Saiba o essencial sobre a tecnologia de TVs QLED

Por Ethevaldo Siqueira
15/05/2017 - A Samsung apresentou sua primeira TV QLED (pronuncie KIÚ-LED) em janeiro no CES 2017, em Las Vegas. Pessoalmente, achei impressionante a beleza de suas imagens. John R. Quain, um especialista do site TomsGuide, explica tudo. Não sou tão entusiasta quanto a empresa, até porque tenho uma OLED 4K de 55 polegadas, da LG, maravilhosa.

Crédito: Alex Wong/Getty

Como todos sabem, a competição entre Samsung e LG na Coreia do Sul e no mundo é de vida ou de morte. As empresas se digladiam até publicamente. A TV QLED da Samsung é uma tentativa de responder à tecnologia OLED (LED orgânico), lançada pioneiramente em televisores de grandes dimensões pela LG.

Mas é sempre saber o que há de novo. Como esta matéria, em um mundo onde OLED, LCD, HDR e uma série de outras siglas estão todas a disputar nossa atenção, essas abreviaturas e sopas de letrinhas parecem confundir mais do que esclarecer. Mas a Samsung espera que sua nova tecnologia de tela, chamada QLED, ganhe destaque.

Se você tem interesse, leia o texto completo. Comece pela resposta da pergunta: "Que é QLED?"
Vamos lá. Não é fácil explicar. A designação técnico-comercial QLED da Samsung não significa muito. De fato, quando nos referimos a um televisor desse tipo, como é a TV Samsung com tecnologia QLED, isso significa apenas que ela tem um conjunto de LEDs que usa pontos quânticos para aumentar a sua qualidade de imagem. Em outras palavras, a tecnologia não é uma alternativa nova e independente para OLED ou LCD, mas sim um aprimoramento da tecnologia LED tradicional.

Crédito: Divulgação Samsung

Em suma, a Samsung vem trabalhando em tecnologia de ponto-quântico e tecnologia LED há anos, e a empresa combinou os dois em seus conjuntos QLED para oferecer o que a empresa diz ser uma imagem superior.

Como funciona a tecnologia QLED?

QLED é apresentada como uma tecnologia emissiva. Em outras palavras, atrás de sua tela de televisão, uma configuração QLED adequada teria uma fileira de díodos emissores de luz de ponto quântico que não exigiria outra fonte de luz. Os pontos quânticos produziriam sua própria luz, e ligariam e desligariam com base no que está na imagem. Alguns especialistas em tela dizem que o resultado seria uma imagem excelente.

O grande teste cada um de nós vai fazer quando vê as imagens numa tela de grandes dimensões, por exemplo, 65 polegadas.

Mas o que são pontos quânticos (quantum-dots)?

Na realidade, pontos quânticos são partículas muito pequenas que, quando atingidas pela luz, podem fornecer produzir mais luz, de alta intensidade. Assim, por exemplo, se a luz de um LED atinge uma partícula de um ponto-quântico que emite luz vermelha, as chances são de que a luz vermelha será tão intensa e rica em cor quanto qualquer coisa que você já viu. O mesmo vale para os pontos quânticos azuis e os verdes.

Crédito: Divulgação Samsung

 Os menores pontos quânticos têm um raio que mede entre 2 e 3 nanômetros. Outros, maiores, têm raio entre a 5 e 6 nanômetros (um nanômetro é um bilionésimo de um metro. Ou ainda, um milionésimo do milímetro).

Para comparação, um cabelo humano é cerca de 100.000 nanômetros de espessura .

Preços nos EUA

Mesmo nos Estados Unidos as primeiras TV QLED da Samsung ainda são raras de serem encontradas. Seus preços são elevados, como você pode perceber, abaixo:

Samsung Q9F (65 polegadas ): $6,000
Samsung Q8C (55 polegadas): $3,500
Samsung Q7C (55 polegadas): $2,800
Samsung Q7F (55 polegadas): $2,600

As mais caras dispõem de acessórios especiais.

Saiba mais aqui:

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton