Intel tem queda surpreendente na receita e reduz as perspectivas

CEO da fabricante de chips dos EUA culpa 'declínio repentino e rápido da atividade econômica' ao lado de 'questões de execução'.

Richard Waters do Financial Times

A Intel chocou Wall Street com queda surpreendente na receita do último trimestre e reduziu suas perspectivas financeiras para o resto do ano, derrubando o preço de suas ações em 10 por cento nas negociações pós-mercado na quinta-feira.

A maior fabricante de chips dos EUA em receita culpou a decepção pelo enfraquecimento das condições econômicas, interrupções na cadeia de suprimentos e pressões competitivas. A notícia seguiu relatórios de lucros geralmente robustos de outras grandes empresas de chips nos últimos dias e sugeriu que a Intel foi prejudicada por sua grande exposição ao mercado de PCs em queda e sua perda de liderança na fabricação de chips de ponta para a TSMC.

Em comunicado, o presidente-executivo Pat Gelsinger disse que os resultados mais recentes estão “abaixo dos padrões que estabelecemos para a empresa e nossos acionistas. Devemos e faremos melhor”. Ele acrescentou que um “repentino e rápido declínio na atividade econômica foi o maior impulsionador” por trás da queda, mas que também refletiu “problemas de execução” na empresa.

A receita pro forma do segundo trimestre do ano caiu 17% em relação ao ano anterior, para US$ 15,3 bilhões, enquanto o lucro por ação caiu 79%, para 29 centavos. Analistas esperavam receita de US$ 17,9 bilhões e lucro por ação de US$ 0,69.

A notícia veio quando a Câmara dos Representantes aprovou a tão esperada Lei de Chips, que dará US$ 52 bilhões em subsídios aos fabricantes de chips para realizar mais de sua fabricação nos EUA. A Intel, que deve receber até US$ 6 bilhões por uma nova fábrica em Ohio, deverá ser uma das maiores beneficiárias do apoio dos contribuintes dos EUA.

Para o trimestre atual, a fabricante de chips disse que espera uma receita de US$ 15 bilhões a US$ 16 bilhões, bem abaixo dos US$ 18,6 bilhões que analistas esperavam. O lucro deve chegar a 35 centavos por ação, em comparação com uma previsão inicial de Wall Street de 87 centavos.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton