Governo determina que TVs produzidas no país tenham DTV Play

29/07/2020 - Foi publicada nesta terça-feira, 28 a Portaria Interministerial nº 40, assinada em conjunto pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Economia (ME), que altera o Processo Produtivo Básico para os televisores com tela de cristal líquido, industrializados na Zona Franca de Manaus.

Aguardada com grande expectativa pelo setor de radiodifusão, a portaria atende a um pedido da ABERT ao incluir o DTV Play (perfil D do middleware Ginga) nos televisores, abrindo caminho para a próxima geração da televisão (TV 3.0).


Portaria foi publicada nesta terça-feira, 28. Regra começa a valer para itens produzidos na Zona Franca de Manaus a partir de 2021

O DTV-Play permitirá maior integração entre broadcast (TV aberta) e broadband (banda larga), proporcionando uma experiência personalizada de recepção de conteúdos em ambiente de TV aberta, essencial para a evolução do Sistema Brasileiro de Televisão Digital.

De acordo com a portaria, até 2023, no mínimo, 90% dos televisores com tela de cristal líquido fabricados no Brasil, com conexão à internet (conhecidos como Smart TVs), deverão sair de fábrica com o DTV-Play. A incorporação será feita de forma gradual, sendo 30% em 2021, 60% em 2022 e 90% a partir de 2023.

Para o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, “a inclusão do DTV Play é fundamental para o processo de inovação e convergência tecnológica entre a televisão digital e a internet, gerando maior interatividade, autonomia e conteúdos personalizados aos telespectadores”.

Tonet destaca, ainda, que “o sistema oferece às emissoras de televisão novos modelos de negócio, publicidade e marketing, difundindo novas experiências de alta tecnologia à população”.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton