Eta Carinae, a maior estrela do Universo emite raios cósmicos

Por Ethevaldo Siqueira
10/09/2018 - A maior e mais brilhante estrela do Universo não é, na realidade, uma única estrela, mas um sistema de estelar duplo, ou seja, de duas que giram uma em torno da outra. Uma das estrelas da dupla é 90 vezes maior do que nosso Sol. A outra, 30 vezes. Está situado a 10.000 anos-luz de nós – e não 7.500 como se supunha.

Localizado na constelação Carina, do Hemisfério Sul, o sistema Eta Carinae é formado por um par de estrelas maciças cujas órbitas excêntricas as aproxima de forma incomum a cada 5,5 anos.

Eta Carinae é formado por um par de estrelas maciças cujas órbitas excêntricas as aproxima de forma incomum a cada 5,5 anos

Um novo estudo feito a partir dos dados do Telescópio Espacial NuStar, da NASA, sugere que o sistema Eta Carinae está acelerando a emissão de partículas de alta energia – algumas das quais podem chegar à Terra sob a forma de raios cósmicos.
Raios cósmicos com energias superiores a 1 bilhão de elétron-volts (EV) chegam até nós vindo de fora do nosso Sistema Solar.

Mas por todas essas partículas carregarem carga elétrica — elétrons, prótons e núcleos atômicos — são desviadas de seu curso sempre que encontram campos magnéticos. Isso confunde ou embaralha seus caminhos e mascara suas origens.

Saiba mais aqui e aqui:

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton