Hubble registra colisão de galáxias que atinge milhões de estrelas

Por Ethevaldo Siqueira, com APOD, da NASA
09/10/2019 - A galáxia desta imagem, NGC 7714, foi alongada e distorcida por uma colisão recente com uma galáxia vizinha menor, a NGC 7715, situada à esquerda da foto, que supostamente foi atingida pela NGC 7714.

As observações indicam que o anel dourado retratado é composto de milhões de estrelas mais velhas, semelhantes ao nosso Sol, que provavelmente se moverão, juntamente com as estrelas mais azuis, interiores. Por outro lado, no centro luminoso da NGC 7714 parece estar ocorrendo uma explosão que levará a nova formação estelar.

A foto foi feita pelo Telescópio Espacial Hubble. A NGC 7714 está localizada a cerca de 130 milhões anos-luz de distância em direção à constelação dos dois peixes (peixes). As interações entre essas galáxias provavelmente começara há cerca de 150 milhões anos e deve continuar por várias centenas de milhões de anos mais, inclusive numa galáxia central única que, certamente, resultará dessa colisão.

Crédito: NASA, ESA, Hubble Legacy Archive; Processamento & Copyright: Rudy Pohl

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton