Vivo e Ericsson fazem simulação de cirurgia à distância usando 5G

Por Thais Sogayar
13/09/2018 - A Vivo e a Ericsson realizaram hoje em São Paulo, uma demonstração inédita da tecnologia 5G no Brasil

Utilizando-se de uma infraestrutura completa de testes 5G na faixa de ondas milimétricas (mmWave) de 28 GHz – foi possível presenciar a aplicabilidade da nova tecnologia na simulação em realidade virtual de uma cirurgia de alta precisão à distância. Além disso, a experiência visual e tátil obtida no teste permitiu conhecer as funcionalidades do 5G que irão transformar vários setores da indústria, com destaque para o de Saúde, já que essas funcionalidades vão muito além de trazer mais velocidade para as trocas de dados, vídeos e redes sociais permitidos, quando o 3G e o 4G foram disponibilizados.

Demonstração da tecnologia 5G no Brasil permitirá simulação de cirurgia à distância baseada no novo conceito de Internet of Skills / Crédito: Daniela Braun

O teste demonstrou a aplicabilidade da latência ultrabaixa que permitirá avanços da medicina, bem como nas indústrias, principalmente a automotiva - levando em consideração o conceito do carro autônomo sem motorista, (pois sem a tecnologia 5G não será possível realizar a automação completa), em operações remotas de maquinário pesado e na área de mineração.

Outra área com grande potencial que será beneficiada com o 5G é a chamada indústria 4.0, onde será possível a existência de uma fábrica totalmente robotizada com sensores, substituindo o cabeamento pela tecnologia 5G, comunicação ultraconfiável ​​e baixa latência de ponta a ponta, essenciais ao processo industrial.

Rodrigo Maretti, gerente de soluções de rádio da Ericsson faz a demonstração da tecnologia ao jornalista Ethevaldo Siqueira

Durante a demonstração, foi possível visualizar como as imagens em HD e acesso a registros médicos por meio da tecnologia 5G, permitirão aos especialistas a atuação com altíssima precisão e sensibilidade (experiência tátil) nos procedimentos remotos.

De acordo com um estudo realizado pela Ericsson, a partir de 2026 o potencial de negócios para as indústrias – impulsionadas pelo 5G e pela digitalização dos serviços verticais  – será de cerca de 1.3 trilhões de dólares e para as operadoras, 620 bilhões de dólares aproximadamente.

Marcos Scheffer, vice-presidente de Redes da Ericsson, explica as vantagens da tecnologia 5G

"Essa tecnologia está sendo desenvolvida para o 5G, mas estamos antecipando para o 4G - nesse caso para o 5G temos 128 emissores e receptores, uma quantidade imensa, se compararmos à quantidade utilizada no modelo tradicional, que utiliza no máximo 2 ou 4", explicou Marcos Scheffer, vice-presidente de Redes da Ericsson.

Nos padrões atuais a potência é emitida de uma forma homogênea, e quando se aplica o conceito de "be in tracking" e "be in forming", a operadora sabe exatamente onde o usuário está usando seu celular, a estação rádio base foca um feixe de energia em cima do cliente para poder aumentar a taxa de transmissão de dados, independente da quantidade de pessoas que estiverem no mesmo local. Isso aumenta a eficiência do sistema e a capacidade e a velocidade da transmissão de dados.

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton