Spotify acusa a Apple de “práticas anticompetitivas” na Europa

Por Thais Sogayar, com informação do The Guardian
13/03/2019 - Spotify, o serviço de streaming de música, disse que as políticas da Apple Store violam as leis de concorrência e merecem uma investigação

O poderoso papel da Apple como guardião da App Store há muito frustra os criadores de aplicativos, que devem obedecer às regras ou se arriscarem a perder acesso a centenas de milhões de clientes que possuem dispositivos da Apple. Agora, um dos maiores rivais da Apple, o serviço de streaming de música Spotify, diz que a Apple está abusando de sua posição e violando as leis antitruste européias.

A loja de aplicativos da Apple é uma importante plataforma de distribuição para o Spotify. Mas a Apple recebe uma comissão de 30% sobre todas as vendas feitas através da loja de aplicativos - incluindo assinaturas de streaming de música - que o Spotify e muitos outros desenvolvedores de aplicativos de terceiros reclamam há muito tempo como um "imposto" injusto.

 Daniel Ek, cofundador e CEO da Spotify: "A Apple introduziu regras na loja de aplicativos que limitam propositadamente a escolha" / Crédito: Shannon Stapleton / Reuters

Em uma tentativa agressiva de reduzir o poder da Apple, a Spotify disse nessa quarta-feira, 13 que registrou uma queixa junto aos reguladores europeus, acusando a Apple de usar sua App Store para esmagar empresas que competem com seus serviços, incluindo a Apple Music.

A reclamação do Spotify vem em um momento perigoso para as maiores empresas de tecnologia do mundo. O escrutínio sobre o poder do Vale do Silício tem aumentado nos últimos anos e já se tornou um tema entre os candidatos presidenciais democratas.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton