O telescópio espacial Kepler em busca de “novas Terras”

Por Ethevaldo Siqueira, com notícia da NASA

Kepler é mais do que o nome de um incrível telescópio espacial da NASA. É, na realidade, uma missão, ou seja, um projeto muito mais amplo, no qual o telescópio é a grande ferramenta projetada especificamente para pesquisar nossa região da Via Láctea.

Seu real objetivo é descobrir centenas de planetas menores ou do tamanho da Terra, na chamada zona habitável das órbitas de suas estrelas ou em suas proximidades e determinar aquele minúsculo percentual ou fração das centenas de bilhões de estrelas em nossa galáxia que podem ter tais planetas, nos quais haveria alguma probabilidade de existência de vida.

A busca centenária por outros mundos como a nossa Terra foi rejuvenescida pela intensa excitação e interesse popular em torno da descoberta de centenas de planetas orbitando outras estrelas. Agora há evidências claras de um número substancial de três tipos de exoplanetas. Ou gigantes gasosos, super Terras quentes ou gigantes de gelo em órbitas de curto período.

O desafio agora é encontrar “planetas terrestres” (ou seja, aqueles com metade a duas vezes o tamanho da Terra), especialmente aqueles na zona habitável de suas estrelas, onde pode existir água líquida na superfície do planeta.

A “Ciência Kepler”

Segundo a NASA, o objetivo científico da missão Kepler é explorar a estrutura e a diversidade dos sistemas planetários. Isso é conseguido pesquisando uma grande amostra de estrelas para:

• Calcular a porcentagem de planetas terrestres — ou seja, semelhantes e maiores do que Terra — que estão dentro ou perto da zona habitável de uma grande variedade de estrelas
• Determinar a distribuição de tamanhos e formas das órbitas desses planetas
• Estimar quantos planetas existem em sistemas de estrelas múltiplas
• Conhecer a variedade de tamanhos de órbita e refletividades, tamanhos, massas e densidades de planetas gigantes de curto período
• Identificar os membros adicionais de cada sistema planetário descoberto usando outras técnicas
• Descobrir as propriedades das estrelas que abrigam sistemas planetários.

Quem foi Kepler?

Relembremos que Johannes Kepler (1571-1630) foi um astrônomo, astrólogo e matemático alemão, considerado figura-chave da revolução científica do século XVII, e célebre por ter formulado as três leis fundamentais da mecânica celeste, denominadas por Leis de Kepler. Astrônomos posteriores codificaram aquelas leis, com base em suas obras: Astronomia Nova, Harmonices Mundi, e Epítome da Astronomia de Copérnico. Essas obras forneceram ainda uma das bases para a teoria da gravitação universal de Isaac Newton.

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton