Prepare-se para os trabalhos do futuro

Por Raya Bidshahri
10/09/2017 - Vivemos em um mundo de mudanças aceleradas. Novas indústrias estão constantemente nascendo e as antigas estão ficando obsoletas. Um relatório do Fórum Econômico Mundial revela que quase 65% dos empregos não existirão no futuro. Tanto a força de trabalho como nossa base de conhecimento estão evoluindo rapidamente.

Esse cenário, combinado com os efeitos da automação tecnológica na força de trabalho, nos deixa uma questão crucial: quais serão as habilidades necessárias para as gerações futuras?

O especialista em educação, Tony Wagner, passou a vida tentando responder a esta pergunta. Ao investigar o setor educacional entrevistando líderes do setor e estudando a força de trabalho global, Wagner identificou sete habilidades de sobrevivência do futuro. Saiba quais são:

1. Pensamento crítico e resolução de problemas

Passamos tanto tempo ensinando os alunos a responder questões que muitas vezes não os estimulamos a perguntar. Fazer (boas) perguntas - é a base do pensamento crítico. Antes que você possa resolver um problema, precisamos analisar e questionar criticamente as causas. É por isso que o pensamento crítico é a resolução de problemas são combinados.

Wagner observa que a força de trabalho hoje está organizada de forma muito diferente do que era há alguns anos atrás. Seu gerente hoje não possui todas as respostas e soluções - você precisa trabalhar para encontrá-las.

2. Colaboração e liderança por influência

A tecnologia permitiu que o trabalho colaborativo ultrapassasse as fronteiras geográficas, e isso é realmente estimulante. No entanto, a colaboração em redes digitais e com indivíduos de origens radicalmente diferentes é algo para o qual a nossa juventude precisa estar preparada. De acordo com um relatório New Horizons sobre educação, devemos focar na colaboração online global, onde "as ferramentas digitais são usadas para apoiar as interações em torno dos objetivos curriculares e promover a compreensão intercultural".

Nesse contexto, liderar de uma equipe não significa mais uma autoridade de cima para baixo, mas a liderança pela influência. Em última análise, como Wagner ressalta, "trata-se de como os cidadãos promovem mudanças hoje em suas comunidades locais - tentando influenciar diversos grupos e criando alianças em direção a um objetivo comum".

3. Agilidade e Adaptabilidade

Vivemos em um mundo VUCA (Volatile, Uncertain, Complex and Ambiguous - volátil, incerto, complexo e ambíguo). Por isso, é importante poder adaptar e re-definir a estratégia.

Em seu livro, “Pensamento Crítico: Como preparar os alunos para um mundo que muda rapidamente", Richard Paul & Dillion Beach observam como tradicionalmente projetamos a educação e o trabalho para procedimentos rotineiros e fixos. "Aprendemos a fazer algo uma vez, e depois fazemos repetidamente. Aprender significava tornar-se se habitual”, escrevem. "Mas o que significa re-aprender continuamente?"

Na era pós-industrial, o impacto da tecnologia impõe aos jovens aprender novas habilidades e deixar de lado as que não são mais necessárias.

4. Iniciativa e Empreendedorismo

Para a maioria dos alunos, o desenvolvimento de um senso de iniciativa e de habilidades empresariais muitas vezes faz parte de suas atividades extracurriculares. Com ênfase em testes e conhecimentos a curto prazo, a maioria dos currículos não foi projetada para inspirar inovação.

Estamos ensinando nossa juventude a liderar? Estamos incentivando-os a tomar iniciativas? Estamos capacitando-os para resolver desafios globais? Ao longo de sua pesquisa, Wagner descobriu que, mesmo em ambientes corporativos, os líderes empresariais estão procurando funcionários que "buscam novas oportunidades, idéias e estratégias de melhoria".

5. Comunicação oral e escrita eficaz

Um estudo realizado pela Partnership for 21st Century Skills mostrou que cerca de 89% dos alunos de graduação do ensino médio são "deficientes" na comunicação.

A comunicação clara não é apenas uma questão de uso adequado da linguagem e da gramática. Comunicar-se adequadamente é uma extensão do pensamento de forma clara. Você é capaz apresentar o seu argumento persuasivamente? Você consegue inspirar seus colegas com paixão? Você consegue resumir os destaques do que você está tentando dizer?

O empresário multimilionário Richard Branson disse que "a comunicação é a habilidade mais importante que qualquer líder deve possuir". Ele observou que essa é uma habilidade que pode (e deve) ser aprendida e conseqüentemente usada para abrir oportunidades.

6. Avaliando e Analisando Informações

Vivemos na era da informação. Todos os dias, criamos 2,5 quintilhões de bytes de dados. Será que orientamos nosso alunos a avaliar corretamente a origem e os riscos do conteúdo pesquisado?

Ao navegar no mundo digital, poucos foram ensinados a avaliar a origem e avaliar o conteúdo da informação acessada. Além disso, esta informação está evoluindo continuamente à medida que atualizamos nossa base de conhecimento. Na era da notícia falsa, um cidadão ativo e informado terá que ser capaz de avaliar informações de várias fontes diferentes com uma visão crítica.

7. Curiosidade e imaginação

A curiosidade é um poderoso motor de novos conhecimentos e inovações. É preciso imaginação poderosa para visualizar avanços e depois executá-los. É a razão que Albert Einstein disse: "A imaginação é mais importante do que o conhecimento".

Oferecemos aos alunos informação, em vez de capacitá-los a fazer perguntas e procurar respostas. A curiosidade e o pensamento fora da caixa precisam ser tratados com o mesmo nível de importância que o sistema escolar dá à física ou à matemática.

Transformando o Futuro da Educação

Existe um forte contraste entre essas sete habilidades de sobrevivência do futuro e o foco da educação hoje. Em vez de ensinar os alunos a responder perguntas, devemos ensinar-lhes a perguntar. Em vez de prepará-los para a faculdade, devemos prepará-los para a vida.

Além de criar melhores funcionários, devemos procurar criar melhores líderes e inovadores. Fazer isso não só transformará radicalmente o futuro da educação e da força de trabalho, mas também transformará o mundo em que vivemos.

Fonte: site singularityhub.com

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton