Mais de 1000 pessoas criam o Telescópio Espacial James Webb

Por Ethevaldo Siqueira, com informações da NASA
11/07/2018 - Mais de 1.000 pessoas em mais de 17 países trabalham no desenvolvimento do Telescópio Espacial James Webb, sucessor do Hubble. Na foto, os integrantes da equipe em frente a uma réplica do James Webb Space Telescope (JWST) em tamanho real no Centro de Voo Espacial Goddard, em Greenbelt, Maryland.

O novo telescópio espacial (JWST) será o maior dos telescópios espaciais. Ele será localizado a 1,5 milhão de quilômetros, uma distância muito maior da Terra do que Hubble, que gira em torno do planeta a uma altura de 450 km.

O Webb será 100 vezes mais poderoso do que o Hubble e poderá “enxergar” objetos celestes a 13,5 bilhões de anos-luz. Isso significa que ele permitirá aos astrônomos observar as primeiras galáxias no momento em que elas se formaram há 13,5 bilhões, ou sejam, bem próximo do momento do Big Bang.

O JWST será lançado da Guiana Francesa em 2021 por um foguete Ariane 5 e levará três meses para ser posicionado num ponto do espaço em que as forças de gravitação do Sol, da Terra e da Lua se anulam, denominado L2, que é um dos cinco pontos definidos pelo matemático e astrônomo franco-italiano Joseph Louis de Lagrange. No ponto L2 o Webb ficará praticamente estável, dispensando correções de posicionamento.

Créditos: NASA

Saiba mais aqui

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton