Em 55 anos, 9 trilhões de toneladas de geleiras derretem

Por Ethevaldo Siqueira, com ESA (European Space Agency)
10/04/2019 - As geleiras ao redor do mundo perderam mais de 9.000 gigatoneladas (nove trilhões de toneladas) de gelo de 1961 a 2016 elevando o nível do mar em 27 mm, segundo a pesquisa publicada ontem (8 de abril de 2019), pela revista Nature.

Quando pensamos na mudança climática, uma das primeiras coisas que nos vem à mente é o degelo dos polos. A perda de gelo, no entanto, não se limita apenas às regiões polares.

As geleiras perderam 9.625 gigatoneladas de gelo entre 1961 e 2016

Uma equipe internacional liderada pela Universidade de Zurique, na Suíça, usou observações clássicas de campo glaciológico combinadas com vasta e riquíssima informação de várias missões de satélites para calcular meticulosamente quanto gelo foi perdido ou ganho por 19 diferentes regiões glaciares ao redor do mundo. A pesquisa, publicada na Nature, revela que as geleiras perderam 9.625 gigatoneladas de gelo entre 1961 e 2016.

Saiba aqui:

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton