Facebook Shops: lojas on-line são abertas no Facebook e Instagram

Por Thais Sogayar, com Financial Times
19/05/2020 - O recurso permitirá que as empresas configurem fachadas de lojas digitais e vendam diretamente aos usuários na plataforma. Mark Zuckerberg disse que acelerou os planos para aproveitar o boom das compras on-line durante a pandemia do coronavírus.

O Facebook espera que seus 2,6 bilhões de usuários comecem a comprar em sua plataforma, ao apresentar um serviço que o coloca em concorrência direta com a Amazon e o eBay.

As “lojas do Facebook” permitirão que os vendedores criem fachadas digitais no Facebook ou Instagram, disse a empresa nessa terça-feira, 19, acrescentando que se beneficiaria da coleta de dados valiosos sobre o que os compradores desejam.

O Facebook Shops permitirá que os vendedores criem fachadas digitais no Facebook ou no Instagram

Os usuários poderão procurar produtos, enviar mensagens às empresas para organizar compras e, em alguns casos, comprá-los diretamente por meio de um recurso de finalização de compra on-line introduzido recentemente.

Mark Zuckerberg, executivo-chefe do Facebook, disse em entrevista ao Financial Times que acelerou os planos para aproveitar o boom das compras on-line durante a crise do coronavírus. Ele acrescentou que o gigante da mídia social seria capaz de usar os dados para melhorar seu serviço de publicidade e cobrar mais por isso.

"Se você procurar uma loja dentro do nosso aplicativo ou comprar algo, veremos isso e esperamos usá-lo para mostrar melhores recomendações para outras coisas que você gostaria no futuro", ele disse.

Saiba mais (se for assinante do FT)

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton