Tecnologia pode alimentar o mundo de forma sustentável. Veja como

Por Fred Davies e Banning Garrett, do portal Singularity Hub, com tradução de Ethevaldo Siqueira
10/09/2018 - Em especial no caso das cidades mundiais do futuro, a tecnologia pode realmente alimentar de forma sustentável as cidades mundiais do futuro.

Nos próximos 30 anos, praticamente todo o crescimento líquido da população ocorrerá em regiões urbanas dos países em desenvolvimento. Ao mesmo tempo, a produção mundial de alimentos se tornará cada vez mais limitada pela disponibilidade de terra, água e energia. Estas limitações serão agravadas ainda mais pela mudança de clima e pela adição esperada de 2 bilhões de pessoas aos 4.000.000.000 de hoje que vivem hoje nas cidades. Enquanto isso, os atuais ecossistemas de alimentos urbanos no mundo em desenvolvimento são ineficientes e criticamente inadequados para enfrentar os desafios do futuro.

Estudo mostra que a tecnologia pode realmente alimentar de forma sustentável as cidades mundiais do futuro

Combinadas, estas tendências poderiam ter consequências econômicas e políticas catastróficas. É necessário encontrar um novo caminho para os ecossistemas de alimentos urbanos. Mas o que é esse caminho?

Novas tecnologias, juntamente com novos modelos de negócios e políticas governamentais de apoio, podem criar ecossistemas alimentares urbanos mais eficazes nas próximas décadas. Graças à tecnologia, esses sistemas podem vincular de forma sustentável as áreas rurais, peri-urbanas (apenas fora das cidades), e os produtores e consumidores urbanos, de forma a aumentar a produção global de alimentos e gerar oportunidades para novos negócios e empregos.

Leia mais aqui:

 

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton