos automatizados

Comentário (0) Hits: 2564

newsletter buton