Hubble revela galáxias que surgiram há 13,2 bilhões de anos

Por Ethevaldo Siqueira

O telescópio espacial Hubble da NASA tem superado todas as expectativas dos cientistas. Entre suas mais recentes revelações estão, por exemplo, a existência de galáxias com a idade de 13,2 bilhões de anos, ou seja, que surgiram quando o Universo tinha apenas 600 milhões de anos.

Esse fato corrigiu as estimativas anteriores dos astrônomos, de que as galáxias só se formaram quando Universo tinha pelo menos 2 bilhões de anos. E mais do que isso: as imagens do Hubble ajudaram os cientistas a entender como as galáxias evoluem.

• Altura orbital: 547 km
• Comprimento: 13,2 metros
• Diâmetro: 4,2 metros
• Tempo para completar uma órbita: 95 min.
• Velocidade orbital: 27.000 km/h
• Peso: 11.110 kg
• Velocidade orbital: 7,50 km/s
• Lançamento: 24 de abril de 1990

Logo após o lançamento, o Hubble apresentou uma falha chamada aberração esférica em seu espelho principal. Esse problema poderia comprometer todas as potencialidades do telescópio. Mas a NASA corrigiu essas falhas ao enviar dois astronautas até telescópio a quase 559 km de altura, numa das missões mais empolgantes da era espacial.

O telescópio é a primeira missão do programa da NASA denominado Grandes Observatórios Espaciais, que consiste numa família de quatro observatórios orbitais, cada um deles em um comprimento de onda diferente: luz visível, raios gama, raios-X e infravermelho.

Pela primeira vez se tornou possível ver e estudar, com muito mais detalhes, estruturas do Universo até então desconhecidas, ou pouco observadas, além da nossa galáxia. Sob vários aspectos, o Hubble deu à Humanidade uma nova visão do Universo e proporcionou um salto equivalente ao dado pela luneta de Galileu, a partir de 1610.

Desde a concepção original, em 1946, a iniciativa de se construir um telescópio espacial sofreu numerosos atrasos e problemas orçamentários. E, logo após o lançamento, o Hubble apresentou uma aberração esférica no espelho principal que parecia comprometer todas as potencialidades do telescópio.

O problema, felizmente, foi corrigida numa missão especialmente concebida para a reparação do telescópio espacial em 1993, que passou a operar como planejado, tornando-se uma ferramenta vital para a astronomia.

O telescópio espacial foi imaginado nos anos 1940 e projetado e construído nos anos 1970-80. Lançado e posto em funcionamento desde 1990, o Telescópio Espacial Hubble recebeu esse nome em homenagem a Edwin Powell Hubble, cientista que revolucionou a Astronomia ao demonstrar que a velocidade de afastamento das galáxias é proporcional à sua distância.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton