É possível planejar cidades para todos?

10/08/2017 - Até 2050, 70% das pessoas viverão em cidades. Como podemos impedir que as cidades se tornem armadilhas de desigualdade?

As cidades são lugares onde as oportunidades de prosperidade coexistem com as desigualdades entre os mais ricos e os mais pobres. As cidades produzem e atraem trabalhadores altamente qualificados e empregadores inovadores. Geralmente, é mais fácil nas cidades do que em outras partes do país, para que os indivíduos tenham mais oportunidades para crescer profisionalmente, estudar ou conseguir um emprego melhor. Mas as cidades, especialmente as maiores, também concentram desigualdades, tanto na renda como em outros aspectos de bem-estar, que permanecem notavelmente altos em muitas economias observadas pela OCDE – Organisation for Economic Co-operation and Development (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

 O acesso a oportunidades parece paralisado para muitos moradores de cidades de baixa renda, que frequentemente vivem em bairros mais afastados do centro, e contam com infraestrutura básica inadequada.

 Este relatório da OCDE fornece dados inovadores e internacionalmente comparáveis ​​sobre crescimento econômico, desigualdades e bem-estarnas grandes cidades e propõe um quadro de ação, para ajudar os governos nacionais e locais a reorientar as políticas para um crescimento mais inclusivo nas cidades - uma nova abordagem do crescimento que garanta que nenhuma parte da sociedade seja deixada para trás.

Veja esse vídeo postado na página do OCDE no Facebook

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton