Projeto EarthNow: Planeta Terra inteiro, ao vivo, em tempo real

Por Ethevaldo Siqueira
11/11/2019 - EarthNow pretende colocar uma constelação de satélites em volta do planeta. É um empreendimento ambicioso e sem precedentes. E, no entanto, o objetivo é simples, conectá-lo visualmente com a Terra, em tempo real. Teoricamente, poderemos observar o que estiver acontecendo – em qualquer lugar do planeta – no momento em que a ação estiver acontecendo.

Bill Gates, Masayoshi Son, executivo-chefe do SoftBank, a Airbus e outros megainvestidores — propuseram recentemente construir e lançar cerca de 500 pequenos satélites destinados a fornecer cobertura de vídeo em tempo real, de qualquer lugar do planeta. A empresa já constituída se chama EarthNow LLC – ou, em português, Terra-Agora.

O objetivo do projeto é observar o que estiver acontecendo – em qualquer lugar do planeta – no momento em que a ação estiver acontecendo para tentar evitar desastres naturais, destruição de florestas, observar zonas de conflito, dentre outras possibilidades.

A empresa não revelou prazos para o começo de suas operações, mas a expectativa é que os primeiros satélites comecem a ser lançados em algum momento entre o final deste ano e começo do ano que vem, de acordo com o fundador e CEO Russell Hannigan.

Imagine uma constelação de 500 ou mais mini satélites que cubra todo o planeta 24 horas por dia e seja capaz de:

• Fiscalizar a pesca ilegal por embarcações em tempo real e em qualquer lugar do mundo;
• Observar com antecedência a chegada de furacões e tufões, à medida que eles se desenvolvem;
• Detectar incêndios em florestas no momento em que eles começam;
• Observar vulcões exatamente quando eles iniciam uma erupção;
• Assistir toda a mídia a lhe contar as histórias e notícias de todo o mundo;
• Rastrear grandes baleias à medida que elas migrem;
• Ajudar cidades inteligentes a tornar-se mais eficientes;
• Supervisionar e acompanhar a riqueza das colheitas on demand;
• Observar zonas de conflito e responder imediatamente a tudo que nos for solicitado no momento em que a crise acontece;
• Criar Instantaneamente modelos vivos em 3D de uma pequena cidade ou de metrópole, mesmo em lugares remotos;
• Ver a sua casa como os astronautas a vêem — com seu deslumbrante azul de mármore no espaço.

A Terra é nosso único lar, e a atividade humana reside em quase todos os cantos. À medida que nossa civilização avança, e à medida que pressionamos cada vez mais os recursos da Terra, todos compartilhamos a responsabilidade de cuidar e manter esse nosso lar.

Através de uma constelação de satélites avançados de criação de imagens, o EarthNow proporcionará uma experiência de usuário sem precedente e altamente valiosa: vídeo contínuo em tempo real da Terra, aprimorado pela inteligência da máquina.

Em uma entrevista, Hannigan disse que o conceito atual prevê satélites pesando cerca de 250 kg cada, com um custo total para o sistema acima de US$ 1 bilhão. Mas esses números podem mudar.

O quarto investidor do EarthNow é o veterano empresário satélite Greg Wyler, um parceiro da Airbus e SoftBank em outro projeto independente de Internet via satélite chamado OneWeb. Ele se recusou a divulgar o quanto de recursos havia sido levantado na rodada de financiamento inicial, mas disse que "temos os investidores com os meios para que isso aconteça." Bill Gates e Greg Wyler estão investindo fundos pessoais, enquanto Hannigan disse que a Airbus é investidora e parceira do projeto

Com sede em um subúrbio de Seattle com uma equipe mínima, a startup está sendo revelada à medida que cresce o interesse em pequenos satélites operando relativamente perto da Terra, para servir os mercados comerciais e de segurança nacional. Hannigan disse que EarthNow visa uma escala larga das aplicações, que incluem o seguimento da pesca ilegal, prestando atenção a migrações em zonas do conflito e monitorando da agricultura.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton