Telefónica obtém 57 pontos e lidera o índice do Ranking Digital Rights

16/05/2019. A Telefónica lidera o setor de telecomunicações pela primeira vez em 2019, o Digital Rights Corporate Accountability Index, que avalia a transparência e o comprometimento das empresas de tecnologia e comunicações em termos de privacidade e liberdade de expressão. A empresa ocupa, com 57 pontos, o primeiro lugar das 12 Telcos avaliadas e é a entidade que mais melhorou nos últimos dois anos, aumentando 21,70 pontos.

O Digital Rights Corporate Accountability Index avalia a evolução do setor de telecomunicações em 2019

A Ranking Digital Rights (RDR) é uma iniciativa sem fins lucrativos que trabalha com uma rede internacional de parceiros para promover um maior respeito pelos direitos digitais das pessoas. O relatório analisa, com base em 35 indicadores, as políticas e processos implementados nas empresas para garantir o respeito aos direitos de privacidade e liberdade de expressão. Centra-se em três categorias: governança, liberdade de expressão e privacidade. Segundo a RDR, "as pessoas têm o direito de saber e as empresas têm a responsabilidade de mostrar", que é o propósito da iniciativa em que a Telefónica ocupa a primeira posição.

Em termos de Governança, a Telefónica lidera o ranking de empresas de telecomunicações e empresas de Internet, destacando - de acordo com a RDR - sua transparência na supervisão da gestão dos direitos humanos no mais alto nível e sua acessibilidade à sua mecanismos de reclamação. No campo da proteção de dados para seus clientes, vale ressaltar a melhoria feita internamente para reforçar o modelo de governança para o correto gerenciamento e proteção de dados pessoais.

Em relação à Liberdade de Expressão, a empresa lidera o setor de telecomunicações. A multinacional, que publica anualmente um Relatório de Transparência sobre Comunicações, experimentou "grandes avanços" na transparência em relação aos requisitos das autoridades competentes que afetam a liberdade de expressão dos usuários. Além disso, o índice destaca o compromisso da Telefónica com o direito à neutralidade digital para garantir uma experiência aberta na Internet, sem restrições ou discriminação em toda a cadeia de valor: dispositivos, conteúdo, serviços, aplicativos e redes. Este direito é refletido em seu Manifesto por um novo Digital Compact.

Classificação dos direitos digitais (RDR)

Finalmente, em Privacidade, a empresa ocupa o segundo lugar no setor. Dos aspectos analisados ​​pelo índice, a empresa espanhola melhora substancialmente em termos de gerenciamento de informações do usuário.

Como membro da Global Network Initiative, a Telefónica reforçou sua Política de Privacidade Global em 2018 e já possui Centros de Privacidade on-line em oito países, com o objetivo de estendê-los a todas as suas operações. Além disso, realiza uma avaliação periódica do impacto de sua atividade sobre os direitos humanos. E foi uma das primeiras empresas do mundo a aprovar princípios éticos de Inteligência Artificial, que afetam aspectos como privacidade, segurança e direitos humanos.

A Ranking Digital Rights (RDR) é uma iniciativa sem fins lucrativos do Open Technology Institute da New America e produz anualmente o Corporate Accountability Index, que classifica as principais empresas de Internet, ecossistemas móveis e telecomunicações do mundo. O ranking nasceu em 2015, avaliando 16 entidades. A edição de 2019 inclui 24 empresas - 12 delas da Telco - cujos produtos e serviços são usados ​​coletivamente por mais da metade dos 4.300 milhões de usuários da Internet no mundo. A RDR defende que as empresas continuem a trabalhar pelo respeito dos direitos digitais das pessoas e publica recomendações para empresas e governos a esse respeito.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton