Ainda existem 3 bilhões de habitantes que não dispõem de internet

Por Ethevaldo Siqueira
08/07/2019 - Esses 3 bilhões de seres humanos terão agora a sua oportunidade de acessar a internet por uma constelação de satélites de órbita baixa, que tem um nome curioso: O3B – que quer dizer exatamente isso: Outros 3 bilhões.

Já estão em órbita os 20 satélites que cobrirão toda a faixa do planeta situada entre os trópicos de Capricórnio e de Câncer, onde se localizam as áreas mais pobres da África, América Latina, Ásia e Oceania.

São esses satélites que levarão a internet em banda larga aos habitantes dos países menos desenvolvidos do mundo, situados na faixa equatorial e tropical do planeta, onde vive a maioria de pessoas que ainda não tem acesso à internet.

Quando a constelação de satélites estiver em operação, o sistema permitirá conexões de 1 a 10 Megabits por segundo. E o fato mais curioso, é que a maioria desses satélites – de órbita baixa e órbita média – foram lançados por um foguete Soyuz a partir de uma base na Guiana Francesa.

O maior acionista do O3b é o Google. Os demais são a operadora de satélites europeia SES, o Banco HSBC e o grupo Liberty Media, que tem participação na operadora de TV via satélite Sky.

No Brasil, o O3b será representado pela empresa Ozônio Telecomunicações, que terá sua estação terrestre no Estado do Amazonas, o primeiro a ser beneficiado pelo projeto.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton