Wayra abre inscrições para a seleção e investimento em startups

Publieditorial
Por Ethevaldo Siqueira
13/11/2017 - A Wayra, iniciativa ligada ao Telefónica Open Future, programa de inovação aberta e apoio ao empreendedorismo do Grupo Telefónica, dono da marca Vivo no Brasil, abriu inscrições para um novo processo seletivo, que investirá e desenvolverá startups inovadoras de base tecnológica. Os empreendedores têm até o dia 4 de dezembro para se inscrever e tentar fazer parte de uma rede com mais de 700 startups investidas pelo mundo, em 17 países.

“Buscamos empresas com um time incrível, que atuem em um mercado grande, resolvendo um problema relevante e que já tenham produto rodando com seus primeiros clientes”, comenta Renato Valente, country manager do Open Future. Segundo ele, a Wayra procura startups que resolvam problemas reais e que, preferencialmente, tenham possibilidade de fazer negócios tanto com a Vivo como com outras grandes empresas. “Nosso programa de desenvolvimento e tração tem a vantagem de facilitar o acesso das startups a um ecossistema mundial de inovação, a investidores e à própria Vivo, que busca no Open Future soluções para melhorar seus processos e oferecer produtos e serviços disruptivos a seus clientes”, ressalta Valente.

Paralelamente, a Wayra procura por empresas que atuem em diversos segmentos, como Cloud Computing, Segurança, IoT (Internet das Coisas), Big Data, Inteligência Artificial, Machine Learning, Blockchain, Smart Wifi, Fintech, Lawtech, Agtech, E2E (end to end), Mobile e Games.

As startups selecionadas receberão investimento, acompanhamento e diversos benefícios por 12 meses, sendo um valor financeiro de pelo menos U$ 50 mil, além de outros US$ 50 mil em serviços, que incluem infraestrutura completa, benefícios de parceiros, mentorias, treinamentos, consultorias individuais, acesso a mentores executivos da Vivo, a investidores e a toda rede global que conta com 11 academias pela Europa e América Latina. Como contrapartida, a Wayra detém participação acionária minoritária das companhias investidas.

Um comitê formado por especialistas do mercado e membros do Open Future escolherá as startups, que iniciarão o programa de aceleração no começo de 2018. Além de analisar o grau de desenvolvimento do produto ou serviço,  sua validação no mercado e o seu modelo de negócio, o comitê avaliará principalmente os sócios, se a empresa tem um produto rodando ou em teste, algum cliente pagante e a equipe responsável pelo projeto.

A Wayra é a primeira aceleradora corporativa do país e, em cinco anos de atuação, já apoiou 64 startups. Com um modelo consolidado, a academia já investiu mais de R$ 10 milhões nesse período, obtendo grande respaldo do mercado de investimento de risco. A cada R$ 1 investido pela Wayra, investidores colocaram outros R$ 10 nas startups, ou seja, mais de R$ 100 milhões investidos por fundos e investidores do mercado nas empresas da Wayra.

As inscrições devem ser feitas por meio do http://bit.ly/call_wayrabr2017

O Telefónica Open Future é o programa global de inovação aberta do Grupo Telefónica. A iniciativa faz parte do esforço corporativo e empreendedor da empresa de mantê-la conectada com o que existe de mais avançado em termos de inovação dentro de sua estratégia de transformação digital.  O programa tem o objetivo de promover o crescimento de talentos com ferramentas de aceleração, englobando iniciativas como a Wayra, aceleradora de startups, o fundo de investimento Amerigo e espaços de crowdworking para projetos em fase inicial de desenvolvimento, implantados por meio de parcerias público-privadas.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton